Incrível
Incrível

10 Maneiras de responder a perguntas capciosas em entrevistas de emprego

Existe uma frase da qual muitos candidatos a vagas de emprego têm medo “vamos avaliar seu perfil e, dependendo do caso, entraremos em contato”. Essa é uma forma sutil de dizer “você não é o candidato que estamos procurando”. E, claro, quando as coisas não vão bem, muitos se perguntam: “o que fiz de errado na entrevista?”

A equipe do Incrível.club, com base em sites de emprego, artigos de profissionais de RH e opiniões de internautas, procurou as respostas para as perguntas mais incômodas que você pode ouvir em uma entrevista de emprego.

“Você pretende ter filhos?”

É uma pergunta comum para as mulheres, sobretudo para as jovens. A ideia, claro, é descobrir se a candidata irá tirar licença-maternidade e avaliar quais os impactos que isso pode trazer para a empresa. Por isso, é mais indicado, na maioria dos casos, não responder a essa pergunta de forma direta (“sim” ou “não”). Em vez disso, escolha uma resposta mais genérica: “o crescimento profissional é a minha prioridade para os próximos X anos”.

“Com quem você mora?”

O entrevistador também pode perguntar se o candidato mora sozinho, se vive em um apartamento alugado ou em sua própria casa e se tem crédito imobiliário. Essas perguntas têm como objetivo saber o grau de independência e o bem-estar financeiro do entrevistado. Ou seja, estão diretamente relacionadas ao salário pretendido. Isso pode revelar muito sobre questões ligadas à independência financeira. Portanto, é aconselhável dizer a verdade, mas não de forma totalmente direta. Por exemplo: “tenho determinados compromissos financeiros que não me permitem baixar a minha expectativa salarial para tal valor”.

“Quais são seus defeitos?”

É melhor ser sincero na hora de falar sobre suas fraquezas. Mas é importante mostrar que está trabalhando para transformá-las em aspectos mais positivos. Uma boa dica é contar ao recrutador como transformou esses defeitos em qualidades. Por exemplo, há um ano você não sabia inglês, mas se inscreveu em um curso e agora já possui certo domínio do idioma. Não existem pessoas perfeitas, mas reconhecer as próprias falhas e trabalhá-las é uma abordagem madura que certamente será apreciada.

Perguntas pessoais (religião, preferências, etc.)

Há vários motivos pelos quais um contratante pode fazer uma pergunta sobre a religião ou posicionamento político do candidato. Esse tipo de questionamento pode ajudar a avaliar como será o relacionamento do profissional com seus colegas de trabalho, considerando seus defeitos e limites. Mas é importante ter em mente que é um direito seu manter sua vida pessoal em segredo. Se for o caso, vale perguntar ao recrutador (de forma educada) por que essas informações são relevantes para a entrevista. Sabendo a resposta, é mais fácil entender se você realmente está disposto a compartilhar suas preferências pessoais.

“Por que você ainda está solteiro (ou solteira)?”

Essa pergunta pode ser usada como uma forma de avaliar o perfil psicológico do entrevistado. O fato é que, segundo alguns psicólogos, pessoas casadas costumam ter uma saúde mental mais equilibrada. Apesar de ser um ponto de vista controverso, há recrutadores que se baseiam nele ao escolher um candidato. Mas, afinal, qual seria a resposta correta? É recomendável optar por uma que seja tão genérica quanto a sobre ter filhos no futuro próximo (já tratamos dela aqui no post). Uma resposta possível é “carreira e trabalho são as minhas prioridades atuais”.

“Como seus ex-colegas o descreveriam?”

Essa pergunta exige uma resposta equilibrada. O objetivo do profissional de RH, com esse questionamento, é descobrir se o candidato é capaz de fazer uma autoavaliação de maneira crítica. Por isso, busque responder: algo como “acho que eles valorizaram em mim...” e acrescente seu ponto forte. Por exemplo, você está sempre pronto para ajudar seus colegas? Então conte sobre isso! Esse tipo de resposta não parecerá arrogante e, ao mesmo tempo, ressaltará seus pontos fortes.

“Se você fosse uma fruta, qual seria?”

Perguntas abstratas são feitas para provocar respostas espontâneas e avaliar a reação do futuro empregado — será que ele ficará constrangido, fará uma piada ou dirá que não entendeu a pergunta? A resposta mostra como o potencial funcionário se comporta diante de imprevistos. Na verdade, não existe uma única resposta certa, o que significa que não importa a fruta escolhida. Mas é importante ter em mente que se você mencionar uma fruta exótica, será visto como uma pessoa que “pensa fora da caixa”. O mais importante é ficar tranquilo e responder com bons argumentos.

“Qual é a melhor palavra que o descreve?”

Esta é outra pergunta que comporta diversos tipos de respostas possíveis. Mas atenção: busque uma palavra que faça sentido no contexto da vaga. Por exemplo, ao se candidatar a chefe de departamento, opte por termos como “líder”. Se o cargo for de baixa responsabilidade, a escolha de palavras como “observador” será ótima. Há, por fim, as respostas mais genéricas e universais, tais como “realista” ou “extrovertido”.

“Se nós pararmos de pagar o salário, você continuará a trabalhar na nossa empresa?”

A maioria das pessoas tende a responder que, sim, que a falta de salário por algum tempo não é problema. Afinal, isso mostraria dedicação à empresa. Mas a melhor resposta pode não ser essa. Profissionais mais qualificados costumam ter melhores chances de recolocação e, portanto, sabem que são valorizados no mercado. Portanto, responder “não” (de forma educada) pode ser uma boa.

“Você tem alguma pergunta para nós?”

Essa pergunta geralmente é feita no final da entrevista. E não costuma ser de bom tom dizer que não tem nenhuma pergunta. Portanto, prepare-se com antecedência. Evite pedir informações que já fazem parte da descrição da vaga ou que estejam no site da empresa. Pergunte, por exemplo, por que a vaga foi criada ou por que o ocupante anterior a deixou. Esse tipo de postura, além de mostrar capacidade analítica, tende a proporcionar a você informações para evitar os erros que levaram o funcionário anterior a sair.

Quais dicas você acrescentaria a esta lista para passar em uma entrevista de emprego? Já viveu alguma situação engraçada ou curiosa em um processo de seleção? Conte nos comentários!

Incrível/Dicas/10 Maneiras de responder a perguntas capciosas em entrevistas de emprego
Compartilhar este artigo
Você pode gostar destes artigos