Incrível
Incrível

16 Raras e exóticas frutas que você vai ver pela primeira vez (ficamos com vontade de provar o pacay)

Hoje em dia, algumas frutas que antes eram consideradas exóticas, como a lichia e o durião, já não surpreendem ninguém. Até mesmo as crianças sabem que a primeira tem uma textura gelatinosa e que o segundo possui um cheiro enjoativo. Sobre bananas e kiwis, não temos muito o que acrescentar; elas podem ser encontradas em qualquer supermercado. Contudo, existem muitos outros tipos de frutas que parecem saídos de filmes de ficção científica.

Hoje, o Incrível.club te convida a conhecer algumas das frutas mais exóticas que existem.

1. Buriti

Embora exótico mundo afora, o buriti bem conhecido aqui no Brasil, especialmente no Centro-Oeste — a fruta foi “homenageada” no prédio que abriga o governo do Distrito Federal, que recebeu o nome de Palácio do Buriti. Fisicamente falando, trata-se de uma palmeira muito alta, nativa não só aqui do Brasil, mas também da América Central e de países do norte da América do Sul, como a Venezuela.

A fruta é coberta de escamas que escondem uma polpa suave de cor amarela. Consumido tradicionalmente ao natural, o fruto do buriti pode ser transformado em doces, sucos, vinho, sobremesas, geleias e o seu óleo pode ser aplicado na pele como proteção contra queimaduras do Sol. O buriti apresenta muita vitamina A e é encontrado em muitos produtos cosméticos.

2. Kepel

Essa fruta é apenas encontrada em Java e em outras ilhas da Indonésia (suas árvores não crescem em outros países). O sabor é semelhante ao da manga e a fruta tem cheiro de violeta. O consumo prolongado de kepel pode levar à infertilidade nas mulheres; por isso, desde a antiguidade, a fruta é usada como método anticoncepcional.

3. Caimito

Para experimentar o caimito você vai precisar viajar para a América Central. A casca dessa fruta não é comestível, por isso ela sempre é cortada na metade. Sua polpa é extraída com a ajuda de uma colher. O caimito não é muito doce e o seu sabor é parecido com o da ameixa.

4. Limonia

A limonia cresce na Índia e no Sri Lanka, países onde não é considerada uma fruta rara. Por fora, ela parece um coco cheio de fungos, mas o ruim mesmo é o seu cheiro, que parece misturar uva passa com queijo azul. Além disso, quanto mais forte o aroma, mais madura a fruta está e mais delicioso o seu sabor. Pessoas que já provaram disseram que ela parece um pudim de manga ou de abacaxi. Os habitantes locais a utilizam para fazer sucos. E eles dizem que a fruta é muito boa para a saúde.

5. Jambo-rosa

O jambo-rosa é encontrado nos países do sudeste asiático e na Índia. A fruta não é cultivada para exportação porque a sua casca é muito fina e ela possui muita água, o que inviabiliza grandes trajetos, como acontece com as bananas. A casca do jambo-rosa, também chamado apenas de jambo, esconde uma polpa com um leve sabor de melancia. Quando a fruta é cortada, libera um forte aroma de flores.

6. Nypa

Os frutos de nypa são secos. Essas palmeiras crescem nos rios da região da costa da Ásia, desde o litoral do Índico até o do Pacífico. Com suas folhas, as pessoas constroem telhados e, com seus frutos, são preparadas bebidas alcoólicas. E as frutas podem ser ingeridas. Elas são gelatinosas e um pouco aguadas e costumam ser colocadas em sorvetes.

7. Curuba

A curuba também é conhecida como ’maracujá de banana’. A sua forma e cor fazem com que ela se pareça com uma banana — a casca foi herdada dos cítricos -, mas, por dentro, essa fruta possui uma polpa parecida com a de maracujá. As pessoas que já provaram dizem que ela tem um sabor azedo com toques de banana e laranja.

8. Pacay

O pacay é encontrado na América Central e de alguns países da América do Sul, como o Peru. A casca é verde, a fruta possui sementes pretas e a parte que as pessoas comem é a polpa, branca e bastante doce. O sabor é parecido com algodão doce e a textura é esponjosa. A grande pergunta que fica é: afinal, quem foi a primeira pessoa a experimentar essa fruta tão estranha para descobrir que ela era comestível?

9. Lúcuma

A lúcuma é encontrada no Peru e no Equador. A polpa é seca e é quase impossível comê-la crua. A lúcuma costuma ser triturada e colocada em sorvetes, sucos e batidas. Ela tem um sabor único, que é parecido com o de caramelo. A fruta contém muita vitamina A e glicose e é usada nesses países como base da alimentação infantil.

10. Dacryodes

Pela cor e pelo tamanho, os dacryodes parecem berinjelas. Por dentro, a fruta é verde e a sua consistência é parecida com a da manteiga (ela tem 48% de gordura). A fruta pode ser consumida crua, cozida ou frita. Além disso, também é usada para produzir biocombustíveis.

11. Palmyra (nungu)

A fruta palmyra (nungu) cresce em palmeiras e a parte comestível se esconde no centro de uma noz. As frutas gelatinosas parecem lichias, mas têm um sabor quase imperceptível. Os habitantes da Indonésia costumam usá-las no tratamento de cortes e arranhões.

12. Naranjilla ou lulo

A naranjilla, ou lulo, cresce apenas em alguns países da América Central e aqui da América do Sul — caso do Equador. Por fora, a fruta possui uma casca como um cítrico normal, mas, na verdade, ela é parente do tomate. Por dentro, essa semelhança é revelada.

Ao mesmo tempo, o sabor da naranjilla parece misturar ruibarbo, limão e abacaxi. Os habitantes locais a usam para preparar geleias, vinhos e tortas.

13. Akee

O akee cresce na Jamaica e é considerado uma das frutas mais estranhas do mundo. Essas frutas têm uma massa de toxinas e são proibidas em muitos países. Se consumidas da maneira errada, podem matar.

Para comer o akee é preciso esperar a fruta ficar vermelha e a polpa branca deve ser retirada. As sementes são a sua parte mortal. Na Jamaica, as pessoas fritam o akee e fazem deliciosos pratos com sabor de nozes.

14. Maçãs negras

As maçãs negras são criação dos chineses. A espécie ’diamante negro’ foi obtida por meio de injeções e a planta cresce apenas nas montanhas do Tibete. É intensa radiação ultravioleta que faz a casca ficar ’bronzeada’.

15. Costela-de-adão (Monstera deliciosa)

Talvez você conheça alguém que tenha uma Monstera deliciosa, já que ela é uma planta muito popular. Mas ela também é comestível. No México, as frutas se parecem com uma espiga de milho e o sabor é igual ao do abacaxi.

Mas não é fácil provar a Monstera deliciosa porque ela precisa amadurecer por um ano. Se não estiver madura, ela é perigosa e pode queimar a boca. A fruta contém ácido oxálico, muito usado em produtos de limpeza.

16. Cereja Capulin

O sabor do capulin é parecido com o da cereja. Os habitantes da Jamaica cortam as árvores que estão perto de suas casas porque os morcegos adoram a fruta e fazem a festa durante a noite. Com a fruta, é possível preparar geleias e sucos.

Você gosta de experimentar alimentos exóticos quando viaja? Já comeu alguma das frutas da lista de hoje? Conte nos comentários.

Incrível/Receitas/16 Raras e exóticas frutas que você vai ver pela primeira vez (ficamos com vontade de provar o pacay)
Compartilhar este artigo
Você pode gostar destes artigos