Mistério do mar: A sereia de Papua-Nova Guiné que intrigou os cientistas

Animais
há 3 meses

Mitos e realidade colidem de maneira surpreendente nas praias de Papua-Nova Guiné. Imagine uma criatura que lembra muito as sereias que você já viu nos contos de fadas. Envolvida em mistério, essa aparição “mágica” logo se tornou o centro das atenções. Essa história começa com um intrigante enigma e cientistas que enfrentam um desafio inédito. Qual seria a conclusão dos especialistas?

A descoberta que parou uma ilha

Uma criatura estranha, que em nada lembra a doce Ariel, foi supostamente encontrada nas praias de Papua-Nova Guiné. Esse misterioso “ser” deixou os especialistas em náutica perplexos e em busca de respostas. Antes que uma amostra de DNA pudesse ser coletada, os habitantes locais, apaixonados por mitos, a enterraram rapidamente em uma área remota. Os cientistas tiveram que confiar em uma série de imagens capturadas no local, originalmente divulgadas em uma postagem no Facebook.

Globster: o mistério oceânico

Embora a ideia de uma princesa da Disney surgindo na vida real seja certamente a explicação mais interessante, a misteriosa massa branca é, por definição, considerada um “globster”. O termo “globster” é usado para descrever massas de carne marinha que às vezes são encontradas em praias em vários estados de decomposição. Helene Marsh, cientista ambiental, acredita que esse amontoado sem vida seja um animal morto, e não uma pessoa. “Dito isso, é apenas um palpite”, acrescentou Marsh.

Outra especialista em mamíferos marinhos, Sascha Hooker, afirmou que “parece ser um cetáceo muito decomposto”, referindo-se aos grandes mamíferos, como baleias ou golfinhos, conhecidos por ficarem brancos como fantasmas quando falecem.

Sereia não, peixe-mulher!

Por outro lado, Erich Hoyt, um pesquisador da Whale and Dolphin Conservation no Reino Unido, não descarta a possibilidade de que seja um dugongo, ou peixe-boi. Ele tem certeza de que o que foi encontrado “está morto há semanas.” Coincidentemente (ou não), a fêmea do peixe-boi é chamada peixe-mulher.

Gregory Skomal, um biólogo marinho, identificou o que “parece ser uma traqueia” no mistério marítimo. Essa descoberta anatômica descartou sua primeira suposição. “Inicialmente, estava pensando em um grande tubarão, mas agora que passei bastante tempo analisando isso, estou mais inclinado a acreditar que seja um cetáceo devido à forma da cauda e à posição das barbatanas.”

Desvendando o segredo da ilha

Jens Currie, o cientista-chefe da Pacific Whale Foundation no Havaí, também acrescentou que “a quantidade de gordura indica claramente um mamífero marinho, e não um tubarão.” Tanto os dugongos quanto os peixes-boi e os cetáceos são mamíferos aquáticos. Esse mistério está longe de ser resolvido, mas uma coisa é certa: o oceano ainda guarda segredos que desafiam até mesmo os mais experientes cientistas.

Volta e meia encontramos relatos na internet de animais estranhos encontrados que deixam a muitos intrigados. Nós mesmos já demos vários exemplos como uma bola de carne coberta de penas e enormes vermes com um formato proibido para menores.

Comentários

Receber notificações
Sorte sua! Este tópico está vazio, o que significa que você poderá ser o primeiro a comentar. Vá em frente!

Artigos relacionados