Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

20+ Atores que interpretaram os mesmos papéis, mas cuja atuação foi completamente diferente

6-1-
25k

Geralmente, obras literárias famosas, amadas pelos leitores e reconhecidas pelos críticos, viram filmes mais de uma vez. Muitos diretores buscam criar adaptações icônicas que, claro, devem contar com atores que se encaixem perfeitamente nos personagens.

Já as opiniões de críticos e espectadores sobre as melhores atuações costumam se dividir. Nós, do Incrível.club, nos lembramos de vários casos de dois ou mais atores famosos que desempenharam o mesmo papel em alguns filmes clássicos e encontramos as discussões de críticos, jornalistas, espectadores e diretores comparando as adaptações bem-sucedidas e as fracassadas. Confira!

1. Sherlock Holmes

O lendário detetive inglês já foi interpretado por Vasily Livanov em The Adventures of Sherlock Holmes and Dr. Watson (sem tradução para o português, de 1979 a 1986), Robert Downey Jr. em Sherlock Holmes (2009) e por Benedict Cumberbatch em Sherlock (2010), entre outros atores menos famosos.

No segmento russo da Internet, Vasily Livanov é considerado o melhor Sherlock. O mesmo apontou a filha de Conan Doyle, destacando que seu pai também aprovaria a imagem do herói representado pelo ator russo. Tal reconhecimento também se deve ao fato de o artista ter desenvolvido uma linguagem corporal que reflete perfeitamente o personagem literário. Vasily Livanov é o único dos atores que atuaram como Sherlock a receber a Ordem do Império Britânico, o prêmio honorário da rainha Elizabeth.

Embora a imagem do Sherlock recriado posteriormente pelo diretor Guy Ritchie com Robert Downey Jr. esteja longe dos padrões clássicos, o ator ganhou o Globo de Ouro de Melhor Ator.

Já a adaptação moderna, protagonizada por Benedict Cumberbatch, demorou para conquistar o público, e a representação contemporânea da obra clássica gerou muitas polêmicas por manter apenas a ideia do livro. Mas o charme do Sherlock moderno, intolerante, antissocial e diabolicamente perspicaz em conjunto com seu contraste perfeito, Watson, vivido por Martin Freeman, finalmente ganhou o reconhecimento entre os espectadores que decidiram assistir a esse “Sherlock Holmes inusitado”.

2. Conan, o Bárbaro

Conan, o Bárbaro, foi interpretado por dois atores: Arnold Schwarzenegger, em 1982, e Jason Momoa, em 2011.

interpretação de Conan é avaliada como uma das melhores na carreira de Schwarzenegger, pois acredita-se que ele se encaixou bem no personagem em vários sentidos. O diretor trabalhou duro com o ator para treinar sua pronúncia, expressão facial e, além de tudo, fazer com que dominasse a espada e, assim, se saísse o mais natural possível nas cenas de luta. Além disso, o mínimo de efeitos especiais foi envolvido na produção e as cenas espetaculares foram criadas devido ao profissionalismo da equipe, cujos integrantes deram o seu melhor.

Jason Momoa foi o segundo a atuar, portanto, não surpreende o fato de ele ter sido comparado com Schwarzenegger. Como Conan, o Bárbaro, Jason decepcionou muitos críticos, pois era visto como “magro e ridículo” demais. Mas nem todos têm essa opinião. Outros críticos elogiaram o ator por ter mostrado fisicamente uma imagem completamente diferente de Conan. Quanto à atuação, se formaram dois campos durante as discussões: alguns enfatizaram que ela esteve longe de ser perfeita, enquanto outros notaram que sua adaptação representa o homem “com um conhecimento inato de como matar absolutamente todos no seu caminho”.

3. Scarlett O’Hara

Vivien Leigh atuou como Scarlett em ...E o Vento Levou, o filme baseado no romance original de Margaret Mitchell. Já Joanne Whalley incorporou a protagonista na continuação da história, cujo roteiro se baseia no romance chamado Scarlett, escrito por Alexandra Ripley.

Não se pode dizer que as atrizes eram “concorrentes”, já que representaram fases diferente. Mas, mesmo assim, elas não conseguiram evitar a comparação pelo público. Vivien Leigh viveu o papel de Scarlett quando jovem — uma mulher egoísta, excêntrica, firme e escandalosa. Curiosamente, Margaret Mitchell criou Scarlett como antagonista, contrariando a decente Melanie, baseada na própria escritora. No entanto, o público ficou fascinado com a insuportável Scarlett, que se tornou um exemplo de mulher corajosa, temperamental e capaz de sobreviver a qualquer obstáculo. A escritora, por sua vez, não ficou nada satisfeita com a opinião pública.

Por outro lado, Joanne Whalley mostrou uma Scarlett completamente diferente. Amadurecida, ela se tornou mais sábia, equilibrada, prudente e decente. Supostamente, a protagonista de Margaret Mitchell teria o mesmo destino, mas, infelizmente, a autora não escreveu uma sequência.

4. James Bond

Sean Connery, Pierce BrosnanDaniel Craig se tornaram os atores mais famosos que já interpretaram James Bond, embora o mundo cinematográfico já tenha visto sete atuações.

Connery foi o único a ganhar o Oscar, e sua atuação é considerada uma das mais bem-sucedidas. O famoso artista escocês tinha medo de acabar sendo conhecido por um único papel e pretendia deixar o projeto após o segundo filme, mas acabou protagonizando cinco adaptações.

Pierce Brosnan passou por um longo caminho até conseguir o papel de Bond. Ele estrelou quatro filmes e deixou as gravações aos 49 anos. Mel Gibson deveria aceitar o papel depois de Timothy Dalton, mas o recusou. É interessante que a “candidatura” de Brosnan tenha sido aprovada pelo próprio Sean Connery: “Não pensei que novos filmes sobre James Bond seriam lançados depois que Brosnan saiu do projeto”. Segundo os espectadores, o protagonista de Brosnan parece ser o mais confiável e autoconfiante de todos.

Já Daniel Craig se tornou o primeiro Bond loiro, além de ser o mais bem pago e de atuar nos filmes de maior bilheteria. Para alguns, o Bond interpretado por Craig é, antes de mais nada, um ser humano de carne e osso e, só depois, um agente especial.

5. Natasha Rostova

O papel da “pouco bonita, mas encantadora” Natasha Rostova foi desempenhado por quatro atrizes: Audrey Hepburn, em 1956, Lyudmila Savelyeva, em 1965, Clémence Poésy, em 2007 e Lily James, em 2016.

A atuação de Audrey Hepburn, que tinha 27 anos quando assumiu o papel, foi entusiasticamente recebida pelos críticos. Acredita-se que ela foi capaz de compreender e trazer à tona todas as nuances do caráter da protagonista.

adaptação cinematográfica estrelada pela atriz russa Lyudmila Savelyeva lhe rendeu um Oscar e conquistou o mundo inteiro. A atriz recebeu um prêmio do público.

Clémence Poésy, que protagonizou o filme de 2007, era loira. O público, todavia, “deixou passar despercebido” o fato de que a verdadeira Natasha tinha cabelo preto simplesmente porque ficou fascinado com a atuação da atriz e, especialmente, com seu olhar. Mas os críticos encontraram muitos descuidos cometidos pelo diretor que, aparentemente, não conhecia bem a cultura e as tradições russas.

A mais recente versão da história, uma série da BBC com Lily James no papel principal, faz muito sucesso. Vale destacar que essa série em particular causou um grande rebuliço. De acordo com as observações de críticos, a série apresentou o melhor do romance para uma parte do público que nunca tinha lido o livro.

Curiosamente, em uma entrevista, Lyudmila Savelyeva disse que preferia a interpretação de Audrey Hepburn à de Clémence Poésy.

6. Anna Karenina

Na história pós-cinema mudo, sete atrizes já incorporaram Anna Karenina, do romance com o mesmo nome, escrito por Leon Tolstoy. Cada uma teve seu jeito único de interpretação da personagem. Agora, vamos falar sobre as quatro mais famosas.

Em 1948, o trágico destino de Anna foi mostrado para os espectadores por Vivien Leigh. Mas, apesar do talento e da beleza da atriz, juntamente com o fato de o filme ter sido gravado pelo famoso diretor Alexander Korda, a produção foi um fracasso de bilheteria. Dizem que isso aconteceu porque havia “pouca química” entre Anna e Vronsky, interpretado pelo ator irlandês Kieron Moore.

adaptação soviética de 1967, protagonizada por Tatyana Samoylova, é a mais conhecida pelo mundo. Essa versão cinematográfica é considerada a mais próxima da obra literária. A atriz até chegou a ser convidada a estrelar a adaptação do livro em Hollywood, junto com Gérard Philipe, mas o estúdio de cinema russo não a deixou participar das gravações no exterior.

A charmosa Sophie Marceau interpretou Anna em 1997, em conjunto com Sean Bean atuando como Vronsky. Esse filme foi chamado de “versão superficial e desprovida de sangue”, e faturou apenas US$ 859 mil. A atuação da protagonista foi avaliada como “desanimada e entediante”. A própria Sophie Marceau disse que não conseguiu se identificar com a heroína, pois não entendeu o que sentia Anna deixando o filho para ficar com um homem.

A versão de Keira Knightley (2012) é considerada “a mais corajosa e decisiva”. Por outro lado, segundo os críticos, a imagem passada é mais próxima da atualidade e tem pouco a ver com o livro.

7. Hercule Poirot

David Suchet, que estrelou a série Agatha Christie’s Poirot (sem a tradução para português, de 1989 a 2013), e Kenneth Branagh, que protagonizou o filme Assassinato no Expresso do Oriente (2017), são os atores mais famosos que interpretaram o extraordinário detetive.

David Suchet incorporou impecavelmente o personagem, “querendo se tornar o próprio Poirot”. Sua atuação recebeu avaliações positivas e foi elogiada pelos herdeiros de Agatha Christie, enquanto o neto da escritora, Mathew Prichard, comentou: “Lamento por não ter conhecido David Suchet pessoalmente. Ele parece ser muito convincente.”

Kenneth Branagh, por sua vez, atuou em um elenco de famosos: Penélope Cruz, Judi Dench, Johnny Depp, Derek Jacobi, Michelle Pfeiffer e Daisy Ridley. Apesar de receber críticas controversas, o filme arrecadou mais de US$ 351 milhões. Além disso, Branagh retornará ao cinema como Hercule Poirot na sequência Morte no Nilo, que será lançada neste ano. Vale enfatizar que as críticas mais frequentes dos espectadores se relacionavam com “a atuação do artista escondida atrás de seu grande bigode”.

8. Emma

A romântica Emma nos filmes baseados no romance de Jane Austen, Emma, foi interpretada por Kate Beckinsale, Gwyneth Paltrow (ambos os filmes foram lançados em 1996) e por Anya Taylor-Joy (2020).

Segundo os críticos, Gwyneth Paltrow entregou uma “imagem idílica” de Emma, e o próprio filme focou mais nos sentimentos dos personagens.

Kate Beckinsale atuou em uma adaptação cinematográfica mais realista e dramática. A equipe de produção deu mais atenção aos costumes, regras e às normas da sociedade da época. No entanto, os críticos constataram que a protagonista apareceu “pouco desenvolvida emocionalmente”: Beckinsale não conseguiu demonstrar toda a “tonalidade do caráter” da personagem.

Anya Taylor-Joy interpretou a versão moderna de Emma, e o roteiro foi adaptado para mostrar claramente o temperamento da heroína. O filme levanta a temática do feminismo. A adaptação foi avaliada positivamente pelos críticos, que destacaram a ousadia e o senso de humor dos roteiristas, além de uma boa escolha da atriz para o papel de protagonista.

E você, já assistiu às adaptações listadas? Em sua opinião, qual dos atores conseguiu arrasar na atuação? Quais atores que desempenharam os mesmos papéis (os de James Bond ou Hercule Poirot, por exemplo), que você acrescentaria à lista? Comente!

6-1-
25k