Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Há diversas razões importantes para você não usar Wi-Fi em lugares públicos

Nos acostumamos a usar Wi-Fi em cafés, parques e transportes públicos o tempo todo e não imaginamos a vida sem redes de Internet. Mas poucas pessoas lembram de que as redes gratuitas podem representar um perigo e pouco a pouco nos prejudicar.

O Incrível.club decidiu investigar os riscos por trás das redes Wi-Fi gratuitas traz dicas sobre o que você pode fazer para manter seus dados pessoais intactos.

8. Espiões intermediários

Uma das ameaças mais frequentes da segurança WiFi são os ataques Man in the Middle. Usando essa tecnologia, os criminosos conseguem informações suas e podem modificá-las ou passá-las para terceiros. Você usa uma rede pública e nem sequer suspeita de que o espião está ali.

7. Ataque de clones

Outro truque comum de hackers é redirecioná-lo para uma página clonada. Os hackers mudam o endereço e atraem você para uma página que não levanta suspeitas. Sem perceber, você entrega aos bandidos suas informações sobre o seu nome de usuário e a sua senha.

6. Ladrões de senha

Muitas pessoas estão acostumadas a usar o mesmo e-mail para se registrar em páginas diferentes e raramente são criativas para inventar uma nova senha. É bastante cômodo para nós, mas também muito mais fácil para os hackers. Usando a mesma rede Wi-Fi que nós, podem investigar senhas das páginas que visitamos.

5. Epidemia

Suponha que você esteja se conectando a uma rede Wi-Fi em uma cafeteria que não tenha proteção. Neste caso, o dispositivo infectado por vírus pode causar uma epidemia: os vírus se espalham rapidamente de um usuário para outro e não é tão fácil se livrar deles.

4. Crime perfeito

Além de roubar seus dados pessoais, os hackers também podem inserir informações comprometedoras em seu computador e mudar o que você postou. De acordo com Wouter Slotboom, que se autodenomina um "hacker do bem", um criminoso pode carregar seu celular com pornografia infantil. E publicar na Internet como se fosse você. Não é necessário mencionar o quão grave é esse crime.

3. Redes criminosas

Você confia nas redes Wi-Fi disponíveis nos cafés, aeroportos e centros comerciais, certo? Então preste atenção: uma rede que parece oficial (mesmo que tenha o nome do estabelecimento onde você está) pode ser uma falsa e ter sido criada por hackers para...adivinhe: roubar seus dados.

2. Espiões reais

Alguns fraudadores são, digamos, preguiçosos e não querem saber de malabarismos tecnológicos para roubar seus dados. Eles apenas se sentam perto de você e ficam de olho em seu celular ou laptop. E enquanto milhares de pessoas pensam em proteção cibernética, os ladrões geralmente espiam suas senhas e códigos PIN em seus cartões bancários. Então, se você estiver em uma cafeteria, na dúvida, apenas se sente de costas para a parede e não faça nenhuma transação bancária.

1. Aplicativos prejudiciais

Muitos estabelecimentos oferecem aos seus clientes baixar um aplicativo móvel especial, para obter desconto. Mas, tendo em conta que as redes não estão protegidas, juntamente com o aplicativo você poderia baixar vírus em seu celular ou dar aos hackers uma nova oportunidade de roubar seus dados pessoais.

Como se proteger:

  • Em locais públicos use VPN: rede privada virtual (Virtual Private Network).
  • Não se esqueça de atualizar seu antivírus.
  • Desative o Wi-Fi, quando você não o estiver usando.
  • Não confie em nomes suspeitos como FreeInternet ou FreeWiFi.
  • Não entre no seu banco eletrônico ou em suas redes sociais, ao se conectar a uma rede pública.
  • Não faça compras pela Internet ou transferências bancárias em locais públicos.
  • Não transmita informações confidenciais às redes públicas.
  • Não abra links de páginas da web que levantem suspeitas.
  • Olhe ao seu redor: não insira seus dados bancários ou senhas, se houver muitas pessoas ao seu lado.
Imagem de capa Depositphotos