Incrível
Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração
Incrível

9 Filmes famosos cujos pequenos detalhes do roteiro podem ter passado despercebidos

Você já percebeu que quando assistimos a um filme pela segunda vez conseguimos notar novos detalhes e até algumas informações que tinham passado totalmente despercebidas? Muitos diretores costumam deixar propositalmente pistas e detalhes escondidos em suas obras, até mesmo nos primeiros quadros dos longas. Em O Poderoso Chefão (1972), por exemplo, o diretor usou laranjas como um prenúncio de que uma luta estaria por vir nas próximas cenas. Detalhes e easter eggs escondidos em filmes famosos são o tema deste post.

Nós, do Incrível.club, estamos prontos para compartilhar esses pequenos segredos com você. Mas advertimos: caso não tenha assistido a algum desses filmes, corre o risco de encontrar spoilers. E para manter a tradição, preparamos um bônus no final do post — você se lembra da protagonista Bela da animação A Bela e a Fera (1991)? Então, ela não usa um vestido azul por acaso. Confira!

1. Nós, 2019

O longa Nós têm várias referências que podem passar despercebidas. Por exemplo, exatamente no momento em que a protagonista Adelaide percebe as horas no relógio — 11h11 — sósias aparecem na cena. No entanto, um espectador mais atento pode ter percebido esses números antes mesmo dessa passagem mais explícita.

  • Em uma das primeiras cenas do filme, em um parque de diversões, Adelaide escolhe uma camisa com o número “11” gravado como presente de aniversário.
  • Em outra cena, Adelaide vê na praia uma pessoa segurando uma placa nas mãos, onde está escrito: “Jeremias 11:11”. Isso é uma referência à Bíblia. A citação bíblica diz o seguinte: “Por isso, assim diz o Senhor: ’Trarei sobre eles uma desgraça da qual não poderão escapar. Ainda que venham a clamar a mim, eu não os ouvirei’”. A partir desse momento o espectador já pode esperar que algo inesperado e terrível vá acontecer.

Referências a essa passagem bíblica podem ser vistas ao longo de todo o filme.

  • Quando os sósias aparecem na cidade, é possível notar que um deles tem “11:11” marcado em sua testa.
  • Quando a família da protagonista está assistindo ao jornal com notícias sobre os sósias do mal, a televisão está no canal 11.
  • Até em objetos que parecem irrelevantes é possível encontrar esse número. Por exemplo, na cena em que a tesoura é refletida no espelho (o que também representa uma referência aos sósias), suas duas lâminas acabam remetendo ao número 11.
  • Situação análoga acontece com a camisa de Zora, irmã de Adelaide: à primeira vista, a letra “H” pode remeter ao número “11”. A estampa na camisa, no entanto, tem outro significado — “Thỏ” significa coelho em vietnamita e esse animal também é um dos símbolos explorados pelo longa.

2. O Iluminado, 1980

Até os dias de hoje, fãs de O Iluminado tentam provar que o Hotel Overlook, mostrado no filme, é maior por dentro do que parece por fora. E alguns até construíram gráficos e plantas da construção, comparando as cenas do exterior com as que mostram o interior do hotel.

No entanto, há uma teoria de que o diretor Stanley Kubrick distorceu propositalmente a percepção das dimensões interna e externa do Overlook com o objetivo de mostrar que o protagonista Jack Torrance lenta mas consistentemente vai perdendo a lucidez. Dessa forma, os espectadores já poderiam prever a loucura do personagem muito antes de ela se tornar completamente aparente.

3. Os Infiltrados, 2006

Na produção premiada com o Oscar de melhor filme, do diretor Martin Scorsese, toda vez que você observar o símbolo da cruz ou de um “X”, pode esperar uma cena sangrenta em seguida. Uma estratégia parecida foi utilizada no longa O Poderoso Chefão (1972), caso em que, em vez de cruzes, e “X”, foram utilizadas laranjas como prenúncio das cenas de violência, como já mencionamos.

A primeira produção cinematográfica a utilizar esse truque foi Scarface — A Vergonha de uma Nação (1932). Nela, o diretor Howard Hawks, também optou pelo símbolo “X”.

4. O Enigma de Outro Mundo, 1982

Você se lembra da cena inicial do filme? Um helicóptero com cientistas noruegueses está perseguindo um cachorro e acaba pousando nos arredores de uma base americana onde estão os protagonistas do filme. E então um dos passageiros do helicóptero sai para perseguir o animal, grita algo sem sentido e começa a atirar.

Acontece que essa frase aparentemente sem sentido é em norueguês. O cientista gritou, em tradução livre: “Afastem-se dele imediatamente! Isto não é um cachorro, mas uma coisa que está assumindo a forma de um cachorro!” Será que para os noruegueses a cena entregou todo o mistério do filme?

5. O Vingador do Futuro, 1990

Depois de assistir a essa produção clássica do cinema, alguns espectadores chegam à conclusão de que houve um final feliz, enquanto outros acreditam que o final nada mais é do que um programa que simula memórias. Mas, aparentemente, os últimos estão corretos.

No início do longa, o protagonista Douglas Quaid recorre à companhia Rekall, que fornece implantes de memórias. Então um funcionário da empresa acaba lendo em voz alta o nome da configuração do programa que transportará o herói para uma memória: “Essa é nova! Céu azul em Marte”.

Agora lembre-se da cena final: o tempo melhora no Planeta Vermelho e o céu acaba ficando azul.

6. O Silêncio dos Inocentes, 1991

Já na primeira conversa com Clarice, o Dr. Hannibal Lecter menciona que comeu fígado humano com feijões e um bom vinho Chianti. E isso não foi apenas uma ameaça, mas também uma mensagem para o espectador.

No romance que inspirou o filme, é mencionado que criminosos perigosos e psicologicamente instáveis devem tomar remédio com inibidores de monoamina oxidase. Mas essa droga é completamente incompatível com os seguintes alimentos: fígado, feijões e vinho.

Criou-se, então, uma teoria de que, ao dizer isso, Dr. Lecter indicou a Clarice e ao espectador que já não estava mais tomando o remédio e que estava planejando escapar. O que acabou acontecendo.

7. Jogos Mortais, 2004

No início do filme, o espectador vê uma cena breve de John Kramer no hospital que dura apenas alguns segundos. Provavelmente, poucas pessoas conseguiram notar um desenho no canto direito do quadro. Esse desenho é, na verdade, um esquema de uma de suas armadilhas mortais, usadas para torturar suas vítimas. No fim, o esboço é uma das dicas do diretor para indicar quem é o verdadeiro vilão do filme.

8. O Show de Truman — O Show da Vida, 1998

Em uma das primeiras cenas, é possível ver brevemente um frasco com a inscrição “Vitamina D”. Isso é uma dica para os espectadores mais atentos: geralmente, as pessoas tomam essa vitamina quando não conseguem passar tempo suficiente sob o sol. E no filme, como acaba ficando claro com o desenvolver do roteiro, tudo é artificial, até a luz do sol.

9. Ilha do Medo, 2010

Há um momento, muito importante para a compreensão do roteiro do filme. Na cena em que o protagonista, o detetive Teddy Daniels, está conversando com uma das pacientes internas do hospital psiquiátrico e ela pede água, é possível notar que, enquanto ela bebe, o copo desaparece de suas mãos repentinamente.

Nesse caso, vale a pena ressaltar que Teddy Daniels odeia água, pois ela está relacionada com muitas de suas lembranças negativas. Portanto, o desaparecimento repentino do copo é uma referência ao seu estado mental — seu psicológico refrata e altera a realidade para que o detetive não veja coisas que possam despertar sentimentos negativos.

A propósito, o espectador vê essa cena através dos olhos do detetive Teddy, o que por si só já é um indício do estado de saúde mental do personagem. E isso não é surpresa vindo de Martin Scorsese, já que o diretor é um verdadeiro gênio dos easter eggs e raramente não os coloca em suas produções.

Bônus: A Bela e a Fera, 1991

Na animação, a Disney optou por destacar a Bela entre os outros personagens, dando a entender que a heroína é especial para a trama. Eles não a fizeram inacreditavelmente bonita ou inteligente ou com qualquer outra superqualidade — apenas a vestiram com um vestido azul de tom chamativo. Nenhum dos outros moradores da vila veste roupas dessa mesma cor.

Você costuma perceber esses pequenos detalhes em filmes? Conhece mais segredos escondidos em outras produções? Conte para a gente na seção de comentários.

Compartilhar este artigo