Incrível
Incrível

13 Segredos ocultos da famosa Catedral de Notre Dame, em Paris

A Catedral de Notre Dame em Paris é uma joia arquitetônica do estilo gótico, além de ser um dos locais mais emblemáticos de toda a França. Essa majestosa construção é o lar de muitas histórias e o palco principal do romance de Victor Hugo, Nossa Senhora de Paris (O corcunda de Notre Dame). Se você leu o livro, já esteve em Paris ou simplesmente revisou um guia turístico, pode até dizer que já conhece Notre Dame, mas será que ouviu falar dos detalhes secretos que tornaram essa catedral tão importante historicamente?

E, se vai aproveitar as férias para viajar para esta incrível cidade, não deixe de visitar a catedral.

O Incrível.club juntou os mais impressionantes segredos da famosa catedral, desde o início de sua construção (1163), até o pano de fundo daqueles personagens que pensávamos ser apenas fictícios.

1. O corcunda escultor

Um documento pertencente ao museu Tate Modern, em Londres, revelou um fato impressionante para os fãs do romance de Victor Hugo. Trata-se da autobiografia do escultor Henry Sibson, que foi contratado pelo governo francês para trabalhar na reparação da catedral de Notre Dame. Nesse texto, Sibson relata que, junto com ele, havia outro escultor contratado pelo governo, que era corcunda e solitário. O romance de Victor Hugo foi escrito no mesmo período em que Sibson e o escultor corcunda trabalhavam na catedral. É uma coincidência ou se trata do verdadeiro Quasimodo?

2. Viollet-le-Duc, o apóstolo

O processo de construção da catedral de Paris durou quase dois séculos com a intervenção de muitos arquitetos. Após a Revolução Francesa, a Notre Dame ficou devastada e esquecida e foi então que teve início o processo de restauração pelas mãos de Viollet-le-Duc.

O trabalho de Le-Duc foi criticado porque uma grande parte de sua intervenção vinha de sua visão romântica da Idade Média, mas o fato é que, a partir desse momento, a catedral recuperou o seu esplendor e prestígio. Há muitos elementos curiosos na obra de Viollet-le-Duc, um dos mais interessantes são os apóstolos introduzidos como decoração. Se olharmos de perto, podemos perceber que um desses personagens é o próprio arquiteto observando sua criação.

3. Rosáceas

Outra atração imperdível de Notre Dame é a grande rosácea localizada na fachada norte. Mede 13 metros de diâmetro e contém 80 imagens do Antigo Testamento, dispostas em torno da imagem central da virgem.

Enquanto isso, no extremo oposto, há uma rosácea com a imagem do Cristo do Apocalipse, que foi acrescentada por Viollet-le-Duc durante a restauração.

4. O galo das relíquias

Na parte central da catedral, foi instalada uma enorme torre adornada na ponta por um galo, símbolo do país dos gauleses. Não só o galo é, em si, um detalhe muito curioso, mas a Catedral também contém três relíquias: uma de Saint Denis, uma de Saint Genevieve e uma parte da coroa de espinhos de Cristo.

5. Altura gótica

A arquitetura gótica é caracterizada por seus longos arcos pontiagudos, elemento usado para os cristãos se sentirem mais próximos de Deus. Foi o bispo Mauricio de Sully que teve a ambição de criar a maior igreja da época. Como resultado, a nave principal de Notre Dame foi erguida com 33 metros de altura e com capacidade para 9 mil pessoas.

6. Telhado de madeira de castanheiro

Os enormes arcos do edifício principal terminam com um impressionante telhado de madeira. Essa cobertura peculiar foi feita com mais de 1.300 madeiras de castanheiros, ou seja, cerca de 24 hectares de floresta.

7. O grande sino

Emmanuel é o nome do grande sino de Notre Dame. Pesa 13 toneladas e foi restaurado no século XVII. Para conhecê-lo, você deve ir até a torre da direita, onde vai vê-lo no ponto mais alto.

8. Um vampiro na torre

Outro elemento adicionado por Viollet-le-Duc foram as quimeras e gárgulas. A mais famosa é uma estige, algo como um vampiro na mitologia romana.

9. Festa do Burro

Hoje em dia é difícil imaginar uma festa semelhante, no entanto, na Idade Média, dentro desse edifício religioso era celebrado um ritual com jumentos. Todos os dias 26 de dezembro, um homem disfarçado de bispo montava um burro e cavalgava pelo interior da catedral. Centenas de pessoas vestidas de fantasias dançavam e cantavam ao seu lado. Você consegue imaginar algo assim? Hoje vemos apenas desfiles de turistas fotografando sem parar.

10. Ocupa o terceiro lugar em tamanho

Embora este trabalho seja considerado a representação mais importante do gótico, Notre Dame, com seus 90 metros de altura, está longe de ser a maior catedral gótica do mundo. A maior delas fica em Ulm, na Alemanha (161,5 metros de altura), e a segunda, em Colônia, também na Alemanha. A título de curiosidade, a Catedral da Sé, em São Paulo (em estilo neo-gótico) também é mais alta: tem 100 metros e é uma das cinco mais altas do mundo nesse estilo.

11. Île de la Cité (Ilha da Cidade)

Após as reformas realizadas por Viollet-le-Duc, a grande catedral de Paris recuperou sua importância. Esse renascimento também fez com que fosse incluída no plano urbano do Barão de Haussmann. Sob a autorização de Napoleão III, Haussmann demoliu inúmeras casas e edifícios que obstruíam a vista da catedral. Foi assim que surgiu uma nova praça em frente à fachada principal.

12. As abelhas da sacristia

Em 2013, um apicultor doou uma colmeia de abelhas para a catedral. Os administradores, gratos por esse presente, decidiram colocá-la no telhado da sacristia, no lado sul do edifício. Na sua próxima visita, não se esqueça de visitar o telhado.

13. O marco zero

No centro da praça principal de Notre Dame fica um círculo integrado ao pavimento, dividido em quatro partes, que nos fazem lembrar uma bússola. Sobre ele você pode ler: “Marco zero das rotas da França”, já que é dali que as distâncias do país são contabilizadas. Se parar dentro desse círculo, pode ter certeza de que está no centro exato da cidade de Paris e no marco zero de toda a França.

Agora sim você já é um especialista da majestosa catedral. Mas por acaso você tinha notado algum desses detalhes secretos antes?

Incrível/Design/13 Segredos ocultos da famosa Catedral de Notre Dame, em Paris
Compartilhar este artigo
Você pode gostar destes artigos