Incrível
Novo Popular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Casos médicos incomuns que comprovam que ainda precisamos aprender muito sobre o corpo humano

1---
703

Há quem pense que já sabemos tudo sobre o corpo humano, mas o fato é que nosso organismo ainda esconde muitos mistérios. Por exemplo, nenhum especialista foi capaz de explicar por que uma mulher alemã consegue enxergar coisas situadas a 1,6 quilômetro de distância. Ou de que maneira uma moradora da Escócia, deficiente visual, começou a enxergar objetos em movimento. A história de um homem francês que sofria de um transtorno alimentar pouco comum também chama a atenção: ele comeu um avião e entrou para o Livro dos Recordes.

Incrível.club decidiu pesquisar mais sobre casos incomuns ligados ao universo da medicina. Cada um deles nos lembra que a natureza nos surpreende das mais diversas maneiras. Confira!

Nascimento de gêmeos de pais diferentes

Pouca gente sabe que existem casos de mulheres que deram à luz gêmeos filhos de pais diferentes. Isso acontece porque, às vezes, dois ou mais óvulos amadurecem, o que pode fazer com que a pessoa fique grávida de gêmeos bivitelinos.

Tanto um quanto dois homens podem fecundar dois óvulos, mesmo com um intervalo de várias horas entre si. Nesse caso, a concepção da segunda criança pode acontecer vários dias após a da primeira. Foi por isso que já houve registro de gêmeos nascidos com cores de pele diferentes um do outro.

Mas gêmeos como esses últimos não necessariamente têm pais diferentes. Esse tipo de nascimento é possível em pais de etnias diferentes. No caso, os bebês também são bivitelinos.

Ausência de expressão facial

A síndrome de Moebius é uma anomalia congênita que se caracteriza pela ausência de expressões faciais. O rosto da pessoa parece “congelado”, incapaz de sorrir ou franzir a testa. Outros sintomas são estrabismo e dificuldade de engolir.

Tanto as peculiaridades genéticas quanto as condições desfavoráveis para o desenvolvimento do feto podem estar entre as causas do problema. Para ajudar pessoas com falta de expressões faciais, os médicos realizam uma terapia integral.

Vontade de comer o que não é comestível

A alotriofagia é um transtorno alimentar caracterizado pela vontade de comer o que não é comestível. E não estamos falando apenas de massa ou cereais crus ou alimentos não cozidos. Algumas pessoas que sofrem com o problema não conseguem resistir ao desejo de ingerir objetos de metal.

Por conta disso, o francês Michel Lotito tentou comer bicicletas, carrinhos de supermercado e aparelhos de TV. Em 2 anos, ele conseguiu até ingerir um avião Cessna 150. O homem entrou para o Livro dos Recordes, mas é óbvio que nenhum médico recomenda que ele, ou qualquer outra pessoa, siga tal dieta.

As causas do transtorno podem ser tanto fisiológicas quanto sociais ou psicológicas.

Incapacidade de reconhecer vozes

Para quem sofre de fonoagnosia, as vozes de todas as pessoas com quem convivem soam iguais. Se você ligar para alguém com essa condição, a pessoa só saberá com quem estará falando graças ao identificador de chamadas, que mostrará seu número de telefone.

Inicialmente, acreditava-se que a doença aparecia apenas em pessoas que tinham sofrido derrame cerebral. Porém, nos últimos anos especialistas têm investigado casos em que a anomalia revelou ter origem congênita.

Alergia ao próprio filho

A surpreendente história da britânica que desenvolveu alergia ao próprio filho foi muito comentada pelos meios de comunicação. Joanne Mackie percebeu que, quando pegava seu bebê no colo, surgiam erupções em sua pele.

A mulher foi diagnosticada com uma doença rara chamada Pemphigoid gestationis, que, em seu caso, se manifestava quando ela mantinha contato físico com o filho. Inicialmente, a mãe precisava envolver os braços com toalhas para poder abraçar o pequeno. Depois, medicamentos e cremes prescritos pelos médicos ajudaram a combater o problema.

Visão incrivelmente aguçada

A alemã Veronica Seider é considerada a pessoa com a visão mais aguçada do mundo. Em 1972, ela entrou para o Livro dos Recordes por sua capacidade de visualizar objetos a uma distância de 1,6 km.

Com isso, podemos dizer que a visão da mulher é 20 vezes melhor que a de uma pessoa comum. É difícil encontrar nas fontes existentes possíveis explicações para essa qualidade de super-herói, o que indica que as capacidades humanas ainda não foram totalmente estudadas pela ciência.

Capacidade de ficar acordado durante meses

Existem pessoas capazes de passar meses, e até anos, sem dormir. Elas têm uma doença genética chamada insônia familiar fatal, e costuma se manifestar durante a puberdade.

Devido à doença, o fazendeiro americano D. Jones passou 3 meses sem dormir. Sua conterrânea, Al Herpin, tinha 90 anos quando dizia que nunca tinha pregado os olhos durante a vida (mas vale ressaltar que não há provas disso).

Infelizmente, a doença ainda não tem cura. O problema é muito raro, e a ciência conhece apenas 40 famílias afetadas por ele.

Habilidade de identificar movimentos, apesar da cegueira

Milena Canning, moradora da Escócia, perdeu a visão depois de adulta após sofrer uma infecção respiratória grave, vários acidentes vasculares cerebrais e entrar em coma. Mas ela identificava o movimento das mãos do médico e era capaz também de reconhecer as cores de objetos grandes em movimento. Além disso, a mulher deixou os médicos impactados ao perceber as gotas de chuva escorrendo pelo vidro da janela e a trança nos cabelos de sua filha em movimento.

Os médicos chegaram à conclusão de que Milena sofria da síndrome de Riddoch, rara doença neurológica que se manifesta pelo transtorno na percepção ótica e pelo campo visual limitado. O estudo sobre as habilidades da paciente confirmou mais uma vez a capacidade de adaptação do cérebro humano.

Sentir as emoções de outras pessoas como se fossem suas

A síndrome de hiperempatia é a capacidade de vivenciar as emoções alheias como se fossem suas. E enquanto a empatia é vista como uma habilidade positiva, os hiperempáticos literalmente se perdem de si mesmos.

Uma paciente foi diagnosticada com hiperempatia após retirar a amígdala cerebelosa, responsável pela formação das emoções. A mulher sofria com convulsões e, portanto, os médicos consideravam que a operação era necessária.

As convulsões acabaram, mas a paciente tornou-se extremamente sensível aos sentimentos das pessoas ao seu redor. Ela é capaz até de dizer o que determinada pessoa estava sentindo apenas observando seus olhos em uma foto.

Para nós, algumas das características descritas acima lembram habilidades dos super-heróis, como uma visão extremamente aguçada. Outras, por outro lado, representam problemas graves. Qual delas é a mais surpreendente para você? Comente!

1---
703