7 Razões que nos fazem admirar ainda mais Mauricio de Sousa, o pai da Turma da Mônica

Gente
há 11 meses

Que Mauricio de Sousa tem um talento imenso para desenhar, contar suas histórias e conseguiu construir um império de aventuras com seus personagens, a gente já sabe. Entretanto, se você soubesse que existem motivos extras para admirar o pai da Turma da Mônica, você certamente entenderia o enorme carisma e inteligência desse brasileiro. É por isso que reunimos alguns fatos sobre o desenhista que poderão te fazer gostar ainda mais dele e de seu trabalho. Leia até o final e confira o bônus especial que preparamos para você!

1. É tão criativo que já foi trabalhar fantasiado

Muitos anos antes de se tornar famoso pela Turma da Mônica, Mauricio estava em São Paulo, procurando emprego como desenhista na Folha da Manhã. O editor disse a ele que não conseguiria o emprego, pois desenho não dava futuro e dinheiro para ninguém. Ao sair da sala, um jornalista o viu com um ar de tristeza e lhe ofereceu um trabalho de copidesque na redação do jornal. Depois de um tempo, ele começou a trabalhar como repórter policial do periódico.

Foi aí que teve a ideia de comprar uma capa e um chapéu de detetive americano, bem no estilo Dick Tracy, e ia trabalhar assim, caracterizado como o personagem. Para relembrar essa fase da vida, em 2019, Mauricio se vestiu da mesma forma, em uma festa de final de ano, ao lado de sua esposa Alice.

2. É simpático com o público e adora dar autógrafos

Ele adora ser assediado pelos fãs e ama tirar foto, dar autógrafo, conversar e contar histórias. É o que conta o filho Mauro Sousa. Na Bienal do Livro em São Paulo, em 2016, o desenhista foi tietado por fãs mirins que gritavam ’’eu te amo’’. Para ele, o segredo desse sucesso após várias gerações é se informar sobre o que está acontecendo e nunca ficar parado no tempo. É por isso que a Turma da Mônica segue tão atual.

3. Se permite viver o amor

Mauricio se casou três vezes e assim formou uma enorme família, com dez filhos. O primeiro casamento ocorreu com Marilene Sousa, mãe dos filhos Mariângela, Mônica, Magali e Mauricio Spada. O casamento durou 12 anos e Marilene faleceu em 2011. Seu segundo casamento foi com Vera Lúcia Signorelli. Eles tiveram as gêmeas Vanda e Valéria.

Mauricio conheceu a esposa Alice quando foi ao Japão para contratar um desenhista para trabalhar com ele. Os dois se apaixonaram e se casaram. Dessa união, nasceram Marina, Mauro e Mauricio Takeda. Marcelo de Sousa é filho de outro relacionamento do cartunista.

4. Ficou viúvo com duas filhas pequenas, mas encontrou forças para recomeçar

Muitos anos antes de conhecer e se casar com Alice, Mauricio se casou com Vera. Eles viveram momentos inesquecíveis em Veneza. O casal ganhou estadia no melhor hotel, tudo pago pelo grande desenhista Hugo Pratt, já que Mauricio estava na Itália para receber uma premiação. Após voltarem para o Brasil, Vera sofreu um acidente de carro e não resistiu.

Mauricio e as filhas passaram por um triste período. Depois disso, a família toda se mudou para Campinas; foram para um bairro chamado Cambuí. Justamente esse bairro o inspirou a compor o principal cenário da Turma da Mônica, o bairro do Limoeiro.

5. Seus personagens existem na vida real

Seus filhos também estão no gibi. Foram pelo menos sete personagens feitos à semelhança de seus pequenos rebentos, como Mônica, Magali, Nimbus, inspirado em Mauro Takeda, e Do Contra, inspirado em Mauricio Takeda, ambos filhos do casamento com Alice. Mauricio também já disse que está em cada um dos personagens.

O Cebolinha também existe de carne e osso, assim como o Cascão, o amiguinho sujo, que não gostava de tomar banho. Já Cebolinha é, na verdade, o Cebolão, amigo de infância de Mauricio, que tinha cabelo espetadinho e trocava o “R” pelo “L”. O personagem Louco, também dos quadrinhos e interpretado por Rodrigo Santoro no filme Turma da Mônica: Laços, foi inspirado no desenhista Sidnei Salustre, que trabalha há anos com Mauricio. Bacana, não?!

6. A avó não queria ver ele pintado nem de ouro, mas depois criaram uma relação muito especial

Mauricio foi criado no interior de São Paulo, em Mogi das Cruzes. Lá, era o espaço onde ele brincava e vivenciava várias histórias reais de criatividade e arte. Foi na infância que recebeu incentivo dos pais para desenhar. O pai era radialista e escritor, e a mãe, poetisa, que lhe apresentou o mundo dos gibis.

A avó Dita, que era contra o casamento do pai de Mauricio com sua mãe, dizia por todos os cantos que não queria saber de conhecer o garoto. Mas, um dia, eles se encontram e não se desgrudam mais. Foi com a avó que ele aprendeu a arte de contar histórias. Ela era analfabeta, mas, segundo Mauricio, conhecia os mais diversos folclores mundiais. Todas as noites ela contava historinhas de terror para o neto.

7. Amizade, carinho e respeito pelo Japão e sua cultura

Mauricio construiu uma relação de amizade com o pai do mangá, o desenhista Osamu Tezuka, criador de sucessos como Astroboy, A Princesa e o CalaveiroKimba, o Leão Branco. Os dois se conheceram nos anos 80 e até chegaram a combinar uma colaboração, em que ambos desenhariam juntos, mas isso não ocorreu, já que Osamu Tezuka faleceu. A amizade entre as famílias, no entanto, permaneceu, assim como a admiração.

No Japão, bem como em outras partes do mundo, o trabalho de Mauricio também é conhecido. Pequenos brasileiros recebem gibis do cartunista ao chegarem ao país. Na história, a Turma da Mônica se muda para o Japão e convive com novos costumes, rotina da escola e idioma. Mauricio considera que pegou a referência japonesa, uniu às suas vivências e criou o mangá tupiniquim que se apresenta na Turma da Mônica Jovem. Ele tem uma grande admiração pela cultura japonesa.

Bônus: personagens que marcaram e continuam marcando nossas vidas

Fãs e admiradores de Mauricio e suas obras são bastante sinceros sobre como o pai da Turma da Mônica tem uma importância em suas vidas. E isso é válido para todas as idades. Acompanhe os relatos!

’’Meu irmão conhece o filho caçula do Mauricio de Sousa e conseguiu esse autógrafo para mim em 2017! O Mauricio fez questão de pedir para o filho perguntar ao meu irmão qual o meu personagem favorito.’’

’’Os pais da minha esposa tinham uma pequena chácara do lado da chácara do Mauricio, e dizem que ele era sempre muito simpático. Doava brinquedos para a quermesse da igreja do bairro, que, diga-se, é bem humilde até hoje. Eu me motivei a aprender a ler com os quadrinhos da Turma da Mônica. Ele realmente parece ser o que aparenta na mídia." © IamnottheJoe/ Reddit

Comentários

Receber notificações

Eu amo o Maurício de Souza e a turma da Mônica, fez parte da minha infância, felizmente minha filha tb gosta ❤️

-
-
Resposta

Também amo a turma da Mônica! Chorei assistindo ao Lições, de tão lindinho e fiel aos gibis que ele é. Quando crianças, me aliviava saber que o Cebolinha tinha a mesma dificuldade de fala que eu, embora eu me comportasse mais como a Mônica. Amo o Cebolinha até hoje! Que fofinho!

-
-
Resposta

Me digam, como não AMAR, MAURICIO DE SOUZA, e seus personagens...MAURICIO DE SOUZA, nosso WALT DISNEY brasileiro...TE AMO MAURICIO...TE AMO

-
-
Resposta

Artigos relacionados