Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Na China não é fácil se divorciar. Um casal só pode fazer isso se falhar em um teste bem especifico

De acordo com as estatísticas mais recentes, na Europa a cada mil pessoas ocorrem 1,9 divórcios. Na China, o índice cai, mas não muito: são 1,8 divórcios por mil habitantes.

Entre outros motivos e por causa dessa triste tendência, na província chinesa de Sichuan, os casais não podem se divorciar sem falhar no exame do juiz Wang Shiyu.

No Incrível.club explicamos como é esse teste e por que, em geral, essa idéia não é tão boa quanto parece.

Teste para o divórcio

Nenhum homem ou mulher que queira terminar um casamento pode fazê-lo sem o consentimento do segundo cônjuge. Mas antes de finalmente acabar com o casamento, na China o casal deve se submeter a um exame. Os casais respondem a perguntas do teste em diferentes salas, independentemente um do outro.

A pontuação máxima no teste é de 100 pontos. No entanto, esse resultado não ajudaria a obter o que eles querem. Para poder se divorciar, o casal deve obter menos de 60 pontos. Somente nesse caso o juiz aprovará a decisão.

Quais são os tipos de perguntas

Este teste tem diferentes formatos de perguntas: afirmações que você deve aceitar ou negar, questões que deve responder brevemente e as tarefas nas quais deve escolher uma das variáveis oferecidas.

Mas, em geral, todas as questões do teste podem ser divididas em tipos padrão ou subjetivos.

Na primeira categoria apareceria esse tipo de pergunta:

  • Quando é o aniversário do seu casamento?
  • Data de nascimento de seu marido/esposa, crianças.
  • A refeição favorita do seu filho/filha.
  • Você divide as tarefas domésticas com seu parceiro?

A segunda categoria poderia incluir estas questões:

  • Quando foi a última vez que vocês conversaram a sós?
  • Com que frequência fazem viagens familiares?
  • Qual é o maior desacordo na sua família?
  • Qual é a responsabilidade do seu esposo/a na família?

Desvantagens

A prova para o divórcio, de acordo com o juiz, ajuda a ver os problemas do casamento e, depois de se acalmar, o casal pode conversar. Como resultado, os dois podem encontrar um motivo positivo e se reconciliar. Isso é o que Shiyu procura.

No entanto, esse sistema também tem suas desvantagens. A primeira delas é a distorção da informação, para obter um divórcio. No entanto, o juiz assegura que, para tomar a decisão final, baseia-se não apenas nos resultados do teste, mas também nas informações adicionais que eles precisam confirmar.

A segunda desvantagem é que o juiz não é psicólogo. Faz esses testes sem consultar um especialista em relacionamento, como deveria ser.

Mesmo assim, há exempos de casais que passaram no teste. Em um deles, por exemplo, o marido ganhou 80 pontos e a mulher, 86. Então, o juiz Shiyu decidiu que a família merece a segunda chance e não os divorciou.

Ilustradora Natalia Breeva exclusivo para Incrível.club