Interesses dos membros da família real que quase ninguém conhece

Famosos
há 11 meses

Em 2017, a Rainha Elizabeth II, de 92 anos, comemorou quase 300 reuniões oficiais. Seu marido, o príncipe Philip, Duque de Edimburgo, foi a 22.219 eventos desde 1952. Esses números são realmente impressionantes, mas o mais incrível é que mesmo com uma agenda tão apertada, os membros da família real também têm muitos passatempos.

Você conseguiria adivinhar quem da família é o presidente de vários clubes de columbicultura — criação de pombos-correio? Ou qual deles é fotógrafo profissional?

Hoje, vamos mostrar alguns aspectos da vida da monarquia britânica que muito provavelmente você não conhece. Veja o que eles costumam fazer e quais são as suas paixões.

Charles, o príncipe de Gales

Durante muitos anos, o Príncipe Charles realizou muitas atividades. O filho mais velho da rainha tem uma enorme coleção de quadros que ele mesmo pintou. O herdeiro da coroa gosta de jogar polo, é autor de livros de arquitetura, jardinagem e pintura. Além disso, escreve roteiros para documentários sobre Ecologia. Na lista de conquistas pessoais, está a autoria do livro infantil The Old Man of Lochnagar. Não obstante, a principal paixão dele é a jardinagem orgânica.

Os jardins de Charles são mais do que um esconderijo da rotina, representam uma filosofia de vida. O mais curioso é que quando ele começou a cultivar o seu jardim, em Highgrove, o público britânico recebeu a notícia com muita ironia. Hoje, quase 30 anos depois, o herdeiro do trono é reconhecido como autoridade indiscutível no assunto.

William, o duque de Cambridge

Não é segredo para ninguém que o Príncipe William trabalhou durante alguns anos como piloto do serviço de ambulância em Norfolk. Além do amor por helicópteros, o futuro rei da Inglaterra tem uma fraqueza por televisão, e sua série favorita é Downton Abbey, sobre a aristocracia britânica. Mas a sua grande paixão é o esporte.

Durante muitos anos, o neto da Rainha Elizabeth II participou de competições de remo, equitação, hockey, tênis e esqui, além de campeonatos de polo, um esporte de elite que combina elementos de hockey e equitação. Em 2006, William virou presidente da Associação de Futebol da Inglaterra. Ele é um esportista ativo, um fã do Birmingham Football Club e luta para atrair o maior número de crianças possível para o esporte.

Kate Middleton, a duquesa de Cambridge

Todos os dias os jornais britânicos publicam fotos dos monarcas, mas as fotos tiradas por Kate Middleton têm uma reputação especial. Suas fotos familiares já apareceram em muitos meios de comunicação em outros países. Ela estuda fotografia desde 2008 e faz ótimos registros do dia a dia dos filhos.

O entusiasmo de Kate é sempre muito elogiado pela Royal Photographic Society (RPS), que reconheceu o seu talento como fotógrafa.

Harry, o duque de Sussex

O Príncipe Harry, assim como seu irmão mais velho, adora esportes, principalmente polo e rugby. Mas, diferentemente do irmão, ele dedicou muito tempo também a obras de caridade. Depois de se formar na Eton College, então com 19 anos, ele foi para a África para ver como viviam os órfãos em Lesotho. A situação crítica fez Harry gravar um documentário e ele decidiu fundar uma organização beneficente que apoia crianças soropositivas. Hoje em dia, o príncipe trabalha difundindo informação sobre o HIV e a AIDS em muitos países.

É importante mencionar que, antes do seu casamento, Harry e sua noiva, Meghan Markle, pediram aos convidados que, ao invés de presentes, fizessem doações para organizações beneficentes. O casal indicou 7 fundações para isso.

Meghan, a duquesa de Sussex

Muitos estudantes universitários, além de estudar, precisam trabalhar para ganhar algum dinheiro. Quando estudava na Universidade Northwestern, em Chicago (EUA), Meghan Markle não foi uma exceção. Para conseguir pagar as contas, a futura duquesa de Sussex aprendeu caligrafia e usou seu conhecimento na arte e no ensino de outras pessoas.

Muito antes de seu encontro com o Príncipe Harry, Meghan trabalhou na Paper Source, uma pequena loja especializada na venda de papel decorativo e material de escritório. Seu trabalho principal era criar convites para eventos especiais. Em 2005, ela fez convites de casamento para Robin Thicke e Paula Patton.

Philip, o duque de Edimburgo

O marido da rainha sempre teve muitas paixões, entre elas a linoleogravura, a pintura de paisagens, a pesca, o design, a restauração e até mesmo a criação de joias. Ele deu de presente para a esposa uma joia que ele mesmo criou para o quinto aniversário de casamento.

Até há algum tempo, ele frequentemente jogava polo e participava de corridas em carruagens puxadas por cavalos. O esporte, aliás, ficou popular graças a ele. Durante toda a sua vida, Philip gostou de iates.

Outra paixão são os aviões: no começo dos anos 50, ele obteve brevê de piloto e quando fez 70 anos já acumulara 5 mil horas de voo.

A Rainha Elizabeth II

A última da nossa lista é também a mais importante: a rainha. O seu principal hobby é a criação de cavalos de corrida. Segundo especialistas, essa paixão a fez acumular mais de 9 milhões de dólares nos últimos anos. Além disso, a rainha é presidente de vários clubes de columbicultura — a criação de pombos-correio. Ela tem mais de 200 pombas que vivem em um espaço construído especialmente para elas, a um custo estimado de 60 mil dólares.

Entre seus interesses estão também seus cachorros (são famosos seus corgis), a fotografia e, claro, as viagens. A Rainha Elizabeth II viaja muito dentro e fora da Grã Bretanha. Ela já fez mais de 325 viagens e conheceu 130 países.

Se você fosse membro da família real, que hobby escolheria?

Imagem de capa eastnews, eastnews

Comentários

Receber notificações
Sorte sua! Este tópico está vazio, o que significa que você poderá ser o primeiro a comentar. Vá em frente!

Artigos relacionados