Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

O antes e o depois de 15 artistas mexicanos muito famosos nos anos 1990

3--4
11k

Nós ouvíamos os seus sucessos nos anos 1990, eles apareciam nos programas de televisão, e até participavam de novelas. Nas rádios e nas festas, sempre tocavam suas músicas — os hits do momento — que queríamos ouvir a toda hora. Mas os anos 1990 acabaram e muitos dos artistas mexicanos que adorávamos ouvir deixaram os palcos. No entanto, para a nossa sorte, alguns continuaram ativos.

O Incrível.club pesquisou os sucessos da época e quer compartilhar com você o que aconteceu com 15 artistas cujos hits eram cantados em todo o México.

1. Sentidos Opuestos

Sentidos Opuestos foi uma dupla mexicana de cantores pop, composta por Alessandra Rosaldo e Chacho Gaytán, que esteve muito na moda no final dos anos 1990 e no início dos anos 2000. O hit Fiesta foi um dos mais ouvidos em todo o país, principalmente quando a canção foi adaptada para ser a abertura da novela Sonhadoras. Sentidos Opuestos se desfez, mas Alessandra continuou sua carreira solo, enquanto Chacho continua trabalhando para emissoras de televisão do México.

2. Ivonne Avilez

Ivonne Avilez tinha apenas 10 anos quando se tornou um fenômeno musical no México com a sua música Piquito de pollo. Não havia festa infantil ou estação de rádio em que a canção não fosse tocada, e era tão popular que o single conseguiu vender mais de 100 mil cópias. Hoje, Ivonne, com 30 e poucos anos, continua se dedicando à indústria da música, mas como vocalista do Grupo Estela; ela também possui um canal pessoal no YouTube, no qual conta suas histórias e experiências.

3. Kabah

Kabah surgiu em 1992 e rapidamente se tornou um dos mais importantes grupos de música pop do México. O estilo eclético dos integrantes e suas personalidades atraíram a grande maioria dos adolescentes daquela época. Durante os anos mais bem-sucedidos da sua produção musical, lançaram hits como: Vive, Al pasar Mai Mai; mas, sem dúvida, a mais popular era La calle de las sirenas. O grupo Kabah após uma pausa, voltou aos palcos em 2014, e continua fazendo shows ao lado de seus contemporâneos OV7.

4. OV7

O grupo OV7, como hoje é conhecido, chamava-se “La Onda Vaselina”. Esse grupo surgiu em 1989 e era composto por 12 crianças, entre 8 e 12 anos de idade. No início, apenas cantavam versões de músicas populares dos anos 1950 e 1960. Nos anos 1990, e com os integrantes já em uma idade mais madura, lançaram hits como Mírame a los ojos, Un pie tras otro pie, Te quiero tanto, Tanto y tus besos e a famosa Vuela más alto, que tocavam em todos os lugares. Em 2000, também tiveram músicas no topo das paradas de sucesso das estações de rádio, como EnloquécemeShabadabada. Mas, em 2003, o grupo decidiu se separar para abrir caminho para projetos individuais. No entanto, os integrantes se reuniram em 2010 para fazer uma turnê com seus melhores hits. O OV7 ainda está ativo e fazendo shows com outros grupos de sucesso dos anos 1990.

5. Maná

Com suas canções reproduzidas em bares, karaokês e até em boates, o Maná foi uma das bandas de pop rock mexicano mais famosas dos anos 1990. Graças ao seu hit Rayando el Sol, o grupo se tornou um fenômeno musical. Embora seu último álbum tenha sido gravado em 2015, a banda ainda está ativa — dando shows e fazendo turnês — mesmo que suas músicas não sejam mais tão “viciantes” quanto antigamente.

6. Fey

Fey foi um fenômeno da música pop mexicana dos anos 1990, principalmente por causa de sua conexão com o público feminino. Em 1995, quando começou a sua carreira como cantora, já tinha 21 anos, embora dissesse ter apenas 17, por causa de uma estratégia de marketing de seu agente e de sua gravadora. Sua música Media naranja foi um grande sucesso nas rádios mexicanas. E, apesar de sua carreira ter declinado no final dos anos 1990, Fey permaneceu ativa até 2009. Aos 46 anos, continua belíssima e se dedica à carreira de modelo.

7. Lynda

Durante o boom das cantoras pop mexicanas, surgiu Lynda, que estreou em 1994 e se manteve no topo das paradas até 2000. De fato, naquele ano, ela lançou o hit A mil por hora, que tocou em todos os lugares após se tornar a música de abertura de uma novela. Mas, 2 anos depois, Lynda decidiu se retirar dos palcos. Hoje, a cantora de 38 anos, voltou a impulsionar sua carreira com o lançamento de algumas músicas nas plataformas digitais.

8. Café Tacvba

Café Tacvba é uma das bandas de rock mais importantes do México. Nasceu em 1989, mas por se tratar de uma banda multicultural e inovadora, seu sucesso nacional e internacional só teve início em 1994. A música Ingrata era ouvida em todos os lugares apesar de ser um pouco controversa, pois defendia a humilhação de uma mulher que desprezou seu companheiro. Em 2020, a banda continua ativa e por causa dos seus princípios sociais, modificou a letra para não continuar sexista.

9. Irán Castillo

Irán Castillo estreou como atriz em 1989; no entanto, sua carreira musical só decolou em 1997, quando todo o México ouvia Yo por él. Embora tenha sido seu único grande sucesso, o carisma da atriz a levou a realizar projetos importantes, como a dublagem latina de Jessie em Toy Story 2. Atualmente, a atriz de 43 anos continua atuando na televisão, no cinema e no teatro.

10. Jeans

Em 1994, surgiu um grupo de garotas que queria cantar e fazer parte do fenômeno musical pop, que já fervia no México. Elas escolheram o nome Jeans e seu sucesso Pepe foi uma das músicas mais pedidas nas rádios. Mas, após uma constante substituição das integrantes, a popularidade diminuiu e, em 2008, o grupo acabou. Em 2015, as garotas decidiram se reunir, trocaram o nome para “JNS” e, desde então, se apresentam com outros grupos mexicanos dos anos 1990, como OV7 e Kabah.

11. Caifanes

Caifanes é uma banda de rock mexicana que esteve ativa de 1987 a 1995, voltou em 2011 e permanece até os dias atuais. Por um tempo, o grupo parou de se chamar assim e seu vocalista, Saúl Hernández, formou outra banda chamada Jaguares. No entanto, como Caifanes, o grupo teve muitos hits de sucesso: Viento, La célula que explota, e o que mais tocou nas rádios, Afuera. Atualmente, a banda é um dos ícones do rock latino-americano.

12. Tatiana

Mais conhecida como “a rainha das crianças”, Tatiana estreou em 1985, com apenas 15 anos de idade, permanecendo no gênero pop com muitos sucessos até 1994. Mas sua fama se consolidou com o público infantil em 1995, ao relançar músicas populares com seu próprio estilo, como El patio de mi casa, El gato viudo, Pim pon, etc. Hoje, a cantora de 51 anos, continua participando de produções musicais, seja no palco ou na televisão. Além disso, ela ainda é lembrada por sua dublagem do personagem da Disney Mégara, do filme Hércules.

13. Thalía

Thalía iniciou sua carreira musical em 1980, como vocalista de um grupo infantil chamado Din-Din, e em 1986, ingressou no famoso grupo musical Timbiriche. Mas foi somente em 1990 que lançou seu primeiro álbum solo, ao mesmo tempo em que começou a trabalhar em novelas que lhe trouxeram fama e reconhecimento. Como cantora, Thalía teve muitos sucessos, como Amarillo y azul, Piel morena e Un pacto entre los dos, mas, sem dúvida, seu maior sucesso, até mesmo internacionalmente, foi Amor a la mexicana. Thalía se manteve ativa, mesmo após a virada do milênio e, hoje, aos 48 anos, ainda lança hits.

14. Alejandra Guzmán

A carreira de Alejandra Guzmán começou em 1988, com o hit La plaga. Mas sua fama se consolidou definitivamente com sucessos como Eternamente bella, Llama por favor, Cuidado con el corazón, Mala hierba, etc. No entanto, a música Hey güera foi uma das mais aclamadas pelos fãs e mais pedida em todas as estações de rádio. Atualmente, Alejandra Guzmán continua dando shows e fazendo turnês aos 52 anos de idade.

15. Timbiriche

Conhecida por um tempo como “La banda Timbiriche” e, depois apenas como Timbiriche, teve seu início nos anos 1980 e dela surgiram muitas das estrelas do show business mexicano. No início dos anos 1990, com os integrantes já em transição para a vida adulta, esse grupo teve tremendos sucessos, como Ámame hasta con los dientes, Acelerar, No sé si es amor, Besos de ceniza, Soy un desastre, Máscaras, Me estoy volviendo loca Junto a ti; mas, sem dúvida, a música que mais foi ouvida foi Tú y yo somos uno mismo, a tal ponto que ainda toca em festas e clubes. Em 2017, Timbiriche fez uma turnê de reencontro, 35 anos após sua criação. Alguns dos integrantes continuaram com suas carreiras musicais.

Você se lembra de alguma dessas músicas ou de seus intérpretes? Conhece outro artista mexicano que foi deixado de fora da lista? Queremos saber! Conte-nos nos comentários.

3--4
11k