Incrível
Incrível

10 Coisas diferentes que as mulheres experimentam quando estão grávidas de mais de um bebê

Muitas vezes as mamães com gestação múltipla dizem que suspeitaram que tinham mais de um bebê desde o início. Para outras, a boa nova as toma completamente de surpresa. A verdade é que sim, existem vários sintomas que marcam a diferença, mas apenas um ultrassom pode confirmar a presença de gêmeos univitelinos, bivitelinos, trigêmeos, etc. De qualquer modo, pode ser emocionante para futuras mamães questionar se certos sinais são pistas sutis de uma felicidade multiplicada.

Incrível.club pesquisou alguns pontos importantes para saber diferenciar entre uma gestação com um ou vários bebês no ventre, já que trazer uma criança ao mundo é uma experiência única e diferente para cada mamãe.

1. As náuseas matutinas serão recorrentes

As náuseas e os vômitos são um dos sintomas mais comuns que as mulheres experimentam no primeiro trimestre. Os estudos apontam que esses mal-estares podem prever com antecedência se trata-se de uma gestação de um ou mais fetos. Esse fator também pode ser um indício sobre o sexo do bebê.
Assim, as futuras mamães que levam em seu ventre mais de um bebê podem se preparar, pois chegam a experimentar náuseas matutinas fortes ou prolongadas. E, mais ainda, se o sexo dos bebês é feminino.

2. O parto pode ser adiantado em algumas semanas

Uma gestação simples dura entre 38 e 40 semanas, mas múltiplos bebês costumam nascer antes. O risco de um trabalho de parto prematuro aumenta com um número maior de bebês. Um estudo determinou que 42% das gestações múltiplas não chegam ao fim, contra 6,4% dos partos típicos de apenas um bebê.

3. Você ganhará mais peso durante a gestação

O aumento acelerado de peso não é um indicativo definitivo de uma gestação múltipla. É claro que será maior que em uma gestação simples, mas muitas mamães sentem que têm mais de um bebê quando percebem que suas barrigas crescem rapidamente. Outros fatores que influenciam são a altura, o peso anterior, a dieta, o tipo de corpo, entre outros.

4. A sensibilidade dos seios pode ser maior

Outro dos sintomas mais intensos durante uma gestação múltipla que difere de uma gestação de apenas um bebê é a sensibilidade dos seios. As mudanças hormonais fazem com que as mamas fiquem inchadas e doloridas. Esse é o momento de comprar sutiãs de maternidade desenvolvidos especificamente para aliviar esses mal-estares.

5. Mais visitas ao ginecologista

As gestações múltiplas requerem um acompanhamento intensivo da condição fetal. Diferentemente de uma gestação simples, a presença de mais de um feto no útero está associada a uma série de possíveis complicações, tanto para a mãe como para os pequenos. A detecção precoce seguida de um tratamento certo reduzirão os riscos para um bom término da gestação.

6. Sentirá mais os movimentos dos pequenos

Para muitas mulheres, sentir o primeiro chute dentro do útero é um dos aspectos mais emocionantes da gravidez. Geralmente isso ocorre por volta da 20ª semana. As mamães de mais de um bebê experimentam movimentos fetais mais frequentes do que em uma gestação única. E aquelas gestações de trigêmeos, quadrigêmeos ou até de quíntuplos se tornam ainda mais intensas, pois os pequenos se movem muito mais na barriga.

7. A cesárea acarreta menos riscos que o parto normal

Discutir as opções de parto com antecedência é fundamental, sobretudo quando vêm mais de um bebê a caminho. No caso de uma gestação múltipla, quase metade (49%) termina em cesárea. No entanto o parto natural de gêmeos é possível caso o primeiro feto estiver na posição de cabeça para baixo.

8. Existe um hormônio que ajuda a detectar as gestações múltiplas

Ao engravidar, o corpo da mulher começa a produzir o hormônio gonadotrofina coriônica (hCG). Os níveis aumentam nas primeiras semanas de gestação. Na verdade, os testes caseiros funcionam ao detectar hCG na urina. Vários estudos confirmaram que valores altos desse hormônio são um indicador de gestações múltiplas.

9. A pressão arterial tende a ser alta

Em mulheres com gestações gemelares, a pressão arterial permanece estável desde a 6ª semana até a 30ª. No último trimestre, começa a aumentar de maneira constante. Por isso, um check-up regular pode evitar complicações em mães e recém-nascidos no momento de dar à luz.

10. O parto pode acontecer antecipadamente

Estar grávida de mais de um bebê implica maiores riscos no trabalho de parto e nascimento. Os pequenos muito prematuros nascem antes da 28ª semana. Seus corpos e seus órgãos não estão totalmente completos. Eles são mais vulneráveis e com baixo peso ao nascer. Isso significa menos de 2.500 gramas.

Os bebês talvez precisem de ajuda para respirar, comer, combater infecções e manter-se aquecidos, mas os avanços médicos permitem que se desenvolvam bem. Assim, eles se recuperarão depois de passarem alguns dias na unidade de cuidados intensivos neonatais.

Qual foi sua primeira reação ao saber que estava esperando um bebê? Compartilhe as histórias mais curiosas sobre sua gestação na seção de comentários!

Incrível/Mulher/10 Coisas diferentes que as mulheres experimentam quando estão grávidas de mais de um bebê
Compartilhar este artigo
Você pode gostar destes artigos