Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

15 Erros em filmes famosos de Hollywood que podem ter passado despercebidos (e alguns desafiam até a lógica)

Para produzir um filme de sucesso, é necessário um trabalho diário verdadeiramente colossal dos produtores. Eles precisam calcular e planejar tudo com antecedência, considerar inúmeras variáveis e nuances e ainda coletar tantos detalhes que parece que nem um computador conseguiria realizar esse trabalho. Portanto, não é de se admirar que, mesmo em grandes produções, seja possível encontrar pequenos erros. E apesar de o telespectador geralmente não os perceber, os amantes do cinema mais atentos certamente não os deixam passar batido.

Nós, do Incrível.club, adoramos assistir a filmes e explorar todos os detalhes de seus roteiros. Por isso, com a ajuda de internautas, preparamos este post com 15 erros em roteiros de filmes famosos e estamos prontos para compartilhá-los com você. Confira!

1. Homem de Ferro (2008)

Em Homem de Ferro, na cena quando Tony Stark fica de braços abertos enquanto ocorre uma explosão no fundo da imagem, primeiro ouvimos o som da explosão e só depois vemos o seu brilho. No entanto, todos nós sabemos desde os tempos das aulas de física da escola que a velocidade da luz (nesse caso representada pelos flashes da explosão) é maior que a velocidade do som (o barulho propriamente dito). Portanto, nessa cena, tudo deveria ter ocorrido na ordem inversa: primeiro aparecer o brilho e depois o som da explosão.

2. Perdido em Marte (2015)

Em Perdido em Marte (assim como em outros filmes de temática espacial), o telespectador sempre consegue ver nitidamente os rostos dos personagens dentro do traje espacial, como se houvesse iluminação interna dentro do capacete. Na vida real, contudo, não é possível ver os rostos dos astronautas através do visor. Se os capacetes dos trajes espaciais fossem como são representados no cinema, a pessoa em seu interior simplesmente não conseguiria enxergar direito no espaço. Para comprovar, tente enxergar detalhadamente a rua em uma noite escura de um cômodo bem iluminado da sua casa.

3. Forrest Gump: O Contador de Histórias (1994)

No final do filme Forrest Gump: O Contador de Histórias, Jenny, a melhor amiga do protagonista, morre. Em uma cena, Forrest Gump conta que ela faleceu em uma manhã de sábado, mas na lápide de seu túmulo está escrito que a personagem morreu no dia 22 de março de 1982. Telespectadores curiosos decidiram verificar no calendário o dia da semana correspondente a essa data, e acabaram descobrindo que tal dia caiu, na verdade, em uma segunda-feira.

4. Titanic (1997)

Em uma cena de Titanic, Jack conta a Rose que ele já esteve no Lago Wissota, no estado americano de Wisconsin. No entanto, na época, tal feito teria sido impossível: o Lago Wissota só foi formado em 1917 como resultado da construção de uma hidrelétrica no rio Chippewa, enquanto o Titanic afundou em 1912 — ou seja, cinco anos antes da formação do lago.

5. Harry Potter e a Pedra Filosofal (2002)

Rúbeo Hagrid, da saga Harry Potter, é um meio-gigante: sua mãe era uma gigante e seu pai um bruxo. O personagem era quase duas vezes mais alto do que uma pessoa comum, enquanto os gigantes do universo Harry Potter eram criaturas verdadeiramente grandes. Esses fatos levantaram algumas dúvidas nos internautas. Por exemplo, como seus pais conseguiram conceber dois filhos quando existia uma diferença de tamanho colossal entre eles? E como o pai de Hagrid conseguiu criar sozinho um bebê gigante, já que, como esclarecido no filme, a mãe de Hagrid decidiu abandonar a família quando ele ainda era uma criança?

6. Família Moderna (2009–2020)

No seriado americano Família Moderna, os telespectadores mais atentos conseguiram perceber que em uma cena a personagem Haley segura seu celular de cabeça para baixo durante uma conversa. Não precisamos nem destacar que na vida real conversar desse jeito no telefone não seria nada fácil, concorda?

7. Star Wars, Episódio VI: O Retorno do Jedi (1983)

As versões remasterizadas da trilogia original de Star Wars  sofreram muitas mudanças desde sua criação. Mas os produtores não perceberam que nessa cena com Palpatine em Star Wars, Episódio VI: O Retorno do Jedi as estrelas parecem um tanto estranhas na imagem: enquanto todo o plano de fundo está embaçado, as estrelas — que também integram o fundo — estão com um foco perfeito.

8. Jurassic Park: O Parque dos Dinossauros (1993)

No filme Jurassic Park: O Parque dos Dinossauros, com a ajuda de um mosquito preso em âmbar, cientistas conseguem obter acesso ao DNA de dinossauros. No entanto, na vida real, tal feito é impossível: especialistas comprovaram que o DNA não se conserva por tanto tempo dentro desse animal.

Além do mais, o mosquito mostrado no âmbar mais se assemelha em estrutura e tamanho a um mosquito-gigante, que, por sua vez, não se alimenta de sangue, e portanto não poderia carregar DNA de dinossauros.

9. As Loucas Aventuras de James West (1999)

O personagem de Will Smith em As Loucas Aventuras de James West usa uma gravata preta justa na maior parte do tempo. No entanto, esse estilo de  de gravata só começou a ser usado depois de 1924, enquanto os eventos do filme se passam em 1869.

10. Vingadores: Ultimato (2019)

Fãs atentos também conseguiram notar uma imprecisão no filme Vingadores: Ultimato, que encerrou a saga dos Vingadores. Em uma das cenas da batalha final, o amuleto mágico “Olho de Agamotto” pode ser visto pendurado no pescoço do Doutor Estranho, no entanto, ele inexplicavelmente desaparece nas outras cenas. Vale ressaltar também que esse artefato, dentro do qual a Joia do Tempo ficava guardada, havia sido destruído por Thanos no filme anterior da saga.

11. Jurassic World: O Mundo dos Dinossauros (2015)

O personagem de Chris Pratt em Jurassic World: O Mundo dos Dinossauros é o funcionário responsável por cuidar dos velociraptors e treiná-los. No filme, esses dinossauros têm um tamanho bastante impressionante, chegando quase a alcançar a altura de uma pessoa. No entanto, no mundo real, há evidências de que os velociraptors não passavam dos 70 cm e, certamente, se pareciam mais com pássaros, tendo até uma plumagem.

12. Anaconda (1997)

No filme Anaconda, em uma das cenas que mostram um barco no rio, os produtores decidiram usar a gravação ao contrário (ou seja, na ordem inversa), para indicar que ele estava regressando. No entanto, os cineastas não levaram em conta que também há uma cachoeira no fundo da imagem dessa cena. Portanto, quando inverteram a ordem do vídeo, a cachoeira passou a fluir na direção contrária — indo de baixo para cima.

13. De Volta para o Futuro (1985)

A famosa cena quando Marty McFly toca violão no primeiro filme da trilogia De Volta para o Futuro também contém uma informação imprecisa. O violão Gibson ES-345 que o protagonista usa só foi lançado três anos depois dos acontecimentos do filme: De Volta para o Futuro acontece no ano de 1955, enquanto esse instrumento musical vermelho só começou a ser vendido em 1958.

14. O Abutre (2014)

Quando o protagonista interpretado por Jake Gyllenhaal em O Abutre procura por informações na internet, é possível perceber que, na verdade, está sendo exibido no monitor apenas um vídeo com a ajuda do programa Windows Media Player.

15. 007 — Um Novo Dia para Morrer (2002)

Em 007 — Um Novo Dia para Morrer, o vilão, o espião norte-coreano Tao Sun Moon, muda sua aparência alterando o seu DNA, de forma que ele se torna uma pessoa com um visual completamente diferente. No mundo real, tal mudança seria simplesmente impossível, e as manipulações feitas na medula óssea e no cérebro mostradas no longa são, além de tudo, bastante perigosas. Não seria mais simples se o vilão apenas visitasse uma clínica de cirurgia plástica?

Você costuma perceber esses pequenos erros nos filmes? Que outros você adicionaria ao post? Conte para a gente na seção de comentários.