Incrível
Incrível

19 Pessoas receberam presentes que podem ser amados ou odiados, mas não esquecidos

A maioria de nós, ao menos uma vez, já se deparou com uma tarefa difícil: que presente dar a alguém? Nem todo mundo sabe escolher bem uma lembrancinha bacana. Existem aqueles que erram com frequência, dando ao destinatário algo que ele nunca vai usar, e há outros que acertam em cheio no presente, proporcionando um momento emocionante ao receptor.

Nós, do Incrível.club, consideramos que presentes nunca são demais, por isso não poderíamos deixar passar as mais memoráveis histórias sobre o tema.

  • Quando criança, me deram de aniversário um tapete plástico interativo com temática espacial. Quando pressionado em certos lugares, ele dava informações através do alto-falante e, assim que ligado, o convidava para uma viagem espacial. Uma vez deixei o brinquedo na casa da minha avó, que, durante uma faxina, acabou se livrando dos meus brinquedos antigos e jogando-o fora. Acontece que o tapete, no lixo, de repente ligou sozinho e gritou: “Você quer ir para o espaço?!” Minha avó saiu correndo para longe. © Podslushano / Ideer
  • O presente mais bobo que “recebi” foi de um ex-namorado. Eu estava começando a desenhar na época, e ele comentou que me daria um tablet digitalizador de aniversário. Quando o dia chegou, ele falou que comprou o tablet, mas do nada decidiu que eu não iria gostar e o devolveu à loja. © Yuliya Kolganova
  • A minha história foi a seguinte: logo no início de um relacionamento com meu namorado, a prima dele me deu duas lembrancinhas folclóricas e disse que eu poderia dá-las a alguém especial. Então as dei a meu namorado, claro, mas de uma forma desajeitada com as palavras: “Sua prima pediu para que eu desse isso a você”. Gostaria de acreditar que isso ajudou a fortalecer nosso relacionamento, já que na época ainda estávamos no início.
  • Um dos meus amigos ama passar tempo montando kits de modelismo. Ele sempre reclamou da pintura nas partes pequenas. Então eu dei a ele o menor bico angulado para seu aerógrafo. De todos os presentes que ele ganhou naquele dia, esse foi o único que fez seus olhos realmente brilharem. © Erenogucu / Reddit
  • Faço móveis e, às vezes, meu tio-avô encomenda peças de mobiliário comigo, não porque ele precise, mas porque gosta do processo em si: de me levar ao local para tirar as medidas e me ajudar a planejar tudo. Ele inclusive me liga todos os dias com ideias, perguntas e boas sugestões. Ele só quer às vezes estar em um ambiente calmo, que criamos sempre que estamos planejando móveis juntos. © Juliotorini / Reddit
  • Meu namorado cresceu assistindo àqueles filmes de faroeste antigos. E num Natal dei-lhe um chapéu preto de cowboy. Eu só vi esse homem chorar algumas vezes em nossos cinco anos de relacionamento, e essa foi uma delas. © ltoale / Reddit
  • Um dia minha irmã decidiu me dar um presente. Eu sabia de antemão que seria uma mochila. Durante meses antes disso, eu não parava de dizer que minha cor favorita era azul. No dia que ganhei o presente, desembrulhei-o e me deparei com uma mochila vermelha. Minha irmã, então, explicou que a loja só tinha essa e outra azul, que ela decidiu não levar, porque, afinal, “ninguém iria querer usar uma mochila azul”.
  • Quando nasceu o primeiro filho do meu amigo, preparei e dei-lhe cerca de 3 kg de peito bovino defumado. Ele ficou muito agradecido por eu ter passado dez horas do meu dia cozinhando algo saboroso para ele. Depois ele me enviou fotos dele e sua família comendo-o no jantar. E todos estavam felizes. © AdjutantStormy / Reddit
  • Um ex-namorado, em quase todos os encontros, me dava um buquê enorme. Já não tinha mais lugar para colocá-los. Então sutilmente insinuei que ele poderia me dar algo útil. Ele, aparentemente, ficou um pouco aborrecido, porque no encontro seguinte deu-me uma caixa de pregos, um martelo e algumas coisas de comer. Entendo que ele queria me provocar, mas mesmo assim acabou sendo muito melhor do que flores. © Palata № 6 / VK
  • Antes de cada aniversário do meu padrasto, ligamos para a mãe dele para pedir uma receita caseira e depois cozinhamos para ele. Ele sempre fica contente. Também dançamos sua música favorita e lhe damos coisas simples, como creme de barbear. Ele poderia comprar tudo isso, mas tais presentes são bem mais simbólicos e basicamente enviam a mensagem: “Conhecemos você o suficiente para saber exatamente os produtos que prefere”. © LilaJax22 / Reddit
  • Meu amigo de infância adorava filmes de monstros e eu amo escrever histórias. Então, para o aniversário dele, escrevi uma em que ele era um herói e todos nossos amigos eram vilões, ajudantes, comida de criaturas, etc. Depois de 40 anos, ele ainda tem um fichário com todas aquelas histórias. © AJClarkson / Reddit
  • Uma vez não consegui escolher um presente para uma amiga. Então liguei para a mãe dela, e ela me enviou a camiseta usada do avô dessa minha amiga. Com o tecido da camiseta fiz um ursinho de pelúcia. Ela disse que esse foi o melhor presente que já ganhou. © Aggravating-Aside-67 / Reddit
  • Uma amiga me ligou e me convidou para uma festa de aniversário. Ela não especificou quem era o aniversariante, embora tivéssemos certeza que era uma criança, caso contrário, por que chamar a família toda? No dia marcado, chegamos no local e notamos que a festa não era tão infantil. De qualquer forma, deixamos o presente com os outros e nos juntamos aos convidados. Pouco depois, o marido dela gritou de alegria, querendo saber quem lhe deu um grande conjunto de LEGO. Sim, fomos nós. Todo mundo gosta de LEGO, inclusive adultos. © CanYouBeHelped / Reddit
  • Eu e meu namorado trabalhávamos juntos. Em um aniversário meu, à noite, fomos à praia. A gente não ganhava muito, então eu não esperava um presente caro. Ao pôr do sol ele me deu... comida enlatada! Fiquei um pouco sem graça, mas tudo acabou por ser muito mais interessante. Abri a lata de ostras e dentro havia água, lama e uma concha enorme. Abri-a e encontrei dentro uma bela pérola rosa. A lata vinha com uma corrente e um pingente no qual a pérola podia ser colocada. Foi o presente mais romântico que já havia recebido.
  • Uma vez, um amigo estava dando uma festa de inauguração de sua casa e convidou todos que conhecia. Ele não tinha uma lista de presentes desejados, então decidi ser original e comprei chocalhos maracás. Acabou que meu presente foi muito bom, porque os outros 30 convidados trouxeram apenas diferentes conjuntos de copos e canecas, mas não havia sequer uma chaleira na casa. Desde então, ele sempre faz listas de presentes.
  • Uma vez minha avó me deu um pote de mel. Ao saber da minha alergia a mel, disse: “Eu sei que você não come, mas eu paguei pelo presente!” © Vares / AdMe
  • Dei ao meu marido um chaveiro com a inscrição “Melhor Marido”. Ele ficou feliz como uma criança. Ele pendurou as chaves do carro nele e o carrega para todos os lados. E ai de nós se o chaveiro dele não está em seu devido lugar; ele imediatamente entra em pânico, e não por ter perdido as chaves, mas por não saber onde está seu chaveiro. © Podslushano / Ideer
  • Quando eu tinha 16 anos, meu irmão mais velho orgulhosamente me deu de aniversário um jogo de computador, chamado Hammer of the Gods. Ele o instalou, me mostrou como funcionava e se sentou para jogá-lo. Naquela época, ele já vivia sozinho, mas passou os dois meses seguintes, todos os dias, vindo até a casa de nossos pais para jogar. Eu nunca nem toquei no mouse. E assim descobri que não gostava de jogos de computador, mas é bem interessante ver como os outros fazem isso.
  • Minha amiga costumava colecionar castiçais. E para o aniversário dela, encontrei um em forma de casinha de cerâmica. Entreguei-lhe o presente, ela desembrulhou, agradeceu e colocou na prateleira. Após alguns minutos, de repente, percebi que havia outro quase idêntico por perto! Comecei a me preocupar, achando que meu presente tinha sido um erro. Mas ela me consolou, dizendo que agora iria montar uma cidade de casinhas de castiçais.

Que presentes memoráveis ​​você deu ou recebeu? Conte para a gente.

Incrível/Gente/19 Pessoas receberam presentes que podem ser amados ou odiados, mas não esquecidos
Compartilhar este artigo