Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

15 Provas de que você pode esperar qualquer coisa durante uma corrida de táxi

Quem já andou de táxi sabe que não se trata apenas de um meio de transporte, é um universo com suas próprias leis, um arquivo enorme de histórias para contar. Enfim, quem passa o dia e a noite neste trabalho raramente fica entediado e é comum receber celebridades entre os passageiros.

Nós do Incrivel.club adoramos conhecer as experiências dos motoristas e passageiros. Na nossa seleção de hoje — as corridas de táxi mais inesquecíveis. Confira!

  • Pedi um táxi, visitei vários lugares e voltei para casa. No taxímetro, o preço a pagar — 666 rublos. O taxista disse: “Não gosto desse número, vamos esperar por mais um rublo?” E ficamos parados, esperando o taxímetro mudar, tudo por minha conta. © bash.im

  • Eu já era uma mulher de meia-idade quando comecei a trabalhar como motorista de táxi. Uma vez recebi um chamado para uma corrida e, ao chegar, uma senhora saiu com sua filha já adulta. A mãe imediatamente me contou com toda alegria, que a filha havia se formado e iriam viajar de férias para comemorar. Ela falava bastante e sobre tudo, praticamente não fechava a boca enquanto arrastava pela rua sua enorme mala. Já sua filha, de salto alto, toda bem vestida, carregava apenas duas bolsas pequenas e bem leves. Então eu abri o porta-malas, para que elas colocassem as bagagens. Nesse momento a senhora olhou-me surpresa e perguntou: “Você não vai me ajudar com essa mala pesada?” Eu pensei: “Um motorista de táxi não é um carregador, ainda mais quando você já tem uma auxiliar”, e imediatamente respondi: “Não, porque não posso levantar peso”. Em seguida, elas colocaram a mala e as bolsas no porta-malas sozinhas e embarcaram, porém, não abriram a boca durante todo o percurso. © Milamanik / Pikabu

  • Um amigo taxista me contou que ao fim de uma corrida o passageiro pediu-lhe o número de telefone, porque usava táxi frequentemente e seria um cliente permanente. Meu amigo prestou serviço várias vezes para esse passageiro, porém, de repente, ele desapareceu. Então um dia o celular do meu amigo toca e o diálogo foi:

    — Olá.

    — Olá.

    — Aqui é o Vasya, lembra, peguei seu táxi várias vezes?

    — Sim, eu lembro.

    — Bem, eu preciso da sua ajuda. Estou na ponte do rio Oka, na região de Kaluga. Você pode vir e me pegar?

    Olhei no aplicativo, ele estava a 140 km e eu levaria cerca de três horas para ir de Moscou até ele, então respondi:

    — Não seria mais fácil você chamar um guincho e rebocar seu carro até Moscou?

    — Sim, mas eu estou de bicicleta.

    — O que você está fazendo aí de bicicleta?

    — Minha mãe mora em Voronezh, então decidi visitá-la, peguei uma bicicleta e pedalei até aqui.

    — Por que você não continua? A bicicleta quebrou?

    — A bicicleta está ok, porém, as minhas pernas doem muito e eu não consigo mais pedalar. © Superintendent /Pikabu

  • Um dia, um rapaz entrou no meu táxi e imediatamente perguntou se podia colocar o telefone para carregar. A música no carro tocava a partir do meu celular, então eu disse que ficaríamos sem música, puxei o cabo, lhe entreguei e seguimos a corrida. Em determinado momento, o rapaz pediu para conectar seu celular ao sistema de áudio do carro. Fiquei com raiva porque imaginei que ele colocaria uma música do seu gosto, mesmo assim conectei o celular dele e tive uma surpresa. Ouvi a música que estava tocando antes. O cliente, para que eu não ficasse triste, achou no seu celular a música que tocava quando ele se sentou, e a pôs especialmente para mim. © Slavemaster2 / Pikabu

  • Eu e um amigo voltávamos de táxi para casa. Estávamos bem nervosos, porque logo teríamos de passar por uma prova difícil com um professor rígido. Falávamos sobre a prova, em pânico, mas em voz baixa. Então o taxista nos ouviu e perguntou: “Vocês vão fazer uma prova? O professor é um cara difícil, hein? Já passei por isso também!” — e então contou como, na sua época, ele era aprovado nos exames. Acabou nos acalmando e nos desejou boa sorte. Ele, inclusive, compartilhou o que sabia sobre o tema da prova (e tinha bons conhecimentos, não sei porque trabalhava como taxista). Saímos aliviados: a psicoterapia no táxi ajudou mais do que qualquer meditação. E passamos na prova facilmente!

  • Meu tio fez uma corrida para o Chris Evans e não percebeu ser o ator até o dia em que o viu em um filme. Todos na nossa família com menos de 30 anos ficaram surpresos e furiosos por meu tio não tê-lo fotografado. © TheLonelySyed27 / Reddit

  • Recebi um elogio hoje. Fui de táxi e o motorista me disse: “Você é a primeira mulher de hoje que não me fez esperar muito”. Respondi: “Você ainda não sabe toda a história. Depois do sinal de que o táxi havia chegado, eu ainda fui me trocar”. Taxista: “Por acaso você serviu no exército?” Eu: “Não, mas tenho dois filhos”. Taxista: “Ah, sim, isso explica tudo”. © bash.im

  • Meu amigo trabalha como taxista. Recentemente, fez uma corrida para uma moça. Durante o trajeto, ela telefonou para um rapaz e disse: “Meu bem, estou grávida de você”. Ele não se deixou enganar e desligou. Em seguida, ela tenta o próximo número e diz o mesmo: “Estou grávida de você.” O próximo também desliga. Ela ligou cinco vezes. Na quinta ligação, alguém acreditou... © “Podslushano” / VK

  • No passado, trabalhei em shows de rock e metal. Um dia, eu estava com muita pressa, então peguei um táxi. Disse o destino ao motorista e de repente ele começou a me contar sobre estranhos experimentos que mostravam os efeitos sofridos pela água ao ser exposta a diferentes estilos musicais. Segundo ele, o rock e o metal “quebravam a estrutura da água”, enquanto os outros gêneros tinham um “bom efeito” na água. Portanto, para ele, foi uma prova de que o rock e o metal um dia me quebrariam. © charizardine / Reddit

  • Um taxista levava um artista famoso de Ecaterimburgo para Nizhny Tagil. Durante um tempo imperou o maior silêncio. Mais tarde, a celebridade destilou seu humor ácido comentando a simplicidade da região por onde trafegavam e perguntou: “Motorista, o que há à direita?” A resposta do motorista foi: “à direita está o Oceano Pacífico”. E não havia como discutir. O Oceano Pacífico fica realmente à direita no trajeto. © sportgorizont / AdMe.ru

  • Chovia e eu estava em um engarrafamento na pista da direita, perto de um ponto de ônibus. Abaixei o vidro do lado do passageiro e peguei um pano para limpar o retrovisor. Então, uma garota no ponto de ônibus, entrou, sentou-se no banco da frente do meu táxi e disse precisar ir à estação do metrô. Pensei em recusar, porém, como era o meu caminho, não vi problema. Dirigi até à estação “Pushkinskaya”, e para ela foi tudo bem. Conversamos um pouco e descobri que a jovem pensou que eu a chamara para entrar no carro, contudo eu apenas fui limpar o retrovisor. © axtrace / Pikabu

  • Certa noite, eu voltava para casa e conversava com o motorista do táxi. Falamos sobre animais de estimação, especialmente gatos. Trocamos informações sobre ração e histórias veterinárias, quando ele sugeriu: “Quer que eu cante para você?” Não tive coragem de recusar e ele cantou “miau-miau” em diferentes tons. © Mama Govarda / AdMe.ru

E você, tem alguma história sua, ou que ouviu durante uma corrida de táxi?

Compartilhar este artigo