Incrível
Incrível

Homem compartilha dicas sobre como transformar uma casa bagunçada em um lugar aconchegante

O protagonista do nosso artigo de hoje alugou um apartamento barato, mas que precisava de uma bela reforma. Com a permissão do dono do imóvel, o inquilino podia fazer as mudanças que bem entendesse e jogar fora qualquer móvel, menos a geladeira. Para acompanhar o processo e monitorar os gastos, o locatário criou um canal no Telegram no intuito de compartilhar o passo a passo para uma moradia acolhedora. Ele demorou cerca de dois meses e gastou aproximadamente R$ 1.000, e ainda conseguiu alguns objetos de graça.

Nós, do Incrível.club, ficamos fascinados com a transformação do apartamento e trouxemos o relato de tudo o que ele fez para conseguir ter sucesso nessa “empreitada”. Esperamos que você possa aproveitar algumas das dicas para remodelar sua casa quando precisar.

Hall de entrada

O hall de entrada estava revestido de papel de parede adesivo. O plano era pintar o local com uma cor uniforme. Alguns pedaços do papel estavam soltos, então decidi cortá-los com cuidado. Porém, o adesivo acabou descolando, então tive de tirar todo o revestimento. Em seguida, me deparei com a parede toda rachada, por isso apliquei gesso para alisá-la. Para finalizar, pintei uma parte de cinza-marrom e a outra de cinza-claro. Assim, consegui disfarçar uma pequena despensa que ficava à esquerda.

Como aparador, usei um toca-discos que já estava no apartamento. Depois, comprei um espelho simples e ganhei um vaso com flores secas de presente dos meus seguidores.

Quarto

Coloquei todos os móveis antigos para doação. Quase todos os itens pequenos acharam seus donos em pouco tempo. Algumas pessoas até fizeram questão de me pagar, então consegui juntar por volta de R$ 500 para reparos. Demorei algumas semanas para me livrar dos objetos grandes, até que contratei uma equipe de carregadores por R$ 250 para levarem os móveis para um brechó. Além disso, quase não precisei nivelar as paredes, já que havia de três a cinco camadas de papel de parede coladas diretamente no concreto. Mas admito que removê-las não foi nada fácil, tive de arrancá-las com o uso de bastante força. O curioso é que, por baixo, havia jornais lançados ainda em 1978. O próximo passo foi preparar as paredes: com a ajuda de rolos de pintura e espátulas, apliquei o primer e a massa corrida para preencher as rachaduras profundas e nivelar as superfícies. Por último, colei um papel de parede com um leve relevo pintado de cinza-claro e destaquei a quarta parede com um papel com estampa tropical. Tive de ajustar esse último de acordo com as medidas, então acabei cortando cerca de 60 cm de cada tira dele.

Instalei algumas prateleiras e um cabideiro no lugar de um guarda-roupa embutido. Esse canto ficou mais escuro e profundo, o que fez com que o quarto parecesse mais espaçoso.

Banheiro com vaso sanitário separado

As paredes do banheiro estavam revestidas de papel de parede adesivo, e sua estampa deixava o espaço visivelmente menor. Portanto, resolvi pintá-las de branco em duas camadas. Dei um foco especial na parede central e a pintei como o hall de entrada, de cor escura. Paguei R$ 250 para um encanador instalar um novo vaso. Agora, ele não mais está grudado na parede como estava antes.

Os ladrilhos no banheiro estavam manchados de cimento que não saía. Conseguimos tirá-lo com um simples removedor de cimento. Deixamos o produto agir e, depois de duas horas com espátulas e escovas nas mãos, conseguimos deixar o chão com uma aparência apresentável.

Depois, decidi reformar a parte da parede em cima dos azulejos. A parte debaixo do revestimento estava pintada de verniz de acabamento para móveis que não saía, então passei um removedor. O resultado superou todas as expectativas: a tinta começou a descascar logo depois que usei o produto. Tive de aplicá-lo quatro vezes com um solvente. Na primeira tentativa, o verniz absorveu o removedor e ficou parecendo borracha. Logo, descobri uma camada de esmalte embaixo e mais uma de tinta original. Entretanto, conseguiu nivelar a parede e pintá-la com a cor desejada.

Cozinha

Coloquei uma pia, um fogão, uma máquina de lavar roupa e a geladeira do dono do do apartamento um ao lado do outro. O gabinete antigo com pia não cabia porque era muito largo, por isso comprei um novo por R$ 130. Também adquiri uma bancada para cobrir a parte de cima da máquina de lavar. Além disso, pintei uma parede de cinza-claro e a outra de cor escura. Os azulejos ficaram meio tortos, mas deram um certo charme à cozinha. Por fim, pendurei alguns armários com prateleiras e adicionei uma iluminação embaixo.

Montar o gabinete com pia foi um trabalho e tanto. Foi a coisa mais podre que já vi. Os engates flexíveis eram finos tubos de ferro que estouraram logo depois de instalados. Tive de trocá-los e colocar uma nova torneira.

Para finalizar, paguei R$ 300 pela bancada, tinta, uma cortina e um adaptador para conectar a mangueira de escoamento da máquina de lavar com a tubulação de esgoto. O resultado superou as minhas expectativas outra vez. Até consegui tirar toda a sujeira da geladeira, que fui o único item proibido de jogar fora, e deixá-la bem branquinha.

O que você achou da transformação do apartamento? Em sua opinião, o esforço valeu a pena ou o aluguel deve ser sempre reformado por conta do dono? Comente!

Imagem de capa remont_300 / Telegram
Incrível/Dicas/Homem compartilha dicas sobre como transformar uma casa bagunçada em um lugar aconchegante
Compartilhar este artigo
Você pode gostar destes artigos