13 Tesouros valiosos que foram achados acidentalmente por internautas

Quem nunca ouviu histórias sobre tesouros que foram descobertos acidentalmente? Uma vez, um homem vasculhou coisas usadas em um brechó, acabou comprando uma simples tigela por alguns dólares e, um mês depois, ele conseguiu vendê-la por meio milhão de dólares em um leilão. Um ovo Fabergé que acreditavam estar perdido foi achado no meio do lixo. E até mesmo o cobertor de uma senhora pode ser uma raridade digna de um museu.

Nós, do Incrível.club, ficamos impressionados como os internautas do nosso artigo de hoje são sortudos, afinal eles encontraram verdadeiros tesouros no meio do lixo. Confira!

  • Na década de 80, eu comprava pianos velhos e usava a carcaça para fazer mesas, suporte de aquários, armários, pois a madeira era da melhor qualidade. Uma vez, comprei dois pianos de uma adorável velhinha que queria muito se livrar deles. Nós os carregamos e os levamos para minha casa, mas um deles era muito mais pesado que o outro. Não havia razão para ser mais pesado, pois ambos tinham quase o mesmo tamanho e idade. Quando abri o painel interior, encontrei jogos de talheres antigos. Liguei para a senhorinha dizendo que tinha encontrado algumas coisas no piano, mas ela disse que não se importava. Com o dinheiro da venda dos talheres, comprei um carro novo. © Carl F Price / Quora
  • Quando eu tinha 13 anos, achei um anel de diamante amarelo-canário no chão do banheiro de um shopping. Fui ao departamento de achados e perdidos do shopping e me disseram para preencher um formulário, e que se ninguém aparecesse, o anel seria meu. Um mês depois, me ligaram. Levei a joia em um joalheiro e ele me ofereceu 5 mil dólares por ela, porque era um diamante birmanês e tinha cerca de 100 anos, mas não aceitei. Esperei até conseguir vender o anel por 10 mil dólares. © Lori Humes Powley / Quora
  • Uma vez, estava andando por uma rua em Boston e notei um relógio na vitrine de um brechó. Acabou por ser um relógio Patek Philippe de ouro da década de 1920 em bom estado. Devia custar cerca de uns 80 mil dólares e estava sendo vendido por apenas 200 dólares. Fui até o balcão com o relógio e vi uma placa: “Todo dinheiro arrecadado é convertido para manter nossa escola. Todos os funcionários são voluntários”. Que azar! Então resolvi dizer a vendedora quanto realmente valia o acessório e a aconselhei a procurar um especialista para vendê-lo. Se fosse uma casa de penhores, certamente teria comprado, mas era um brechó solidário... © John Scully / Quora
  • Estava montando nosso acampamento em um camping meio rústico, e quando estava arrumando a mesa do nosso piquenique, vi uma coisa que pensei ser um pedaço de vidro preso entre duas tábuas. Acabei descobrindo que era um brinco. Parecia ser de ouro com uma pedraria. Perguntei ao gerente do acampamento se alguém tinha relatado ter perdido um brinco e ele disse que não. Ele também me disse que o local em que eu estava acampando não era usado há mais de um ano por causa de algumas melhorias que fizeram nas trilhas. Então, quem quer que tenha perdido, já fazia um bom tempo. Ele ainda me disse para ficar com o brinco ou jogá-lo fora. Quando voltei para casa, levei a um joalheiro, porque suspeitei que era um diamante de verdade. E era! Foi avaliado em cerca de 2 mil dólares. . Lynn Adams / Quora
  • Meus bisavós moram em uma ilha no delta do rio Duína do Norte, em uma casa de madeira. É um lugar muito nostálgico e familiar. Nossa família tem um quarto pequenininho. Uma vez, enquanto ajudava meus pais a arrumar o nosso chalé de verão, vi um livro com uma aparência estranha na estante. Estava muito surrado e velho. Eu o girei de um lado para o outro, tentando ler a inscrição na capa e do lado. Por muito tempo não consegui entender o que estava escrito ali. Resolvi pesquisar no Google. Acontece que o livro retrata a visão dos Velhos Crentes, uma das duas grandes correntes da Igreja Ortodoxa Russa. Não quis mexer. Não quis monetizar uma publicação tão interessante, mas apenas restaurá-la. © Leostra / Pikabu
  • Um amigo estava colocando as coisas em ordem em seu apartamento e se livrando de vários equipamentos fotográficos desnecessários. Entre outras coisas, ele encontrou uma câmera Kiev-5. “Bem, posso vender por uns 10 mil rublos (cerca de 700 reais)”, pensou ele. Depois olhou o ano de fabricação e era 1966. Acabou sendo uma das câmeras de pré-produção, uma das dez primeiras. Agora ele pretende vender o aparato por 12 mil, mas não vai ser em rublos. © ZenitTTLMir1B / Pikabu
  • Alguns anos atrás, encontrei um MacBook Pro de 17 polegadas perto de uma lata de lixo do lado de fora de um shopping. A tela estava com interferência, mas depois de alguns dias ela desapareceu e agora tudo funciona perfeitamente. Até liguei para a Apple para registrá-lo, e que se alguém ligasse pedindo, eu devolveria. Eles até me enviaram um disco de recuperação do macOS gratuito para que eu pudesse apagar informações antigas e iniciar o aparelho do zero. Eu olhei as especificações do laptop: na época, esses computadores eram vendidos por cerca 2 mil dólares. © LostMyLunch / Reddit
  • A empresa do meu marido foi contratada para remover todo o conteúdo de uma casa antiga que o proprietário havia comprado recentemente. Perguntaram se ele queria dar uma olhada nas coisas antes de levarem tudo. Ele disse que não, que poderia jogar tudo fora. Meu marido achou uma sacola com relógios e, por gostar muito, ele a guardou. Então os levou a um joalheiro por curiosidade. Dois dos relógios não eram supervaliosos, valiam entre 100-150 dólares. No entanto, o terceiro valia muito. Custava cerca de 14 mil dólares. Meu marido deu um bônus aos funcionários e guardou o relógio no cofre. © Callie Pinto / Quora
  • Achei vários emblemas e moedas em uma caixa deixada pelos meus parentes. Incluindo uma moeda de 1914 em memória ao aniversário da batalha de Gangut. Acabei levando para casa para dar uma olhada, e quando pesquisei na internet, fiquei atordoado. O preço da moeda variava entre 36 mil e 144 mil reais. Então, decidi vendê-la. Publiquei em fóruns famosos de numismática e disseram que a moeda era genuína e se ofereceram para organizar um leilão. A peça foi vendida por mais de 58 mil reais. © NikolayAndreev / Pikabu
  • Vi alguns livros em uma lata de lixo no meio da cidade. Me senti estranha por estar mexendo no lixo em plena luz do dia e no meio da cidade, mas estou feliz por ter feito isso. Eram as obras completas de Shakespeare em dois volumes, impressos em 1854 e em perfeitas condições. Alguns anos atrás, decidi avaliá-los e descobri que os livros foram impressos na cidade natal de Shakespeare, Stratford-upon-Avon, e custam cerca de 130 dólares cada© buttery_biscuit_bass / Reddit
  • Um amigo estava esquentando o carro pela manhã e viu um grupo de carregadores retirando móveis e coisas velhas e levando para um caminhão. Uma mala chamou sua atenção, então ele foi até os caras e pediu para ficar com ela. Ele me disse que tinha muitos livros antigos e perfumes soviéticos. Combinamos de nos encontrar à tarde em sua garagem para dar uma olhada. Tinha várias coisas de pouco valor, mas achei um porta-copos da época da Rússia czarista, prata 84 e uma pequena estátua de um desenho famoso de antigamente. Conseguiria vender por aproximadamente 430 e 540 reais. © Vladimir Artamonov / Yandex.Dzen
  • Minha mãe tinha muitos perfumes, mas depois que ela se foi, ninguém mexeu neles. Eles teriam apenas acumulado poeira se meu pai não tivesse decidido se livrar deles. No entanto, papai não pensou em nada melhor do que apenas jogá-los no lixo. Sorte que encontrei os perfumes na saída, senão teria perdido memórias olfativas da minha infância. Por curiosidade, calculei, e de acordo com os meus cálculos, meu pai quase jogou fora cerca de mil reais. © Posad / Yandex.Dzen
  • Alguém jogou fora uma caixa com enfeites velhos de Natal. É claro, não deixei de dar uma olhada. Peguei a caixa e comecei a puxar os itens para fora. Havia muitos enfeites emaranhados no topo. Honestamente, pensei que não havia nada de valioso ali. No entanto, depois achei duas coisas interessantes. Dois enfeites raríssimos e caros. Estavam desgastados, mas um verdadeiro colecionador não se importa. Por exemplo, “O Senhor Tomate” não é barato, então fiquei feliz por conseguir um de qualquer forma. © Brinquedo de Árvore de Natal / Yandex.Zen

Você já encontrou algo valioso no meio do lixo? Conte para a gente na seção de comentários.

Imagem de capa Callie Pinto / Quora
Compartilhar este artigo