Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

10 Aplicativos para crianças autistas que ajudam na interação e comunicação

Quem é “das antigas” vai lembrar bem de seus tempos de brincadeiras de rua. Hoje em dia, muitas crianças têm hábitos diferentes e os jogos vêm se tornando cada vez mais tecnológicos. Mas mesmo assim, eles ainda podem ser responsáveis por proporcionar formas de expor e expressar as emoções, além de reforçar os laços afetivos.

Incrível.club buscou uma forma de unir duas coisas muito presentes na vida das crianças modernas: a tecnologia e os jogos. Essas duas coisas também podem ser encontradas juntas nos jogos educativos. Confira só!

1. Minha Rotina Especial

Esse é um aplicativo em formato de agenda que, através de raciocínios simples, apresenta estágios para cada atividade. O responsável pela criança insere fotos reais, além de também poder gravar áudios, para criar uma rotina mais organizada e clara.

Devido ao vínculo que o aplicativo cria com a criança, ela fica mais à vontade e estará pronta para qualquer tarefa do dia. Assim, por exemplo, quando surgir uma atividade diferente, a ansiedade da criança será menor.

2. Livox

Livox , que significa Liberdade em Voz Alta, é um projeto criado pelo pernambucano Carlos Pereira. O projeto já conquistou um prêmio da ONU como melhor aplicativo de inclusão e foi traduzido para diversas línguas.

Carlos, que é pai de uma criança com paralisia cerebral, criou o programa para que ele pudesse traduzir o que o usuário desejasse comunicar. O aplicativo, literalmente, fala.

3. ABC Autismo

Esse jogo utiliza as bases da metodologia TEACCH — que em português significa Tratamento e Educação para Autistas e Crianças com Déficits relacionados com a Comunicação. Muito utilizado por professores, terapeutas e psicólogos, ele é repleto de atividades interativas, coloridas e pedagógicas.

4. Matraquinha

Matraquinha é um aplicativo em que a criança ou adolescente consegue transmitir seus sentimentos e desejos através de cartões. Ele é simples de mexer e entender: basta o usuário clicar no cartão, que o aplicativo, através de mensagens de voz, diz o que o usuário deseja comunicar.

É normal que, no começo, a criança aperte todos os botões, mas isso é bom para que ela possa compreender o significado de cada um. Além disso, o aplicativo não precisa estar conectado ao Wi-Fi, ele funciona em modo avião.

5. PictoTEA

PictoTEA é um aplicativo totalmente gratuito, criado para ajudar pessoas com Transtorno de Espectro Autista. O programa permite que as crianças se comuniquem através de imagens. Com uma interface muito simples e amigável, ele também permite que você personalize os diferentes estágios de acordo com o grau de dificuldade de cada um.

6. Brainy Mouse

Também criado por uma brasileira, o jogo é composto por ferramentas que podem ser adaptadas de acordo com seu objetivo. Ana Paula Sarrizo desenvolveu um mecanismo para estimular a socialização da criança, chamado Rato Amigo.

A criança e o rato precisam passar por diversos obstáculos no jogo para poder encontrar as sílabas adequadas e formar palavras. Nesses exercícios, a criança consegue aprender que, por vezes, ela precisará da ajuda de um amigo.

7. Terapia da Linguagem e Cognição com MITA

Esse jogo já começa com um ponto superpositivo: não tem anúncios. Isso o torna um ambiente seguro para a criança e não traz nenhuma forma externa de contato.

Composto por exercícios interativos, o jogo ensina os usuários a mover e juntar mentalmente vários objetos. As recompensas e personagens animais são ótimas ferramentas para deixar a criança envolvida enquanto aprende.

8. Aprendendo com Biel e seus Amigos

O jogo tem por objetivo ajudar, principalmente, as crianças de 2 a 8 anos. O aplicativo foi desenvolvido por uma equipe de fonoaudiólogos, terapeutas, psicólogos e pais de crianças com autismo. Ele desenvolve os encontros vocálicos, a nomeação de figuras, vogais, além do contorno das letras.

9. Auts

jogo é composto por uma série animada de 26 episódios e opções para desenhar figuras geométricas e associá-las a objetos do cotidiano. O jogo tem uma área para desenhos livres, porque os desenvolvedores acreditam que com liberdade, estimulo e observação, é possível conhecer melhor as crianças.

10. Jade Autism

O Jade foi vencedor na categoria Facilidades do Prêmio Campus Mobile 2018, realizado na USP, em São Paulo. O aplicativo foi idealizado por Ronaldo Cohin, estudante de Ciência da Computação e pai de uma criança autista.

Nele você encontrará jogos de associação, nos quais a criança deve achar as respostas dentre algumas categorias como animais, alimentos, cores, números e formas, estimulando assim, o raciocínio e desenvolvimento.

Atualmente, muitas famílias adotam os jogos como verdadeiros aliados, e por que não dizer que são também saudáveis? Eles podem ser uma ferramenta fundamental para desenvolver um meio de expressão e maturação no plano físico, cognitivo, psicológico e social.

O que você acha? Indicaria mais algum outro aplicativo? Deixe sua opinião aqui nos comentários 😉

Compartilhar este artigo