Incrível
Novo Popular
Inspiração
Criatividade
Admiração

OAB do Amapá agora tem um gato vigia e te contamos o porquê dessa incrível contratação

Debaixo de muita chuva e assustado com os fortes trovões, um gatinho com meses de vida resolveu se refugiar no primeiro lugar coberto que encontrou pela frente. Sujo de lama, com fome e com medo, mal sabia ele que passar por uma porta mudaria a sua vida. O animalzinho foi acolhido por funcionários da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) do Amapá.

Alguns foram contrários à decisão de protegê-lo e dar abrigo, mas o lado humano da instituição falou mais alto. Deram um nome, alimentaram e ainda o contrataram como funcionário, com crachá e tudo. A atitude ganhou os holofotes e o gatinho Leon ficou famoso. E ele já pode até ganhar uma foto no quadro de funcionário do mês: graças a ele, o Instituo Leon foi criado para arrecadar fundos e doações para ajudar ONGs da região e construir o primeiro hospital veterinário da cidade.

Nós, do Incrível.club, achamos essa iniciativa genial e entrevistamos o presidente da OAB/PA, Auriney Uchôa Brito, que abraçou Leon com muito carinho desde o princípio, para saber mais sobre essa história inspiradora. Vem com a gente.

O gatinho de rua e seu primeiro abrigo

Debaixo de muita chuva e trovoadas, o gatinho entrou na primeira porta que viu pela frente para se proteger. “Ele ainda era muito pequeno, com meses de vida. Estava fraco e mancando, mas recebeu um cuidado especial. Nós o colocamos dentro de uma caixa e demos leite até ele ficar mais forte. Depois o levamos ao veterinário”, recordou Brito ao detalhar como Leon chegou na instituição.

A princípio, o refúgio de Leon era provisório. O presidente da OAB disse que tentaram manter o gato na parte de trás da instituição para que ele pudesse seguir o caminho dele, “mas Leon sempre vinha para a frente recepcionar as pessoas que chegavam. Como era muito pequeno, uma pessoa quase pisou nele”, lembrou. O gato costumava caminhar entre as pernas das pessoas que passavam pela recepção...

... e acabou gerando reclamação de alguns, que afirmavam que o lugar era um ambiente sério e não apropriado para gatos.

Leon conquista seu primeiro emprego

A solução encontrada por Auriney Brito foi genial: ele determinou que o gatinho se tornasse funcionário da OAB, compartilhando a responsabilidade de cuidar dele com todos os funcionários e mostrando respeito aos visitantes da instituição.

Hoje ele é vigia, conhecido como o terceiro guardião da OAB. “Minha assessora criou o nome dele. Se inspirou em uma novela que tinha um gato que se chamava Leon”, disse. A OAB/PA está em um prédio histórico da década de 1950, que conta com dois guardiões leões na frente. “Por isso, o gatinho se tornou o terceiro guardião”, explicou Brito aos risos. Quando o animalzinho não está na recepção, ele participa de audiências ou palestras, tendo livre acesso na repartição.

A inusitada contratação repercutiu no mundo

A iniciativa ganhou os holofotes e o Doutor Leon Advogato virou famoso após Auriney compartilhar uma foto nas redes sociais. Ele se tornou o centro das atenções. Famílias começaram a visitar a OAB para conhecer Leon e tirar fotos com o astro.

A notícia se espalhou até pela imprensa asiática (veja abaixo). “Tem gente de outros estados e, até mesmo, de outros países que estão de passagem vindo visitá-lo. O carinho do pessoal é bem bacana”, disse Brito, orgulhoso da repercussão positiva.

Leon e sua primeira missão

O sucesso veio a calhar. Depois de se tornar o “advogato” mais famoso do pedaço, o gatinho virou embaixador do Instituto Leon que vai fomentar atividades das ONGs da região que ajudam animais abandonados. Uma vaquinha online foi lançada para dar início ao projeto. Clique aqui para doar e saber mais sobre a primeira missão do gatinho.

O grande trunfo do Instituto Leon, segundo Brito, é conseguir recursos, material e voluntários para construir e manter um hospital público veterinário que ainda não existe na cidade. “Queremos arrecadar doações e vender produtos do Leon como camisetas, objetos, entre outros, por meio de uma plataforma digital. Parte do recurso será investido na manutenção do próprio instituto. A outra parte será destinada e dividida entre as ONGs que toparem fazer parceria”, completou.

Uma equipe com designer, programador e assessores será montada para tocar o Instituto Leon. “Tem que ser tudo muito transparente sobre o dinheiro que vai entrar”, pontuou o presidente da OAB. “Fui eleito para um cargo que é temporário. Espero que o próximo presidente eleito cuide do gatinho assim como a gente cuidou”, concluiu, ao mostrar que um legado será deixado em prol dos animais carentes da região.

Esperamos que mais instituições e empresas possam promover e incentivar ações que ajudam animais como Leon. O que você achou da história do Doutor Leon Advogato? Conta para gente. :)