Incrível
Incrível

Quem foi a pessoa mais rica que já existiu e como era a sua vida

Os magnatas Elon Musk e Jeff Bezos vivem atualmente uma disputa pelo título de “pessoa mais rica do mundo”, e suas tentativas de superar um ao outro resultaram em uma interessante e divertida rivalidade. No entanto, se levarmos em conta a história, esses dois ainda precisam batalhar muito para alcançar o homem mais rico de todos os tempos, um rei africano chamado Mansa Muça.

Você provavelmente está se perguntando quem é Mansa Muça, e é por isso que o Incrível.club está aqui, para te contar um pouco dessa interessante história. Acompanhe!

Mansa Muça foi imperador do Mali, na África Ocidental

Muça I nasceu em 1280 e recebeu o título de “Mansa” (que significa “sultão” ou “imperador” na língua Mandinka) após assumir o trono, em 1312.

Ele chegou ao poder depois que seu predecessor e irmão, Mansa Abu-Bakr, abdicou para fazer uma expedição pelo Oceano Atlântico, uma viagem da qual nunca voltou.

O reino do Mali cresceu muito sob o governo de Mansa Muça. Seu império controlava um grande território que ia do Oceano Atlântico até o atual Níger, ou seja, mais de 3,2 mil km. O território controlado incluía os seguintes atuais países: Senegal, Mauritânia, Burkina Faso, Gâmbia, Guiné-Bissau, Guiné e Costa do Marfim.

Foi um dos maiores impérios da África Ocidental e, por isso, tanto sua língua como suas leis influenciaram a cultura atual da região.

As riquezas de Mansa Muça vinham de recursos naturais, como ouro e sal

No século XIV, o Império do Mali era responsável por quase metade do ouro do mundo todo, e toda essa riqueza pertencia ao imperador Mansa Muça.

Segundo um especialista, o governante do reino tinha acesso ilimitado ao recurso mais valioso do mundo naquela época.

Além disso, centros de comércio de outras mercadorias também estavam localizados dentro do território comandado por Mansa Muça, portanto ele também era dono dessas riquezas.

Estima-se que seu patrimônio líquido equivalia a 400 bilhões de dólares de hoje

Embora o patrimônio líquido de BezosMusk flutuem constantemente, ambos registraram valores acima de 200 bilhões de dólares.

No entanto, eles ainda ficam bastante atrás do valor de 400 bilhões dólares que os especialistas calcularam para Mansa Muça. O valor seria bastante até para o ficcional país Wakanda.

Um professor disse para a BBC em uma entrevista que “os relatos contemporâneos sobre a riqueza de Muça são tão impressionantes que é quase impossível saber qual era a real dimensão de sua riqueza e de seu poder”.

Ele fez uma viagem muito extravagante para Meca

Em 1324, Mansa Muça realizou uma peregrinação e supostamente levou consigo 60 mil homens.

A equipe incluía todos os seus oficiais reais, soldados, mercadores, escravos, algumas cabras e ovelhas para alimentação e cerca de cem camelos, cada um deles com uma bela carga de ouro.

E claro que tudo foi feito com muita elegância, já que quase todos vestiam seda fina persa e muito ouro.

Mansa Muça também era um filantropo

De acordo com relatos históricos, Mansa Muça deu ouro aos pobres que conheceu ao longo de sua jornada, e trocou ouro por objetos quando passou pelo Cairo e por Medina.

O historiador antigo Al-Umari escreveu sobre a conversa que teve com um emir do Cairo que conheceu Mansa Muça. Segundo ele, o rei africano falava por meio de um intérprete, embora fosse fluente em árabe.

Ele levou tanto ouro ao Cairo que acabou causando uma crise econômica

Segundo o emir, Mansa Muça “inundou” o Cairo com suas riquezas. O excedente de ouro fez o valor do minério cair, o que resultou em perdas econômicas da ordem de 1,5 bilhão de dólares em todo o Oriente Médio.

“Ele distribuiu tanto ouro do Mali ao longo do caminho que os jelis (griôs) não gostam de elogiá-lo em suas canções porque pensam que ele desperdiçou recursos locais fora do Império”, disse um acadêmico.

O imperador africano era tão poderoso que durante sua viagem ele conquistou territórios

Aparentemente, objetos e presentes simples de viagem não combinavam com Mansa Muça. Durante a expedição, ele conquistou o território de Gao, dentro do Império Songai, e expandiu suas conquistas até o extremo sul do Deserto do Saara.

Por outro lado, ele também usou sua imensa riqueza para um bem maior. Durante seu reinado, ele abriu universidades e bibliotecas em todo o reino. Alguns desses prédios antigos ainda existem hoje em dia.

Mansa Muça literalmente colocou seu Império no mapa

Em um atlas catalão de 1375, em cima de Timbuktu (que se tornou parte do Império do Mali) havia o desenho de um rei africano sentado em um trono e segurando um pedaço de metal precioso nas mãos.

Durante o século XIX, Timbuktu ganhou o status mítico de “Cidade Perdida do Ouro” e se tornou um destino popular para caçadores de tesouros e exploradores.

O Império do Mali ruiu após a morte de Mansa Muça

Mansa Muça foi responsável por iniciar a tradição da educação na África Ocidental. E é por isso que nos perguntamos: se ele era tão rico e tão importante, por que não ouvimos falar dele?

Depois de sua morte, por volta de 1330, seus filhos herdaram o trono. No entanto, eles não foram capazes de manter o império unido e pouco a pouco os estados foram se separando.

Quando os europeus chegaram na região, o reino finalmente acabou. Segundo um especialista, “a história do período medieval ainda é analisada como uma história ocidental”, e é por isso que a história de Mansa Muça é relativamente desconhecida.

Se Mansa Muça estivesse vivo, que pergunta você faria a ele? E se tivesse bilhões de dólares à sua disposição, como gostaria de gastá-los? Comente!

Incrível/Gente/Quem foi a pessoa mais rica que já existiu e como era a sua vida
Compartilhar este artigo