Incrível
Incrível

Modelo com 91 anos de vida e 70 de carreira mostra vantagens de manter-se em movimento

Como as agências costumam preferir rostos jovens, boa parte das modelos se veem obrigadas a deixar a profissão quando estão saindo da casa dos 20 anos ou entrando na dos 30. Mas sempre existem exceções às regras, e Carmen Dell’Orefice se encaixa nessa categoria. A top model, dona de uma carreira que já dura sete décadas, está com 91 anos e continua aparecendo em capas de revistas famosas.

Carmen Dell’Orefice começou a trabalhar como modelo ainda adolescente

DALLAL/SIPA/EAST NEWS

Carmen Dell’Orefice nasceu em 3 de junho de 1931, em Nova York. Quando tinha apenas 13 anos e estava dentro de um ônibus, foi abordada pela esposa de um fotógrafo. A mulher disse que a então menina deveria trabalhar como modelo. Dois anos depois, Dell’Orefice assinou contrato com a Vogue, saindo na capa da famosa revista pela primeira vez em 1946.

Apesar de Dell’Orefice ter rapidamente se tornado a preferida do fotógrafo Erwin Blumenfeld e estampado diversas capas de outras publicações, a carreira de modelo não garantia renda suficiente para o sustento de sua família. Ela e a mãe ganhavam um dinheiro extra costurando e vendendo roupas. Além disso, a família da jovem modelo não tinha telefone, então a Vogue precisava enviar mensageiros para informá-la a respeito dos futuros trabalhos.

Ela passou a fazer sucesso em pouco tempo, mas encarou alguns problemas

DALLAL/SIPA/EAST NEWS

Quando estava na faixa dos 20 anos e já trabalhava para a Vogue há algum tempo, Carmen Dell’Orefice chamou a atenção do editor de moda da Harper’s Bazaar. Ela passou a aparecer em capas com uma frequência cada vez maior, ao mesmo tempo em que posou divulgando peças de lingerie para a Vanity Fair.

Nesse ínterim, a modelo casou pela primeira vez e teve sua primeira filha, Laura. Só que Bill, o primeiro marido, explorava financeiramente a esposa, apoderando-se de seu salário e dando a ela apenas uma pequena mesada. Após a união terminar em divórcio, Dell’Orefice casou com o fotógrafo Richard Heimann, mas aquele matrimônio não duraria muito.

Após o fim de seu terceiro casamento, aos 47 anos, a modelo resolveu voltar a trabalhar em tempo integral

“Quando eu tinha 40 anos, tinha 40 anos. Não queria ter 20. Sempre fiz meu trabalho — me retratar com o visual daquele respectivo ano. Justamente por isso sempre foi tão maravilhoso ficar diante da câmera,” explicou Dell’Orefice.

Conforme o tempo foi passando, a profissional nunca deixou de se sentir pertencente à indústria da moda. Quando seu terceiro casamento chegou ao fim, ela resolveu retomar a carreira com força total. Na época, nossa protagonista estava com 47 anos.

Nos anos 1990 e começo dos 2000, Dell’Orefice trabalhou para marcas como Target, Cho Cheng e Rolex, além de voltar a aparecer na Vogue e na Harper’s Bazaar. Mais recentemente, ela tem sido garota-propaganda da H&M, Sephora e Phillip Plein, entre outras grifes, desfilando para estilistas do nível de Anna Sui, Guo Pei e Thierry Mugler.

Hoje, com 91 anos, Dell’Orefice não dá sinais de querer reduzir o ritmo, tendo uma filosofia de vida verdadeiramente inspiradora

DALLAL/SIPA/EAST NEWS

Em 2008, Dell’Orefice entrou para o Livro Guinness dos Recordes como a dona da mais longa carreira de modelo de passarela. Na visão da profissional, um corpo em movimento tende a permanecer em movimento, e ela acrescenta: “Nós fomos feitos para estar em constante movimento, e cada um tem um ritmo diferente”. Tal conceito descreve a própria carreira da modelo. Apesar de todas as dificuldades, Dell’Orefice nunca se permitiu ser derrotada pelos obstáculos.

LAURENT BENHAMOU/SIPA/EAST NEWS

Ao ser perguntada se pensava em aposentadoria, Dell’Orefice disse que não. “Quero curtir cada dia da minha vida, e o trabalho faz parte disso”, disse ela durante entrevista concedida em 2017. Hoje, aos 91 anos, a modelo realmente não dá sinais de querer deixar a carreira de lado. Em outubro de 2002 ela saiu na capa da New You ao lado da também top model Beverly Johnson.

“Continuamos crescendo a cada dia, e só paramos quando temos que parar. Aprendemos com o dia anterior, mantendo-se em constante mudança, como os ponteiros de um relógio”, disse Dell’Orefice ao comentar a forma como incorpora o envelhecimento ao seu estilo de vida. Ela é prova de que modelos com certa idade também podem ter carreiras bem-sucedidas, mostrando ainda que a aposentadoria forçada deveria ser algo para o mundo da moda deixar no passado.

Jack Shea/Starshots/Broadimage/EAST NEWS

Que aspecto da vida de Carmen Dell’Orefice mais te impressionou? Você acha que a indústria da moda tem se tornado mais inclusiva?

Imagem de capa DALLAL/SIPA/EAST NEWS, ELLE / YouTube
Incrível/Gente/Modelo com 91 anos de vida e 70 de carreira mostra vantagens de manter-se em movimento
Compartilhar este artigo
Você pode gostar destes artigos