Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

18 Inutilidades que guardamos por anos, mas já está na hora de jogar fora

Há um ano, participei de uma maratona on-line de reorganização do lar, realizada por uma amiga. Durante três semanas vasculhei detalhadamente cada canto do nosso apartamento de dois quartos. Recolhi 11 sacos de coisas desnecessárias. Alguns deles foram direto para a lixeira, outros para caridade e alguns itens vendidos pela Internet. O apartamento ganhou espaço e até ficou mais fácil respirar.

O principal é olhar para a sua casa como se fosse a primeira vez. Dê uma olhada em cada caixa, ímãs na geladeira e pedaços de papel; pergunte-se o que realmente é necessário. Decidi compartilhar minha experiência com os leitores do Incrível.club e mostrar as coisas do seu apartamento que você pode se livrar agora mesmo, sem pensar duas vezes e sem arrependimentos. No final, você encontrará um bônus sobre como organizar as coisas do mundo virtual.

Roupas de cama e toalhas velhas

A roupa de cama não apenas dá um toque ao quarto, como afeta a qualidade do sono. Nós nos acostumamos aos conjuntos antigos como se fossem parte da história familiar, mas devemos dar uma revisada neles: um está cheio de bolinhas, o outro, rasgado, e a estampa de rosas do edredom favorito, desbotada demais. Para começar, escolha alguns conjuntos mais desgastados e diga adeus a eles. Assim, você se sentirá incentivado a atualizar toda a sua roupa de cama.

Não vale a pena jogar as roupas de cama e toalhas velhas no lixo: elas são bem-vindas em asilos (para serem usadas como panos de limpeza) e em abrigos de animais. Assim, você simultaneamente se livra de suas coisas desgastadas e pratica uma boa ação.

Cabides de lojas e lavanderia

O hábito de não jogar nada fora muitos de nós herdamos dos pais econômicos, mas hoje, isso talvez não faça muito sentido. Os cabides frágeis, que você ganha ao comprar roupas ou após mandar suas roupas para lavanderias profissionais, não são muito resistentes e nem bonitos. Vale a pena separar um dinheiro para substituí-los por outros mais apresentáveis.

Coisas cujos pares foram perdidos

Não importa o quanto você goste de algumas meias, luvas ou brincos, se perderam seu par, não há por que guardá-los por mais tempo. Ouro, é claro, é melhor entregar a uma casa de penhores ou derreter para fazer algo novo. Crie coragem e diga adeus imediatamente às luvas, meias e bijouterias que perderam seu par.

Cartões de visita ou de loja desnecessários

Muitas lojas e serviços oferecem cartões de desconto ou fidelidade, folhetos para participação em promoções e outras coisas. Se você não gostou do serviço ou se o ponto de venda está localizado em um lugar onde é improvável que você retorne, não faz sentido guardá-los. Também vale para os cartões de visita aleatórios, especialmente se os recebeu há alguns anos e nunca os usou. Se acredita que serão úteis em algum momento, armazene o número em seu celular e jogue os cartões no lixo.

Roupa íntima usada por muito tempo

Mesmo que seja a única a ver sua lingerie, não quer dizer que deva usar sutiãs esticados ou calcinhas cheias de bolinhas. Essa atitude de se desvalorizar, diminui bastante a autoestima, porque ao concordar com o pior, você se priva do que realmente merece.

Além disso, a vida útil média de um sutiã é de cerca de seis meses a um ano, quando ele deixa de cumprir sua função de sustentar os seios.

Embalagens vazias

É difícil explicar por que guardamos caixas. É como uma sacola com sacolas: para o caso de...? Sejamos honestos: é improvável que precisemos novamente da caixa de uma TV nova, dos patins, de brinquedos infantis ou de um açucareiro. Todas elas podem ser entregues a um ponto de coleta de lixo reciclável. Não só ajudam a cuidar do meio ambiente, como podem render algum dinheiro.

Roupas e calçados que não combinam mais com o seu estilo

Antes, eu adorava usar minissaias e vestidos curtos. Hoje, embora o meu corpo ainda me permita usar essas roupas, não tenho mais o desejo de mostrar minhas pernas, e é improvável que o faça. Portanto, vasculhei implacavelmente todo o meu guarda-roupa e me livrei de roupas e sapatos que não combinavam mais com o meu estilo atual.

Tudo o que estava em bom estado, vendi pela Internet, o restante doei ao centro de apoio a famílias carentes (existem instituições de caridade em quase todos os bairros). É muito bom quando as jaquetas que não te agradam mais, os chapéus comprados por impulso ou blusas em liquidação ganham uma segunda vida e se tornam peças bem-vindas ao guarda-roupa de alguém.

Cabos e capas de celulares antigos

Vale a pena dar uma boa olhada nas coisas: as capas de um celular velho, do qual você provavelmente já se despediu, dificilmente serão úteis. Os carregadores ainda podem servir caso use modelos semelhantes, do contrário, é melhor dá-los aos colegas. Os pen drives e cabos quebrados não têm nenhum valor, portanto, você pode se livrar deles.

Bijouterias e acessórios que você não pretende usar

Eu gosto de bijouteria pela variedade e preços acessíveis. Em relação a isso, posso me dar ao luxo de escolher não apenas as clássicas, como algo que esteja no auge da moda. Porém, após um ano, fica claro que essas bijouterias estão desatualizadas e com certeza não irei usá-las nos próximos 20 anos.

A regra também vale para bolsas, lenços e xales baratos, que foram comprados para uma determinada ocasião e agora não se encaixam nas minhas atuais ideias de estilo. Essas coisas devem ser vendidas ou doadas sem arrependimento; deixe-as agradarem outra pessoa.

Lixo de papel

Boletos vencidos, contratos de aluguel de 10 anos, anotações velhas e outros resíduos de papel frequentemente são guardados por muitos anos, por questão de hábito. Tudo isso, como as caixas descritas acima, pode ser levado para o ponto de coleta ou simplesmente jogado fora, mas não transferidos de um lugar para outro.

Qualquer coisa que esteja fora do prazo de validade

Eu imediatamente descarto os alimentos vencidos. Quando resolvi dar uma atenção à data de validade dos remédios, cosméticos, produtos de limpeza e de higiene, acabei tendo uma surpresa desagradável: metade das coisas deviam ir para o lixo. Não sei qual pode ser o risco de usar um creme facial ou um limpador de banheiro vencidos, mas por que experimentar e arriscar a saúde?

Brinquedos quebrados ou que não são mais usados

Nem sempre é fácil convencer uma criança a se livrar de alguns brinquedos, mesmo daqueles que ela há muito tempo não presta atenção. Os filhos crescem, seus interesses mudam e não há absolutamente nenhuma necessidade uma pirâmide de argolas para um aluno do terceiro ano do ensino fundamental. Portanto, em casa temos uma “regra de duas caixas”: quando os brinquedos não cabem mais nelas, fazemos uma auditoria.

Os brinquedos quebrados jogamos fora na hora. Aqueles que se tornam desinteressantes devido à idade da criança, são doados para creches ou vendidos na Internet. Com o dinheiro obtido, compramos algo novo sem gastar parte do nosso salário em outro caminhão de brinquedo ou jogo de construção. Além de economizar, evitamos a bagunça no apartamento com coisas desnecessárias.

Louças danificadas ou as que não gosta mais

Utensílios de cozinha lascados não são apenas feios, também não são seguros. Por exemplo, ao cozinhar em uma assadeira ou em uma frigideira com um revestimento de Teflon danificado, ocorre a transferência dos metais da panela para o alimento, o que é prejudicial à saúde. Você não deve pensar duas vezes e precisa se livrar desses itens imediatamente. Assadeiras e panelas com esmalte danificado, direto para o lixo.

O jogo de chá, que meus parentes me deram há 10 anos e que todo esse tempo acumulava poeira na prateleira, foi vendido também. Era tão distante do meu gosto que não fazia sentido mantê-lo em uma caixa por mais 20 anos, na esperança de um dia vir a gostar dele. Tudo isso ocupa espaço e não traz prazer ou benefício. É bem provável que você também tenha algo do tipo em casa.

Livros que você não planeja reler

Adoro livros e frequentemente os compro. Contudo, na minha coleção há alguns que li uma vez e dificilmente vou querer abri-los de novo ou passá-los para meus filhos. Não vejo sentido em mantê-los, mas jogá-los fora também não posso. Peguei todos esses exemplares e levei à biblioteca mais próxima. Lá eles foram recebidos com gratidão. Fico feliz pensando que alguém possa se interessar por eles.

Esponjas de banho e escovas de dente velhas

De acordo com os especialistas, é preciso trocar a escova de dentes a cada três ou quatro meses, ou até com frequência maior. A vida útil das esponjas é, em média, de seis meses, depois disso tornam-se um ambiente fértil para fungos e bactérias. Lembre-se da última vez que renovou seus itens de higiene e substitua os antigos por novos. Mais que agradável, também é bom para a saúde.

Tudo que quebrou e está ocioso

Uma cafeteira queimada, uma chaleira elétrica que parou de funcionar, um relógio há anos parado e botas com salto descolado. Talvez algo desse tipo esteja armazenado nos esconderijos de qualquer apartamento. Tudo isso não foi jogado fora só porque “Eu vou consertar um dia”. Você precisa pegar todas essas coisas e responder honestamente à pergunta “Vou realmente consertar? Vale a pena?”. Caso seja, leve logo para conserto ou conserte você mesmo. Do contrário, não se engane e leve-os diretamente para a lixeira.

Lembranças e ímãs que não agradam

Bugigangas baratas dadas por colegas ou parentes que voltaram de uma viagem, muitas vezes são guardados por anos apenas por educação. Todos esses mascotes de plástico do ano ou ímãs fantásticos do Rio de Janeiro, não são nada agradáveis ​​aos olhos e acumulam poeira. Olhe para as lembrancinhas mais uma vez e mantenha apenas o que você realmente gosta. O lugar do resto é no cesto de lixo.

Qualquer coisa que secou ou acabou

Quando criança, nunca jogava fora as canetas, porque sempre podia comprar recargas e trocá-las. Agora, o preço do material de escritório padrão é tão baixo, que ficou mais fácil comprar novos do que encontrar os componentes necessários. Ninguém mais usa água-de-colônia para reabastecer as canetas hidrográficas, então, se elas não escrevem mais, não adianta guardá-las. Revise e jogue fora tudo o que já secou, ​​começando por esmaltes e terminando com marcadores de texto.

Vale a pena mandar para o lixo também os frascos do seu perfume favorito, que acabaram ou estão há muito tempo na sua prateleira. Segundo os especialistas, a eau-de-toilette não deve ser armazenada por mais de três a cinco anos, e menos ainda se os raios do sol incidirem sobre ela. Fragrâncias expiradas alteram o cheiro, e provocam alergias, então, por que arriscar?

Bônus: não se esqueça de limpar seu e-mail e redes sociais

É difícil imaginar a vida moderna sem comunicação na Internet, mas por aqui também seria bom colocar as coisas em ordem. Olhe para os seus contatos nas redes sociais e pense se você precisa de todos aqueles que não são seus amigos de verdade. Se não consegue se lembrar de uma pessoa, e o último post na página dela foi feito em 2015, por que você precisa desse contato?

Na caixa de entrada havia mais de 25 mil e-mails e, após uma análise, deixei-a com 10 vezes menos. Devido às montanhas de spam e notificações desnecessárias, perdi algumas mensagens importantes do trabalho e as achei completamente por acidente enquanto limpava minha caixa de entrada. Mesmo assim, vale a pena fazer essa análise pelo menos algumas vezes por ano, para não perder oportunidades.

O que você gostaria de adicionar a esta lista, aquilo que definitivamente vale a pena jogar fora e não acumular em casa?

Imagem de capa depositphotos
Compartilhar este artigo