15+ Relatos de internautas que exemplificam o que é ser mão de vaca

Histórias
há 1 mês

Há uma categoria de pessoas a quem você não pode pedir nada, pois elas vão querer te vender e por ainda mais caro do que compraram. Tais pessoas estão prontas para manter um relacionamento com alguém que trabalha em salão de beleza apenas para cortar o cabelo de graça ou para enganar os outros descaradamente só para lucrar.

  • Estou em um relacionamento há cinco anos. Meu namorado é uma pessoa difícil, tudo depende do humor dele. Estávamos discutindo sobre ter filhos, e ele disse que estava pronto para ser pai, mas que deveríamos firmar um contrato: caso nos separássemos, ele pagaria pensão de 490 dólares. Vale notar que ele recebe quase três mil dólares agora. Nosso orçamento é dividido, eu nunca peço a ele dinheiro e poderia sustentar uma criança sozinha, mas fiquei desesperada ao ouvir essas palavras. © Overheard / Ideer
  • Quando eu tinha uns 7 ou 8 anos, minha família tinha bastante dificuldade financeira. Não tínhamos dinheiro até para os produtos mais básicos. Apenas o meu padrasto trabalhava, minha mãe estava de licença-maternidade após dar à luz meu irmão. Meu padrasto guardava o salário para si, e se minha mãe pedisse dinheiro para comprar comida para as crianças, ele fazia sempre um escândalo, criando mil justificativas, como «Nós já comemos no restaurante, e você quer sempre mais», e coisas do tipo. Após 20 anos, quando vou visitá-los, levo presente e guloseimas apenas para minha mãe e meu irmão, e comemos juntos escondidos do meu padrasto. © Overheard / Ideer
  • Após o nascimento da minha filha, quando ela ainda era pequena, sobraram muitas roupas novas que não foram usadas, ainda com a etiqueta da loja. Decidimos enviar essas roupinhas para uma parente que mora no interior, pedindo para ela doar para um centro de ajuda aos necessitados. Bem, em vez disso, essa mulher doida vendeu as roupas pela internet. © koctec7 / Pikabu
  • Comprei um novo armário e dei o antigo para um casal que conheço que tem uma criança. O estado do móvel estava bom. Bem, certamente eles aceitaram minha oferta e disseram que passariam aqui para buscar o armário no dia seguinte de manhã. Hora do almoço, ninguém. Liguei e perguntei: «Onde vocês estão?» A respondeu levou meu queixo ao chão: «Calculamos que para chamar um caminhão, gastaríamos 70 dólares. Então quando você puder nos enviar o dinheiro, fazemos o pedido». Mandei eles para um lugar pouco agradável educadamente e pus um anúncio em um chat de compra e venda aqui do bairro por um valor simbólico. Vieram buscar no mesmo dia. © Vmeilru / Pikabu
  • Meu sogro costumava vasculhar latas de lixo perto de lojas de autopeças em busca de garrafas vazias de óleo de motor. Ele as juntava e depois drenava cada gota de cada uma. Acho que ele deve ter economizado uns 250 ml de óleo de motor em sua vida inteira. © marycartlizer / Reddit
  • Tivemos de comprar um novo vaso sanitário, e deixamos o velho no hall de entrada do prédio, mas embaixo das escadas para não atrapalhar ninguém. Não havia ninguém para nos ajudar a tirar dali. O vaso ficou lá uns três meses, e os vizinhos e a síndica do prédio reclamaram bastante, mas sem motivo. Bem, finalmente encontramos pessoas para ajudar, dei um dinheirinho, e o pessoal removeu o vaso de lá. Eles limparam a área depois de quebrar tudo e pôr em sacolas apropriados. Então, minha vizinha do 4º andar saiu gritando que esse vaso era dela, que ela estava esperando para o levar para sua casa no interior. E exigindo que fosse reembolsada. Que doida. © Yalina / Pikabu
  • Adiei a separação com minha ex-namorada porque ela trabalhava como cabeleireira e eu não queria pagar por um corte de cabelo. Tenho orgulho disso? Não. Tive alguns cortes de cabelo excelentes de graça? Sim. © Alexander Porter / Quora
  • Certa vez meu pai me buscou da escola no seu novo carro esportivo, passeamos pelo bairro, ele me deixou em casa, e seguiu dirigindo. Quando entrei em casa, estavam minha mãe e meu irmão mais novo em lágrimas. O que descobri foi que meu pai havia recebido uma promoção no trabalho e, no auge da euforia, decidiu deixar a nossa família. Ele estava planejando isso há bastante tempo, pois teve tempo não só de comprar um carro novo e um apartamento, mas também de levar todas as suas coisas sem ninguém perceber. Minha mãe era dona de casa, foi uma catástrofe financeira. Por vezes eu poderia comer apenas uma vez por dia. Após algum tempo, minha mãe conseguiu ganhar direito à pensão, e as coisas finalmente melhoraram. Mas até hoje não consigo entender a ganância monumental do meu pai: ele estava nadando em dinheiro, enquanto suas crianças passavam fome, e ele nem ligava. © Sara Kopper / Quora
  • Criei um anúncio on-line de que estava vendendo restos de cremes luxuosos, mas que haviam passado da data de validade. Não esperei muita coisa, mas vai que alguém estaria interessado. Entre as pessoas que me escreveram, uma garota chamou minha atenção: era maquiadora. Ela queria os frascos de produtos caros onde colocaria cremes mais baratos para enganar seus clientes. Nossa, que terrível. © Overheard / Ideer
  • Em um evento formal, minha esposa e eu estávamos sentados à mesa com meu chefe, colegas e outros cônjuges. No fim da noite, a esposa do meu chefe teve a coragem de pegar um pão inteiro que sobrou na mesa e o colocar na bolsa. Antes de ir embora, ela voltou e pegou o buquê de flores na entrada do salão. Deu muita vergonha. © Moag14 / Reddit
  • Eu tinha uma amiga na faculdade que alugava um apartamento junto do namorado. Nos primeiros meses, eles pagavam o aluguel com a bolsa que recebiam e os bicos de trabalho. Depois, o namorado disse a ela: «O que você acha de eu comprar este apartamento para nós? Junto o meu salário e, enquanto isso, vivemos com o seu». Minha amiga gostava muito do rapaz, então aceitou e começou a bancar tudo. Por fim, ele juntou o suficiente, conseguiu comprar o apartamento e mandou minha amiga para fora. Sim, o amor acabou e pronto. O mais importante é que, durante todo esse tempo, ela pagou por comida, saúde, roupas e contas dele. Que tristeza. © Natalee Yusupova / Facebook
  • O marido da minha amiga a deixou. No dia seguinte, estávamos tomando chá quando a sogra dela apareceu. A senhora disse que havia dado um bule de chá a eles, e que o filho havia esquecido de buscar. O bule, vimos na internet, custava centavos no mercado. E ela ainda foi buscar o bule. © Yulia Komarova / Facebook
  • Certa vez, saí com uma garota para um restaurante, tivemos um excelente jantar, a garçonete foi extremamente profissional, por isso deixei uma gorjeta de 30 dólares. Bem, minha acompanhante perguntou se eu não estava exagerando, mas o dinheiro é meu, e a decisão também, pois. Quando nos preparávamos para ir embora, ela voltou à mesa — sob o pretexto de ter esquecido algo — cavucou na conta e depois enfiou algo na bolsa. Achei estranho, fui lá conferir, abri a conta e a gorjeta não estava lá! Fiquei em choque! Pedi para devolver, mas primeiro ela mentiu dizendo que não tinha pegado nada, só depois devolveu. Fomos embora, e esse foi o nosso último encontro. Jon Mixon / Quora
  • Eu celebrava o Natal com minha família. Minha tia super-rica comprou um anel lindo para minha avó. Minha avó abriu o presente e ficou sem reação com a beleza da joia, ela amou. Então, minha tia levantou e disse a todos: «Quero esclarecer as coisas: quando mamãe passar desta para melhor, o anel ficará para minha filha!» O silêncio era tortuoso e muito desconfortável. © edgarpickle / Reddit
  • Eu tinha um «amigo» que chefiava um departamento fiscal, e eu era professora. Ele veio à minha casa uma vez tomar chá, mas os tempos eram difíceis, eu não tinha nem chá nem café em casa. O rapaz ficou sentido e, na próxima vez que veio me visitar, trouxe um conjunto de chá completo lindo. Porém, quando eu decidi não continuar a «amizade», esse cavalheiro no cavalo branco começou a listar tudo o que havia me dado de presente e queria de volta, incluindo os frascos com resto de perfume. Mas quando ele mencionou o cachorrinho de brinquedo, que andava e latia, mandei ele imediatamente para fora da minha casa. Cachorros, mesmo os de brinquedo, não são reembolsados. © Olga Balashevich / ADME
  • Meu amigo me contou o seguinte. O diretor genial dele decidiu criar uma festinha na cantina do trabalho para presentear as mulheres no Dia Internacional da Mulher. E ele queria ainda um músico, que soubesse tocar música ao vivo e, de preferência, cantar. O pagamento, contudo: comida durante o evento, com ida e volta incluída. O cara teve a coragem de dizer isso: «Vai ser no máximo por umas duas horas, e a gente dá comida a ele!» © Sashataran / Pikabu
  • Os sogros da minha amiga são incrivelmente mesquinhas. A sogra trabalhou 10 anos em um hospital infantil, e a família inteira dela se alimentava da comida de lá. A mulher levava para casa tudo o que as crianças não comiam no hospital, até os últimos pedaços de carne e restos de sopa. O marido dela ainda trabalhava na época e recebia um salário decente. Mas tudo o que eles comiam era isso. Eles davam de presentes para os netinhos um biscoito ou uma maçã, que também vinham de lá, do hospital. © Natalia Isachenko / Facebook
  • Meu namorado é muito atencioso, mas é egoísta. Em restaurantes, eu pago a conta por nós dois, compro produtos de mercado, e ele só precisa comer. É claro, ele pode comprar uma coisa ou outra, mas ele faz isso com uma cara de que me comprou um casaco luxuoso. Em viagens, tenho de pagar pela gasolina porque, senão, coitado, ele vai falir se pagar 60 km de combustível. E se estivermos no meu carro, quem paga pela gasolina sou, é claro, o carro é meu, não é? Por fora, ele parece um cara simpático e fofo, que me protege de todo o mal, mas na realidade, é mesquinha. Fico com pena de o largar, ele diz que me ama muito. © Overheard / Ideer

Caso pense que esses casos são isolados e não ocorrem com tanta frequência, confira esta lista de usuários que se depararam com pessoas que não gostam de dividir nem gastar dinheiro.

Imagem de capa Vmeilru / Pikabu

Comentários

Receber notificações
Sorte sua! Este tópico está vazio, o que significa que você poderá ser o primeiro a comentar. Vá em frente!

Artigos relacionados