Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

12 Truques do cinema que poucos espectadores conhecem

Os diretores tendem a recorrer a várias ferramentas disponíveis para criar uma obra-prima. Mas eles, como os representantes de outras profissões, também enfrentam obstáculos no caminho. Fazer um filme capaz de arrancar suspiros requer muita persistência, determinação e capacidade de se adaptar rapidamente às regras do jogo cinematográfico, que vêm mudando dinamicamente.

Hoje, o Incrível.club decidiu compartilhar 12 fatos surpreendentes sobre o processo de gravação de um filme que podem deixar de boca aberta até mesmo um espectador sofisticado. Confira!

1. Os vilões nunca usam gadgets da Apple

O diretor americano Rian Johnson, que produziu o recente filme de suspense Entre Facas e Segredos, contou um detalhe interessante presente tanto em sua obra como no cinema em geral, que pode servir de pista para reconhecer facilmente um vilão. Basta prestar atenção à marca do dispositivo que ele usa: o antagonista nunca aparece com um produto da Apple nas mãos. A empresa disponibiliza o uso de seus aparelhos apenas com uma condição: o gadget da marca pode ser utilizado apenas por um dos mocinhos.

A Apple recentemente assumiu a liderança da product placement (colocação de produto, em tradução livre) em filmes de Hollywood. Desde 2012, é exigido que os estúdios de cinema mostrem iPhones e outros dispositivos da empresa exclusivamente com boas intenções.

2. O risco de tontura ao assistir a filmes em 3D tem sido reduzido significativamente

Comparando com as décadas passadas, os diretores de filmes em 3D atuais passaram a evitar o uso do efeito chamado “paralaxe negativa”. Ele se revela na hora que o cérebro obtém as informações sobre uma imagem estereoscópica, mas não consegue processá-las apenas como uma ilusão da profundidade do espaço. O cérebro continua funcionando do mesmo jeito e tentando manter o foco neles, como se captasse objetos físicos reais. Dessa forma, os sinais cerebrais só aumentam a tensão ocular, o que causa tontura, dor de cabeça e náusea.

Portanto, os especialistas em efeitos especiais fazem com que os objetos em 3D apareçam na cena de forma dinâmica, para que o cérebro não tenha tempo de se concentrar neles, ou introduzem partículas pequenas (poeira, cinzas, neve), identificadas pelo cérebro como uma espécie de ruído visual.

3. Os atores usam roupa íntima bege para gravar cenas picantes

Os atores costumam vestir roupa íntima bege para filmar cenas proibidas para menores. Os seios e glúteos falsos também são atributos comuns no set e, muitas vezes, passam por um ajuste gráfico depois das gravações.

A propósito, para aparecer com as costas nuas para a câmera, atrizes tendem a colocar um tipo de “tapa-mamilo”.

4. Normalmente, as crianças não sabem que estão em um filme de terror

A maioria das crianças não sabe que participa de um filme de terror. As filmagens raramente acontecem em ordem cronológica, e normalmente os atores mirins têm dificuldade de compreender a trama a partir de cenas gravadas caoticamente. Além disso, não ocorre nada de assustador no próprio set: a trilha sonora é adicionada na etapa de pós-produção, enquanto figurinos, máscaras, bonecos sinistros e a maquiagem artística parecem mais divertidos do que assustadores na vida real.

Quando se trata de cenas com sangue ou algo apavorante, o diretor faz com que a criança se sinta envolvida em uma espécie de jogo. Por exemplo, Danny Lloyd, que interpretou Danny Torrance no famoso O Iluminado, não tinha a menor ideia de que estava em um filme de terror. O diretor Stanley Kubrick optou por não contar o enredo para o menino. Por isso, Danny pensava que estava atuando em um drama sobre uma família que morava em um hotel.

5. Os trailers de filmes não são feitos por estúdios de cinema, mas sim por agências de publicidade

Para criar um trailer, os diretores costumam contratar empresas especializadas. Embora delegar essa tarefa para a equipe de produção, que conhece a história melhor do que ninguém, pareça mais barato e lógico, não é assim que acontece na realidade.

Muitos diretores admitem que o marketing não é o seu ponto forte e não dominam o conhecimento e as habilidades necessárias para promover seu trabalho de forma concisa e intrigante. Então, para minimizar os riscos, eles recorrem aos serviços de profissionais.

6. O som de ossos sendo quebrados em filmes de suspense e terror é feito com cenouras e aipos

Para conseguir o som de ossos sendo fraturados, editores de som gravam o barulho de cenouras e aipos sendo quebrados. Por isso, na próxima vez que você assistir a uma cena violenta e sangrenta, pense pelo que esses pobres vegetais passam.

7. Cenas com espelhos são as mais difíceis de serem gravadas

As cenas com espelhos são filmadas de um determinado ângulo, para que a câmera e a luz não apareçam refletidas no quadro junto com o personagem. Por exemplo, em O Exterminador do Futuro 2 — O Julgamento Final contaram com a participação de dublês e com o uso de manequins.

A cena em que Sarah Connor tira o microchip da cabeça do Exterminador foi gravada sem um espelho sequer. O que realmente vemos na tela é Arnold Schwarzenegger sentado na frente da câmera com a dublê de Linda Hamilton ao lado. Nesse exato momento, a própria atriz está em primeiro plano inclinada sobre a cabeça de um manequim. Que truque inteligente, não é?

8. Alguns erros de gravação são feitos de propósito

Muitos sucessos de bilheteria se destacam por seus descuidos de gravação que, às vezes, parecem ser estranhamente óbvios. O fato é que muitas vezes os diretores cometem erros de propósito.

Por exemplo, na cena que se passa na bolsa de valores em Batman — O Cavaleiro das Trevas Ressurge, Batman entra no túnel em plena luz do dia, mas sai dele no escuro total. Para manter a aparência épica e magistral do herói, o diretor Christopher Nolan abriu mão da veracidade do trecho. Além disso, acredita-se que boa parte dos espectadores frequentemente fica tão empolgada com a narrativa que deixa esses pormenores passarem despercebidos.

9. Existe uma empresa especializada que fornece a neve para os filmes de Hollywood

A neve usada em vários filmes de Hollywood é quase sempre artificial e fornecida pela empresa Snow Business, fundada em 1983 e responsável pela produção de cerca de 200 tipos de neve.

A precipitação real, por sua vez, pode atrapalhar as filmagens, pois tende a derreter embaixo as câmeras. Mas, apesar disso, as gravações de alguns filmes realmente se passam em regiões cobertas de neve, como as do drama O Regresso, realizadas em uma estação de esqui no Canadá.

10. O figurante pode ser demitido por ficar olhando para a câmera durante as gravações

Os figurantes correm risco de serem demitidos por ficarem olhando diretamente para a câmera. Além disso, os extras que se parecem com os protagonistas (mesmo remotamente) ganham pouco tempo na tela. Eles também não podem vestir roupas brancas ou com estampas coloridas, para evitar que ofusquem os personagens principais.

11. A comida na maioria dos filmes é falsa

Muitos alimentos e pratos que aparecem em filmes são feitos de materiais não comestíveis. Por exemplo, você se lembra das mesas transbordando de comida no Grande Salão de Hogwarts na saga Harry Potter? A comida de verdade foi exibida apenas no primeiro filme. Ela ficava estragando tão rápido que foi substituída várias vezes. Então, na continuação da saga, foi tomada a decisão de fazer boa parte dos apetitosos pratos de resina e isopor.

12. O uso da tela verde em filmes com efeitos especiais tem uma explicação razoável

Para criar efeitos especiais, o verde saturado é usado para não se misturar com o vermelho, laranja e amarelo, ou seja, com as cores principais do corpo humano. Ele também se destaca da roupa, dos acessórios, dos olhos e do cabelo de atores, reduzindo assim o processo de edição.

Quais detalhes do processo de gravação de um filme costumam deixar você surpreso e confuso? Quais outros truques usados por diretores você acrescentaria a essa lista? Comente!