Incrível
Novo Popular
Inspiração
Criatividade
Admiração

13 Regras de estilo que aprendemos a seguir, mas especialistas consideram ultrapassadas

Você já reparou como certas “regras” da moda parecem ter sido passadas de mães para filhas, mesmo que não façam mais tanto sentido? Desde a infância, aprendemos certas “leis” de estilo como: “brilho só pode ser usado à noite” e “não se usa vestido preto em casamentos”. Mesmo que ainda estejam no imaginário de grande parte das mulheres, regras como essas estão fora de moda — e nós estamos aqui para provar.

Incrível.club sugere que você deixe de lado certas “doutrinas” da moda e vista-se como se sentir melhor! Por isso, nossa equipe separou uma lista com 13 “regras” de estilo que devem ser esquecidas, segundo especialistas da área. Confira!

13. No trabalho, precisamos vestir roupas que representam a identidade da nossa empresa

Antigamente, as regras de vestimenta no mundo corporativo eram mais rígidas. Atualmente, questões como o feminismo e a importância de assumir a própria identidade ganharam tanto peso, que o (a) funcionário (a) não precisa mais, necessariamente, se vestir de acordo com a identidade da empresa.

Segundo a consultora de moda Gloria Kalil, o que está na moda é poder, isso sim, expressar a sua personalidade no ambiente de trabalho — mesmo que seja nos detalhes, acessórios ou calçados.

12. Mulheres baixas não devem usar saias longas

Baixinhas costumam ouvir que não devem usar saias longas, pois elas “achatam” o corpo, mas a youtuber e consultora de imagem Carol Morgana garante que essa regra não tem nada a ver! Peças compridas podem, inclusive, alongar a silhueta visualmente — principalmente se a saia for de cintura alta. Ah! E o mesmo vale para vestidos longos.

11. Quando a calça tem um passador, usar cinto é “obrigatório”

Você já vestiu uma calça com passador, sem cinto, e ficou com aquela sensação de que “está faltando algo”? Esse pensamento é bem comum, pois é um mito da moda. O segredo é não ligar e usar, sem medo, calças com passadores sem cinto.

A jornalista de moda Camila Gaio lembra que o passador da calça é apenas um elemento que dá apoio para o caso de a dona querer usar um cinto. Mas o acessório não é obrigatório. Não faz muito sentido acrescentar mais um item de moda ao look apenas para tapar o buraco do passador, concorda?

10. Mães devem se vestir de forma discreta

É possível que você já tenha ouvido que mães devem se vestir de forma discreta, com tons pouco chamativos e sem mostrar “muita pele”. Inclusive, a já mencionada Camila Gaio lembra que, quando as propagandas querem representar uma “mãe”, é bem provável que essa mulher esteja usando um look básico, estilo camiseta branca e calça jeans.

Mas pode apostar que essa é uma “regra” do passado e uma prova viva disso é a apresentadora (e mãe) Sabrina Sato. A musa adora ousar no visual e até combina certas peças com a pequena filha, Zoe.

9. Look jeans com jeans está liberado?

Os looks jeans usados em 2001 pelo então casal Justin Timberlake e Britney Spears se tornaram icônicos. Mas essa moda, na verdade, nos remete aos anos 1970. Depois de passar um tempo fora de moda, o combo jeans com jeans está mais que liberado nos dias de hoje e a influenciadora Kim Kardashian adora esse estilo.

8. Misturar metais... pode ou não pode?

Ainda há quem pense que metais diferentes não podem ser misturados? Se as maiores influenciadoras da moda combinam prata com ouro e com cobre, por que nós não poderíamos usar metais da mesma forma? A personal stylist Karol Stahr diz que é bem mais “perigoso” misturar acessórios de materiais diferentes do que metais.

7. Apenas mulheres muito magras podem usar roupas coladas ao corpo

Queremos saber quem foi que inventou que apenas mulheres bem magras podem usar roupas coladas ao corpo. Basta olharmos para redes sociais de famosas que valorizam suas curvas para provarmos que essa regra foi por água abaixo há tempos. E ainda bem!

Como diz a jornalista e consultora de moda Lilian Pacce, “seu corpo, suas regras”. O importante é se sentir linda e poderosa, sem ligar para o que os outros possam pensar.

6. Devemos combinar a cores do sapato, da bolsa e do cinto?

Dizer que as mulheres precisam, obrigatoriamente, combinar as cores do sapato, da bolsa e do cinto é uma ideia ultrapassada. Segundo a já mencionada personal stylist Karol Stahr, a “regra” é a seguinte: combine se quiser e deixe de combinar quando quiser.

“Isso tem a ver com seu estilo pessoal. Geralmente, mulheres com um estilo mais clássico acabam gostando de combinar mais (...) e não há problema algum nisso. Já mulheres mais modernas e criativas costumam gostar de ’descombinar’ o sapato, a bolsa e o cinto. E as duas coisas são corretas”, garante a especialista.

5. Peças com brilho só podem ser usadas à noite

Brilho só pode ser usado à noite? Nós vamos reproduzir a expressão usada por Lilian Pacce sobre o assunto: “Imagina!” A verdade é que essa “regra” já foi ultrapassada há muito tempo e, hoje, peças com paetês e pedras podem ser usadas até para trabalhar (caso haja essa abertura no ambiente de trabalho, claro).

4. Afinal, convidada de casamento pode ou não usar vestido preto?

Segundo a guru de estilo e etiqueta Glória Kalil, o vestido preto está mais que liberado para as convidadas de casamentos. Inclusive, ela diz que o modelo é quase um “uniforme” desse tipo de cerimônia. Mas a especialista ressalta que looks pretos não devem subir ao altar, pois a cor remete ao “luto” — logo, madrinhas devem optar por outra cor para o grande dia.

3. Look todo branco só serve para quem trabalha na área da saúde

look todo branco já foi bastante “rejeitado” pelas mulheres, já que é frequentemente associado à área da saúde. A consultora de imagem e estilo Carol Morgana afirma que é preciso deixar esse pensamento de lado e garante que é possível criar looks extremamente estilosos usando apenas essa cor (a cantora Rihanna está aí para provar). Portanto, não tenha receio de usar peças claras da cabeça aos pés.

2. Preto não se mistura com marrom ou azul marinho

Há quem diga que não podemos combinar preto com marrom ou azul marinho. E o que adoramos na influenciadora Olivia Palermo é que ela não tem medo de misturar marrom, preto e azul marinho em um mesmo look. O resultado, como se pode ver, ficou despojado e elegante ao mesmo tempo, concorda?

1. Botas só devem sair do armário durante o inverno

É claro que botas são mais associadas ao inverno, mas o calçado não deve ser excluído do armário de quem vive em cidades ou regiões mais quentes. A já citada Carol Morgana diz que, quando as botas são usadas junto peças curtinhas, o look pode ganhar um ar até mais moderno ou boho. Nós precisamos concordar!

Você segue alguma dessas regras de moda? Lembrou de mais alguma “lei de estilo” que ficou de fora da lista? Conte ao Incrível.club nos comentários.