Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

40 Histórias de uma ilustradora mexicana que mostram como situações cotidianas podem ser engraçadas

5-33
16k

Ela começou a desenhar quando tinha 2 anos, e desde então, não parou mais de usar lápis e papel para expressar suas ideias. Ainda criança, a artista passou a copiar os desenhos das histórias em quadrinhos do Pato Donald, deixando claro desde cedo seu imenso talento. Alejandra Aceves, mais conhecida por seu alter ego “Alita”, nasceu em Ciudad Mante, estado mexicano de Tamaulipas, mas atualmente vive em Guadalajara. A ilustradora adora compartilhar na web histórias de seu dia a dia, de modo que outros internautas possam se identificar com elas. Tanta dedicação ao trabalho fez dela a artista que é hoje, e Alejandra admite que outras pessoas da família, como seu pai e seus tios, também são ótimos desenhistas. As ilustrações que ela produz começaram a tomar forma depois que ela rabiscou o desenho de uma criança com os cabelos assanhados. Ao publicar o trabalho no Facebook, percebeu que agradou muita gente, e resolveu postar desenhos todos os dias. A produção se intensificou quando Alejandra foi diagnosticada com fibromialgia, já que, naquele momento, ela sentiu vontade de desenhar o máximo possível para deixar um legado por meio de suas criações.

Essa artista compartilhou algumas de suas ilustrações com o Incrível.club, para que ainda mais pessoas tenham a chance de conhecer seu trabalho. Afinal de contas, ela gosta de contar histórias cotidianas para que todos possam se identificar. Seu maior objetivo é provocar as mais diversas emoções em seus seguidores.

1. O “look” de muitas mulheres

“Hahaha! Tão cedo e já com o ’look’ de Halloween?”
“Tive insônia à noite e dormi mal”

2. As pessoas são assim, não tem jeito

“Minha vida está tranquila demais...”
“Deixa ver o que arrumarei para me estressar”

3. Viajar nas férias com o namorado

No hotel

“Amanhã de manhã pedimos café no quarto”
“Siiim!”

“Pede você”
“Não, pede você”
“É sua vez”
“É sua vez”
“Você”
“Você”

4. Que fique bem claro quem manda na casa

“A faxineira da casa faz tudo de má vontade, com preguiça, só para dizer que fez...”
“Não a dispenso porque a faxineira da casa sou eu”

5. A eterna pergunta

“Como este corpo tão pequeno pode comer essa quantidade de pão?”
“Eu sei!”

6. Se quiser encontrar tesouros, faça uma faxina

“Ninguém sabe o que tem...”
“até limpar suas gavetas”

7. Todo mundo quer este superpoder!

“Sim, eu vivo aqui”
“Gostaria que certas pessoas vivessem lá”
“...e não voltar a saber nada delas pelo resto da minha vida”

8. As desvantagens de crescer

“Quando você é criança, e cai ou se machuca, a dor e a ferida duram uns poucos minutos de choro. E pronto, é curada quase imediatamente”
“Depois, quando você já tem ’certa idade’, um arranhão dura um mês, e um machucado talvez dure o resto da vida”

9. Coisas de casal

“Estar abraçado e não saber se a barriga que roncou é a sua ou a do outro”
“Foi sua barriga ou a minha?”
“Não sei, mas vamos tomar café”

10. Abrir mão da razão significa sabedoria

“1+1 = 3”
“Certo”
“A esta altura da vida, prefiro ser feliz a discutir para ter razão”

11. As lutas diárias com a balança

“Me vi no espelho esta manhã e achei que não parecia tão gorda”
“Depois, subi na balança, que disse o contrário, mas... quem é ela para fazer um julgamento desses se hoje estou feliz?”

12. Ideia de um milhão de dólares

“Ideias para que não pegue mal deixar a árvore de Natal na sala o ano todo”
“Fevereiro”
“Primavera”
“Halloween”

13. Um truque que quase nunca funciona

— Vou escovar os dentes para que não tenha vontade de comer mais nada

— Alita, você quer chocolate quente e bolo?

— Sim

14. Só quem ama seus bichos de estimação vai entender

“Me apego às minhas fotos, e não quero apagar nenhuma”
“Mas você pegou o gato na mesma pose onze vezes”
“Então, é o que estou dizendo, me apego”

15. Salto alto vs. tênis

“Hoje é um bom dia para usar salto alto”
“Oh! Que lindos!”
“Adorei! Fiquei alta, bonita e elegante”
“Mas já cansei. Melhor outro dia”
“Vou pegar meus tênis”

16. Quando você para de respirar para entrar em um vestido

“Enfim, entrei no meu vestido! Vou ao evento!”
“Huuum, não respire, você consegue”
“Puxa, puxa!”

“A que horas isso acaba, para eu tirar esta tortura chinesa?”

17. Em um mundo paralelo

“Olha que fofa ela dormindo com a mãozinha dobrada. Tira uma foto”

18. O verdadeiro prazer de ir ao litoral

“Alita, do que você mais gosta quando vai ao litoral?”
“Dormir no meu quarto de hotel, com ar-condicionado”

19. A inocência que temos quando somos crianças

“Levante a mão quem cresceu achando que, algum dia, o lado azul da borracha apagaria tinta”

20. O que acontece quando você está apaixonada

“Ah, ele é tão lindo dormindo!”
“Me dá vontade de fazer carinho na sobrancelha...”

21. O ingrediente perfeito

“Como você toma o café?”
“Quase sempre pensando em você”
“Com leite, por favor”

22. Quando seu filho começa o ano na escola

“Não pode ser tão difícil encapar um caderno!”
“10 minutos depois”
“Google: meu filho precisa ir mesmo à escola?”

23. Conflitos de uma pessoa caseira

“Fazer planos parece uma boa ideia até que você se dá conta de que teria que trocar de roupa e sair de casa”
“Por que eu fui dizer que ia?”

24. O significado de “querer ficar sozinha”

“Gosto de ficar sozinha”
“Quero ficar sozinha”

25. Aquilo que a pessoa gosta de fazer com seu próprio café não pode ser julgado

“Alita, não é elegante molhar o biscoito no café...”
“Meu biscoito. Meu café”

26. O domingo traduzido em imagem

“Meu domingo”
“9h”
“11h”
“12h”
“13h”

27. Ela parece querer ficar perdida para sempre!

“Me sinto um pouco perdida, e vou sair para me encontrar”
“Onde?”
“No Havaí”

28. O mal das bochechas

“Deusinho... Por que me fez tão bochechuda?”
“Te fiz normal. Só que você come muito”

29. As absurdas desculpas do seu ex

“Quando terminamos, não foi tão fácil para mim”
“Ah tá. Três dias depois, você estava saindo com outra”
“Sim, mas saía triste”

30. Sr. Google, você pode ser meu médico?

“Ah! Apareceu uma bolinha na minha barriga!”
“Vou procurar na internet o que pode ser...”
“Certeza que é esta doença estranha, e tenho pouco tempo de vida! Vou confirmar com o médico...”
“É uma picada de mosquito”

“Então não vou morrer?”

31. Quando você pensa que tudo ao seu redor é touch screen

“Você sabe que precisa colocar mais graus nos óculos quando, sem se dar conta, tenta dar zoom com os dedos em uma revista”

32. Quando você quer que uma peça seja eterna

“Caramba, esta calça de pijama está uma vergonha: surrada, caindo aos pedaços”
“Que nada! Não é para tanto, acho que ela aguenta mais alguns usos...”
“É tão confortável”

33. Coisas assim são muito comuns às mais distraídas

“Meus óculos! Onde estão meus óculos?”
“Meus óculoooos!!!”
“Estão na sua mão”
“Ah!”

34. Como era mesmo meu nome?

“Daquelas vezes em que você sai para comprar algo...”
“E quando chega, não lembra o que queria, quem é, onde mora, o que faz aqui, nem quando nasceu”

35. O problema não sou eu, são as pessoas

“Objetivo: ser mais tolerante com as pessoas”
“Obstáculo: as pessoas”

36. Será este o desejo de muitas mulheres?

37. Sapato con-sola

38. Regras básicas da vida

39. Típico das amigas

“Não me conte detalhes negativos do comportamento do seu parceiro. Aí depois vocês fazem as pazes, continuam juntos e felizes, e eu fico o odiando por séculos e séculos”

40. Surpresa! #souautista

“Você notou que a Alita é um pouco estranha?”
“Sim. Ela se incomoda com barulho, certos cheiros, música alta e luzes fortes”
“E não gosta de piadas”

“E gosto da rigidez de horários, separar a comida no prato e observar os detalhes, por isso consigo desenhar”
#souautista

De qual ilustração você mais gostou? Identificou-se com alguma delas? Deixe seu comentário, e se quiser saber mais sobre a artista, confira seus perfis no Facebook, TwitterInstagram.

5-33
16k