Incrível
Incrível

Por que você enjoa ao viajar de carro e como evitar que isso aconteça

Sentir enjoos durante uma viagem pode ser uma experiência extremamente desconfortável. Muita gente se sente enjoada, mesmo em viagens curtas, especialmente em trechos de serra e em estradas muito sinuosas. Mas por que isso acontece? E como você pode evitar?

Incrível.club investigou a origem dessas tonturas e preparou um bônus com dicas práticas que podem ajudá-lo a impedir que seu mundo “se mova demais” com os enjoos.

Por que ficamos enjoados

As viagens de carro fazem parte do dia a dia de muitas pessoas. Portanto, é normal estar sujeito às náuseas. Essa sensibilidade ao movimento que resulta em desconforto físico é conhecida como cinetose, uma condição que pode causar mais problemas em algumas pessoas do que em outras.

Embora não exista uma razão universalmente explicada para a cinetose, a mais aceita é a que coloca como causa o desequilíbrio entre as percepções sensoriais, ou seja, a diferença entre o que é sentido e o que é visto. Isso pode levar a sintomas como náusea, vômito, palidez, sudorese, desconforto gástrico e arrotos.

Enquanto o sistema vestibular, responsável por regular o senso de movimento e equilíbrio, informa ao sistema nervoso central de que algo está se movendo, as informações do sistema visual indicam que o indivíduo está em repouso. O cérebro recebe sinais confusos e não entende bem o que se passa.

Isso também explica por que, para muitas pessoas, assistir a um filme no cinema pode causar o mesmo efeito — o que você sente difere do que vê. Isso acontece porque o cérebro procura integrar as informações de que dispõe em um todo coerente, uma tarefa que é complicada se cada um dos sentidos informa uma coisa diferente.

Quem é mais propenso

Praticamente qualquer pessoa pode ficar tonta se as condições para isso existirem, mas foi constatado que os pacientes com enxaqueca são particularmente suscetíveis, pois tendem a ter muita sensibilidade em todos os sentidos. Alguns dos sintomas do enjoo estão ligados à enxaqueca.

Curiosamente, os bebês com menos de dois anos de idade raramente sofrem de tontura, pois seu sistema nervoso central ainda não amadureceu. No entanto, o desconforto é mais frequente em crianças do que em adultos, sendo que após 12 anos aproximadamente a sensibilidade à tontura diminui. Por outro lado, os cães também podem ficar tontos durante uma viagem, seja pelo movimento ou por estresse e pela ansiedade.

Enjoar ou não também depende de alguns comportamentos específicos. Por exemplo, ler em um carro em movimento, usar o telefone celular ou outra coisa que faça com que a vista permaneça em um ponto fixo torna você mais suscetível aos enjoos. Por outro lado, o motorista do carro não fica enjoado, porque tem um papel ativo, em que as informações sensoriais que recebe são coordenadas.

Como combater o problema

Os sintomas da cinetose podem aparecer de repente e geralmente diminuem quando o carro (ou o transporte em que a pessoa está) para. Se você é propenso, algumas dicas para evitar esse desconforto são:

  1. Escolha um assento dianteiro, de preferência ao lado da janela e olhe para a frente.

  2. Mantenha o olhar em um ponto distante fixo, como o horizonte.

  3. Evite fumar ou estar perto de fumantes.

  4. Não movimente muito a cabeça. Se começar a enjoar, descanse-a no encosto.

  5. Não faça refeições pesadas. É melhor algo leve como bolachas e beber pequenos goles de água.

  6. Evite odores fortes, como o do álcool.

  7. Tente consumir produtos com gengibre, como bolachas, para aliviar as náuseas.

  8. Tome um anti-histamínico pelo menos 30 minutos antes de viajar, mas considere que pode causar sonolência. Verifique com seu médico antes de se automedicar.

Sentir náuseas e tonturas é terrível. Mas é possível atacar os sintomas desse problema. Você já teve uma experiência ruim em que a cinetose transformou uma viagem em um inferno? Conte para a gente nos comentários.

Compartilhar este artigo