Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

11 Monumentos que tocarão diretamente sua alma

No mundo, existem milhões de monumentos e esculturas pelos quais as pessoas passam todos os dias sem prestar atenção. No entanto, há alguns com histórias capazes de deixar marcas no coração de todos para sempre.

Este post do Incrível.club é dedicado diretamente a essas obras.

Leão moribundo de Lucerna, Suíça

O leão moribundo é conhecido como o monumento mais triste do mundo. Essa escultura, que representa um leão ferido por uma flecha, possui uma expressão facial quase humana e foi esculpida em rocha no início do século XIX. O alto relevo é dedicado aos guardas suíços, que morreram durante o assalto ao Palácio francês das Tulherias, em 1792.

Sapatos no Calçadão do Danúbio, Hungria

Em 1944-1945, membros do partido nazista da Hungria dispararam em milhares de pessoas no calçadão do rio Danúbio. Para economizar balas, amarraram aproximadamente 60 pessoas juntas e atiravam na primeira, que, ao cair, levava as demais. Antes do fusilamento, todas foram obrigadas a tirar os sapatos, que foram vendidos mais tarde. Em memória aos mortos foram instalados 60 pares de sapatos de ferro fundido de homens, mulheres e crianças no calçadão do rio.

Memorial Edith Stein, Colônia, Alemanha

Edith Stein foi uma freira carmelita canonizada em 1998 por João Paulo II. Em 1942, juntamente com milhares de judeus holandeses, foi enviada para o campo de concentração de Auschwitz, onde morreu em uma câmara de gás.

Memorial em Khatyn, Bielorrússia

Em 22 de março de 1943, a aldeia de Khatyn foi queimada pelo destacamento como punição por esconderem guerrilheiros que mataram um oficial da Wehrmacht. Os 149 aldeões foram trazidos para um celeiro, que foi incendiado. Aqueles que fugiram do fogo foram fuzilados. Em 1969, no lugar da aldeia destruída, foi erguido um monumento em memória das pessoas pacíficas que morreram na Segunda Guerra Mundial.

O Monumento à Paz das Crianças de Hiroshima, Japão

Em 6 de agosto de 1945, uma garota de 2 anos chamada Sadako Sasaki estava em sua casa, em Hiroshima. Naquele dia, apesar da bomba nuclear lançada na cidade, ela não morreu, no entanto, 10 anos depois, teve leucemia, causada pela radiação. Pouco antes de sua morte, soube da lenda ,segundo a qual se você fizer mil origamis qualquer desejo se tornará realidade. Sadako tinha um desejo: viver.

O monumento à Sadako, com um enorme tsuru em cima de sua cabeça, é dedicado às crianças que morreram e sofreram por causa dos bombardeios em Hiroshima e Nagasaki.

Memorial "The hole", Minsk, Bielorrússia

Em 2 de março de 1942, na rua Melnikayte, em Minsk, soldados alemães atiraram em aproximadamente 5 mil pessoas que viviam no gueto de Minsk. Em memória a essa tragédia, no lugar do fuzilamento, no ano 2000, foi construpida uma escultura chamada "O Último Caminho", que consiste em várias dezenas de pessoas que seguem em direção ao buraco representando a morte. Todo o trabalho de instalação do monumento, dedicado a todas as vítimas do Holocausto, foi feito manualmente e levou 8 anos para ficar pronto.

Memorial às crianças não nascidas, Bardejov, Eslováquia

Em uma pequena cidade eslovaca de Bardejov, há um monumento dedicado às crianças que não nasceram. Na escultura original, cujas cópias foram instaladas em diferentes partes do mundo, o corpo do menino foi feito de vidro. De acordo com a ideia do autor Martin Hudáček, o monumento deve recordar o valor da vida humana.

Monumento a 82 crianças, Lídice, República Checa

Em 10 de junho de 1942, a cidade de Lídice, localizada perto de Praga, foi completamente destruída pelas tropas alemãs. O motivo foi a suspeita de que guerrilheiros, escondidos na cidade, tentaram assassinar um oficial alemão. Todos os moradores da aldeia, incluindo as crianças, foram mortos ou levados para campos de concentração.

Monumento às Mulheres da Segunda Guerra Mundial, Londres, Grã-Bretanha

O Monumento dedicado às Mulheres da Segunda Guerra Mundial foi inaugurado no centro da capital britânica no ano de 2005. Na pedra negra, estão penduradas 17 peças de roupas, entre as quais um uniforme de enfermeira e de militar, roupas de soldadora e outras, lembrando as profissões que as mulheres tiveram de aprender durante a guerra.

Monumento em homenagem aos animais mortos na guerra, Londres, Grã-Bretanha

Perto do Hyde Park, em Londres, há um monumento diferente dedicado a todos os animais que foram mortos durante todos os conflitos armados ocorridos na Terra. O monumento mostra duas mulas carregadas indo em direção ao muro. Por trás disso, há um cavalo em bronze e um cachorro olhando para trás em busca de seu dono. O monumento foi criado com dinheiro de particulares, que doaram quase 1,5 milhão de libras esterlinas.

Bônus

O Monumento às Crianças que não Nasceram tem sua continuação criada por Martin Hudáček, em 2015. Esta escultura está instalada em um dos cemitérios da cidade polonesa de Breslávia, onde os bebês foram enterrados.