Incrível
Incrível

Você sabe do que são feitos os alimentos?

Você sabe o que tem na comida e que o faz desejá-la tanto? Como algo tão saboroso poderia de alguma forma ser ruim? Você teria enjoo e preocupação se descobrisse de que forma a indústria produz alimentos e realiza seus processos?

Incrível.club se preocupou e decidiu mostrar alguns fatos que poderão fazer você rir ou ficar com o estômago embrulhado. Continue lendo esse post para descobrir do que são feitos os alimentos.

Baunilha

A baunilha tem um aroma bem singular, sendo muito utilizada por fabricantes de perfumes e em alguns produtos alimentares. Mas “como será que eles produzem esse aroma?”, você pode se perguntar. Nós pesquisamos e lamentamos informar que ela vem de um castor. Isso mesmo, castor.

Eles produzem uma substância gosmenta chamada castóreo, que utilizam para marcar território. Ela é secretada por duas glândulas situadas entre os órgãos genitais e o ânus. Este aroma peculiar é resultado de sua dieta à base de folhas e cascas de árvores. Veja mais detalhes sobre o castóreo clicando aqui.

De acordo com estudo do International Journal of Toxicology, o castóreo como um aditivo é considerado “geralmente seguro”, e os fabricantes o têm usado extensivamente em perfumes e alimentos por pelo menos 80 anos.

Salsicha

Muitas pessoas se sentem curiosas sobre como ela é feita, mas é um processo bem mais simples do que se imagina: grande parte delas tem essas informações em seu rótulo. A Perdigão, por exemplo, disponibiliza os ingredientes em seu site também. De todo modo, as salsichas são produzidas com restos de carne, miúdos suínos (fígado, língua, rim, coração), gordura e tudo aquilo que a indústria não tem mais como aproveitar.

Carne mecanicamente separada de ave (frango e/ou galinha e/ou peru), carne suína, água, gordura suína, proteína de soja, miúdos suínos (pode conter fígado, língua, rim e/ou coração), sal, amido, açúcar, alho, cebola, pimenta branca, pimenta calabresa, noz-moscada, regulador de acidez: lactato de sódio e citrato de sódio, estabilizantes: tripolifosfato de sódio e pirofosfato dissódico, aromatizantes: aromas naturais de (fumaça, orégano, coentro), realçador de sabor: glutamato monossódico, antioxidante: isoascorbato de sódio, corantes: urucum e carmim de cochonilha, conservador: nitrito de sódio.

Gelatina

A matéria prima principal da gelatina é o tutano, que é removido da raspa do couro do boi e ossos de suínos e do qual a indústria extrai o colágeno necessário. Os fabricantes recebem as carcaças com, no máximo, 24 horas após o abate, e são lavadas com ácido.

O produto extraido dessa matéria-prima fica de molho em uma solução de cal por 10 semanas. Em seguida, é fervido a uma temperatura de 145º C e depois resfriado para ficar sólido. A fase final fica responsável pelo acréscimo de corantes e aromatizantes.

Cerveja

Após o processo de fermentação, a cerveja não é muito bonita visualmente, por causa dos restos de leveduras, resíduos e outras impurezas que a tornam turva. Por isso, os fabricantes a filtram. Para fazer isso, geralmente usam isinglass, ou comumente conhecida como cola de peixe, para acelerar o processo de esclarecimento.

A cola é extraída de peixes como o esturjão, a partir de bexigas natatórias (órgão que permite ao peixe determinar a profundidade na qual ele está). Uma vez misturada com os aglomerados de cerveja com impurezas, o processo de acomodação acelera.

Pringles

Você pode pensar que Pringles é uma batata frita, mas a verdade é que Pringles não vem de batatas de nenhuma maneira reconhecível. Na verdade, a própria empresa afirmou que o teor de batata em suas batatas era tão baixo que, tecnicamente, nem seriam batatas fritas. Essa declaração foi feita a fim de evitar impostos que são normalmente exigidos aos fabricantes tradicionais.


Os fabricantes tradicionais cortam fatias de batata e os fritam, porém, esse processo de criação começa com uma mistura de flocos de trigo, arroz, milho e batata que são prensados na forma. A massa resultante é então colocada como uma folha de massa de biscoito ultrafina e mecanicamente cortada. Os chips então avançam em uma correia transportadora até que sejam finalmente pressionados em moldes, dando-lhe a famosa forma de Pringles.

Pipoca de micro-ondas

O problema com as pipocas de micro-ondas está no aroma de manteiga. Um dos primeiros elementos nocivos da pipoca de microondas é o diacetil, um aditivo alimentar que dá à pipoca o sabor artificial da manteiga. Este aditivo, quando inalado por longos períodos, causaria uma doença pulmonar rara, mas muito grave, chamada de bronquiolite obliterante. Muitos trabalhadores nas fábricas de pipoca contraíram esta doença, o que lhe valeu o apelido de pulmão do trabalhador de pipoca.

Boa nutrição é uma parte importante de levar um estilo de vida saudável. Combiná-lo com atividade física pode reduzir o risco de doenças crônicas (como as cardíacas e câncer), além de promover sua saúde geral.

Como você se sentiu ao saber do que são feitos esses alimentos? Comente com a gente.

Incrível/Receitas/Você sabe do que são feitos os alimentos?
Compartilhar este artigo
Você pode gostar destes artigos