Incrível

Taylor Swift e outras 6 feras da música internacional têm suas histórias contadas em documentários na Netflix (vale a pena assistir)

----
540

No início de 2020, a Netflix incluiu em seu catálogo um documentário focado na vida de uma das artistas mais bem-sucedidas da atualidade. Taylor Swift, que vai fazer shows no Brasil em julho deste ano, lançou seu álbum de estreia em 2006, e de lá para cá, abocanhou diversos prêmios importantes na indústria da música, como o Grammy e o de melhor álbum do ano. É uma trajetória impressionante, mas Taylor não é a única a inspirar documentários exibidos pela Netflix: outros artistas da música contam com a mesma honraria.

Neste post, além de Miss Americana, o Incrível.club mostra outros artistas que também protagonizam documentários perfeitos para quem se interessa por conhecer um pouco mais das pessoas por trás de grandes ídolos da música. Confira!

1. Taylor Swift

O documentário Miss Americana, que mostra a trajetória da cantora Taylor Swift, mal foi lançado e já virou fenômeno. O longa, que foi produzido pela própria artista, foi exibido durante a edição de 2020 do Festival Sundance de Cinema. Boa parte das cenas exibidas no documentário mostra bastidores da gravação do álbum Lover. A produção ainda reservou espaço para fatos polêmicos envolvendo a vida da dona de hits como Shake it Off: seu posicionamento político e o processo que ela moveu contra um DJ estão entre eles.

2. Lady Gaga

Gaga: Five Foot Two é outro prato cheio para os fãs do pop. Lançado em 2017, o filme mostra um lado vulnerável de uma artista que já chegou a ter um álbum encabeçando a lista dos mais vendidos do ano em todo o mundo. Stefani Joanne Angelina Germanotta, nome de batismo de Gaga, aparece chorando em vários momentos e situações, como quando surge ao lado da avó ou reclamando das dores físicas que sentia. O documentário foi muito bem recebido por quem queria ver uma Lady Gaga com ares de “gente como a gente”, já que a cantora e atriz é mostrada na intimidade de sua casa, sem as maquiagens nem os figurinos que a tornaram célebre.

3. Michael Jackson

Assinantes da Netflix têm à sua disposição o documentário This Is It, que acompanha o ícone Michael Jackson enquanto ele se preparava para uma série de 50 shows em Las Vegas. As preparações para o espetáculo foram interrompidas pela surpreendente morte do astro, ocorrida em 2009. As cenas do making of servem para relembrar o tamanho do talento artístico do cantor, que começou a carreira com apenas 6 anos, época em que fazia parte, ao lado dos irmãos, do grupo Jackson 5. Ao longo do documentário, que deixa de lado polêmicas como os imbróglios judiciais, é possível ouvir na íntegra grandes sucessos como Smooth Criminal, Billie JeanThriller.

4. Metallica

Os registros de brigas familiares, as disputas entre os membros e os questionamentos existenciais que dão o tom em Some Kind Of Monster, deixam o documentário sobre o Metallica com ares de reality show. A produção do documentário acompanhou a banda norte-americana de heavy metal originária de Los Angeles durante dois anos, justamente o período em que James Hetfield e companhia gravou o polêmico álbum St. Anger. Se você gosta de ver monstros da música atravessando momentos turbulentos, prepare a pipoca e reserve duas horas para acompanhar cenas que envolvem até um terapeuta contratado na tentativa de acalmar os ânimos dos integrantes do grupo.

5. Anitta

Usando uma fórmula que mistura documentário com reality show, Vai Anitta chegou à Netflix em 2018 trazendo seis episódios. Cenas da vida em família, bastidores, apresentações diante de grandes públicos, gravações de músicas em estúdios, conversas sobre estratégias para conquistar o mercado internacional... está tudo ali. Por meio da atração, admiradores da cantora de 24 anos tiveram a oportunidade de conhecer mais de perto o agitado dia a dia da artista, que já abocanhou prêmios inclusive internacionais, como o EMA da MTV.

6. Bob Dylan

A crítica classificou como pseudodocumentário o longa Rolling Thunder Revue: A Bob Dylan Story by Martin Scorsese, que traz imagens registradas durante a turnê que o renomado artista fez pelos Estados Unidos no meio da década de 1970. As filmagens foram restauradas e usadas junto com cenas de bastidores retiradas do longa Renaldo & Clara, que teve direção assinada pelo próprio Dylan. Brincando com o conceito de verdade, a produção mostra encenações de depoimentos.

7. Whitney Houston

Lançado em 2017, Whitney: Can I Be Me revela os questionamentos e angústias de uma artista que nunca pôde assumir as rédeas de sua própria carreira, mas que conseguiu a façanha de encabeçar nove vezes a lista dos mais vendidos nos EUA. O pontapé inicial do longa é o falecimento da cantora, mas nenhum episódio relevante da vida pública de Whitney fica de fora, incluindo os primeiros passos como artista gospel. Conflitos familiares, abuso de substâncias químicas e o grande sucesso obtido pela trilha sonora do filme O Guarda-Costas também aparecem no documentário, que é recheado de imagens de arquivo, muitas nunca vistas pelo público.

Você já assistiu a algum dos filmes citados em nossa lista? Em sua opinião, a vida de qual artista da música renderia um bom filme? Deixe um comentário com suas impressões.

Imagem de capa Miss Americana/Netflix
----
540