Incrível
Incrível

12+ Bastidores de “Família Dinossauros” que mostram por que nunca existiu outra série igual

Muitas pessoas que cresceram nos anos 1990 e 2000 devem se lembrar com carinho de Família Dinossauros, que divertia adultos e crianças. Todo o sucesso dessa série se deve ao cuidado com que ela foi produzida, de forma ambiciosa e envolvendo dezenas de profissionais. Então, que tal relembrar a série através de curiosidades sobre os bastidores que nos fazem amá-la, tanto quanto precisávamos amar o Baby?

1. Os famosos bordões do Baby foram “plagiados” de um bebê real

É praticamente impossível pensar em Família Dinossauros sem relembrar os bordões da série. E em matéria de bordões, o Baby Sauro era o campeão. “Não é a mamãe”, “de novo, de novo”, “você precisa me amar” eram alguns deles, repetidos à exaustão numa voz aguda. Bom, essas frases foram inspiradas diretamente do Ethan, o filho mais novo do Bob Young, cocriador e roteirista da série. E depois usadas em diversos merchandisings, como camisetas, bottons e bonecos falantes. Lembra deles?

2. Os criadores proibiram a entrada da imprensa no set de filmagem durante a 1ª temporada

Um dos criadores da série, Michael Jacobs, contou que todos concordaram em manter a imprensa longe dos estúdios enquanto gravavam a 1a temporada. Caso os jornalistas tivessem acesso aos bastidores, fotos dos personagens sem a cabeça iam pipocar pelas TVs. A decisão mostra o cuidado com a série. Michael ainda disse que “são as crianças que vêm primeiro, e eu não queria estragar a fantasia para as crianças”, o que mostra o grande cuidado que eles tiveram com Família Dinossauros.

3. A primeira ideia de aparência do Dino era assustadora demais para o público infantil

Mais uma vez, a produção de Família Dinossauros se preocupou com as crianças que assistiriam à série. Ainda na fase de produção, quando os personagens são desenhados, o visual do patriarca Dino da Silva Sauro precisou ser repensado, pois estava assustador demais para o público infantil. O novo design do personagem ficou mais amigável, com toda a certeza.

4. Para dar o movimento aos dinossauros, foram contratados alguns dos atores mais experientes da TV

Na década de 1990, um programa de TV de sucesso já era sinônimo de marionetes bem operadas: Sesame Street, que no Brasil recebeu uma versão chamada Vila Sésamo. Os bonecos desse programa foram criados pelo marionetista Jim Henson. Jim também foi o criador dos bonecos de Família Dinossauroschamou marionetistas experientes para a série. Bob era feito por Steve Whitmire, que também foi Caco o Sapo em Sesame Street. Dave Goelz era o Dino e também o Gonzo, dos Muppets.

Na verdade, cada personagem da Família Dinossauros precisa de bem mais do que uma pessoa para ser trazido à vida. Era preciso um marionetista dentro da fantasia, que fazia todo o movimento corporal — ou apenas com a mão se fosse um fantoche, como o Baby. Outro marionetista para movimentar, por controle remoto, os músculos da face (sobrancelhas, olhos e boca). E, por fim, um ator para dar voz ao personagem.

5. O Dino não era excessivamente dramático à toa — seu marionetista precisava enxergar!

Se você assistiu à série, deve se lembrar de que o Dino não podia dar meia dúzia de passos que já parava para suspirar ou tomar fôlego. Podia parecer muito drama da sua parte, mas a verdade é que Bill Barretta, o marionetista dentro da fantasia do Dino, não conseguia enxergar para onde estava andando, a não ser que parasse, abaixasse a cabeça e desse uma olhada através da boca aberta da fantasia. Por isso ele “fingia” suspirar, dava uma olhadela e decorava o caminho que deveria percorrer.

6. Os sobrenomes dos dinossauros são nomes de companhias petrolíferas

Podemos dizer que esse é um detalhe bem irônico. Os criadores de Família Dinossauros escolheram, propositalmente, nomes de companhias petrolíferas para os sobrenomes dos personagens da série. A família principal, por exemplo, é a Sinclair (no Brasil ficou Silva Sauro), nome de uma companhia que inclusive usa um dinossauro como logo. O chefe do Dino, Sr. Richfield, também foi inspirado numa companhia de petróleo, a Richfield Oil Corporation.

Mas por que isso é uma ironia? A piada vem de um senso comum de que o petróleo surgiu da decomposição de fósseis, como os dinossauros. Embora seja engraçado imaginar que nossos carros são movidos pelos restos dos dinossauros, isso não é totalmente verdade. Os combustíveis fósseis que usamos hoje, como o petróleo e o gás natural, vêm, na maioria dos casos, de plantas, algas e bactérias de um período anterior à existência dos dinos.

7. O Bob tem um pôster que faz referência ao filme que motivou a Família Dinossauros a ser feita

Olhos bem treinados podem notar um pôster bem curioso na parede do quarto do Bob. Nele, podemos ler o título Teenage Mutant Ninja Cavemen, que traduzido fica Homens da Caverna Mutantes Adolescentes Ninja. É uma referência direta às Tartarugas Mutantes Adolescentes Ninja, do filme Tartarugas Ninja e também dos desenhos que fizeram muito sucesso nos anos 1990. A presença do pôster é mais do que isso, no entanto. Podemos interpretá-la como uma homenagem.

Acontece que Jim Henson, o criador da série, ficou muito impressionado com o resultado do filme As Tartarugas Ninjas, lançado em 1990, e que teve os heróis feitos pela sua empresa. Tão impressionado que decidiu fazer, a princípio, um filme com dinossauros animatrônicos, tal como as tartarugas. A tecnologia do filme é a mesma usada em Família Dinossauros e até mesmo alguns marionetistas do filme atuaram na série. Talvez o pôster seja mesmo uma homenagem, não é mesmo?

8. A família Silva Sauro era improvável de existir

Ao criar os personagens, Jim Henson decidiu brincar um pouco com a genética das suas espécies. Dino é um Megalossauro, enquanto a sua esposa Fran é uma Alossauro. O cruzamento das duas espécies seria biologicamente improvável, mas na ficção gerou o Bob, um Hypsilophodon, e a Charlene, uma Protoceratops. Já a existência do Baby prova a paternidade do Dino, já que ele também é um Megalossauro. Outra curiosidade genética: nenhum deles tem a mesma cor dos olhos.

9. A vovó Zilda foi planejada para ser uma espécie completamente diferente e morar num guarda-roupa

Ainda falando de espécies, durante a fase de pré-produção, os criadores da série queriam que a vovó Zilda fosse uma Pterodáctilo. De acordo com o designer Kirk Thatcher, em sua concepção original ela viveria pendurada de ponta-cabeça num guarda-roupa, como um morcego — o que seria bem engraçado e assustador. No entanto, eles notaram que dessa forma ela seria muito difícil de manipular, por isso mudaram para a espécie Edmontonia, sempre sentada numa cadeira de rodas.

10. Os marioneteiros costumavam dormir dentro das suas fantasias

As fantasias de dinossauro eram muito difíceis tanto para vestir quanto para tirar, por isso, uma vez colocadas, os marioneteiros ficavam dentro dela durante todo o dia de trabalho. Mas, como você já deve ter lido aqui no Incrível.club, passa-se muito tempo sem fazer nada nos sets de filmagem. Por isso, entre uma cena e outra, os marioneteiros costumavam dormir dentro das suas fantasias. Será que ao menos eram confortáveis?

11. Cada episódio de Família Dinossauros demorava mais de 100 vezes a sua duração para ser produzido

Realmente, essa não era uma série fácil de ser levada à TV com perfeição. Em uma entrevista, o supervisor criativo David Barrington Holt explicou que cada episódio de 23 minutos demorava aproximadamente 65 horas para ser produzido. No auge do programa, 90 pessoas trabalhavam para entregar tudo no prazo. “Trabalhávamos longas horas”, ele disse, “começávamos às 5h da manhã e íamos até as 2h ou 3h da manhã”. A madrugada era para fazer reparos e preparar para o dia seguinte.

12. A Disney tentou sem sucesso cortar os custos da série, o que levou ao seu cancelamento

A produtora Touchstone Television, da qual a Disney era proprietária, estava constantemente pressionando os produtores de Família Dinossauros para cortar os altos gastos com a produção. Isso levou a Disney a ordenar o cancelamento da série na 4a temporada. Em resposta, os produtores filmaram o episódio Férias no Parque Temático — na Disney+ é o episódio 10 da temporada 4.

Nesse episódio, os funcionários da empresa do Sr. Richfield, em que o Dino trabalha, estão muito cansados devido ao alto volume de trabalho. Então o chefe dá duas semanas de férias para o Dino e sua família relaxarem no seu próprio parque de diversões, o “Issoéassimlândia”. O parque, no final das contas, é superfaturado e está em construção. Como a Disney entendeu que era uma referência à Disneyworld (com uma vaca no lugar do rato), não exibiu o episódio na época em TV aberta.

13. O episódio final de Família Dinossauros levou alguns pais a escrever cartas para a emissora

Cuidado com spoilers nesse bloco. Caso você não tenha assistido ao final da série, pule para o próximo. O último episódio tem o título Mudando a Natureza e conta como os dinossauros foram irresponsáveis com o meio ambiente, causando a Era Glacial e a extinção de toda a espécie. A série termina num tom muito triste, porém sutil. Stuart Pankin, a voz do Dino, analisou que o episódio em questão “foi um comentário social simplista e sincero, mas foi muito poderoso”.

Ted Harbert, presidente da ABC, o canal que exibia a série, ligou para os produtores e expressou o quanto ficou desconfortável com o episódio, mas permitiu que ele fosse exibido mesmo assim. Michael Jacobs contou que eles receberam várias cartas de pais, e que “eles entenderam a criatividade no episódio final, e ficaram tristes com a situação que apresentamos na história”. Eles ainda afirmaram que essa foi a maioria das reações, de tristeza e compreensão, sendo poucos os pais irritados.

14. Jim Henson nunca teve a chance de ver a sua criação pronta e exibida nas TVs

Falamos bastante aqui do Jim Henson, o mestre marioneteiro e idealizador de Família Dinossauros. Ele se envolveu em toda a criação e produção da série, mas, infelizmente, nunca pôde ver a sua estreia e o sucesso que ela alcançou. Jim faleceu aos 53 anos, em 1990, um ano antes de sua criação ir ao ar na TV americana. Ele começou a fazer bonecos ainda no ensino médio e fundou sua empresa aos 22 anos. Trabalhou em Sesame Street e criou os Muppets, além de dezenas de outros personagens.

15. O esforço criativo valeu a pena, já que a série continua única no mundo

As chamadas sitcoms, séries de comédia, existem há décadas na TV, e muitas delas falam sobre famílias disfuncionais. Os Simpsons, Jovem Sheldon, Dois Homens e Meio e A Grande Família são apenas alguns exemplos. Mas nunca existiu outra sitcom protagonizada por dinossauros e totalmente feita com animatrônicos. Em seu livro sobre a empresa de Jim Henson, o produtor Pete Coogan destacou esse fato e ainda pontuou que Família Dinossauros era exibida em horário nobre nos EUA.

Olha, algumas pessoas realmente dizem que já não se fazem mais séries como antigamente. Na sua opinião, qual série ou novela da sua infância, ou adolescência, que até hoje é insuperável?

Incrível/Invenções/12+ Bastidores de “Família Dinossauros” que mostram por que nunca existiu outra série igual
Compartilhar este artigo
Você pode gostar destes artigos