16 Cenas icônicas de grandes novelas (e não estamos falando do último capítulo)

A novela é uma das atrações preferidas do brasileiro na televisão. Sua exibição começou na década de 50 e acompanha a história do Brasil a quase 70 anos. Mais do que um produto artístico, ela é uma das grandes companhias do público. Mas é interessante perceber que o melhor de cada trama nem sempre fica para o final. Existem muitas que ganharam força no meio da história e ficaram registradas na memória do espectador por cenas que não estão no último capítulo. São momentos icônicos da televisão brasileira que jamais serão esquecidos.

Hoje, o Incrível.club traz alguns exemplos, mas quer que você nos ajude a completar a lista. E não deixe de ver a cena que deixamos para o final (Spoiler: não é de uma novela brasileira).

1. A discussão entre Charlô (Fernanda Montenegro/Irene Ravache) e Otávio (Paulo Autran/Tony Ramos) em Guerra dos Sexos, novela de 1983 e regravada em 2012

A cena icônica da guerra de comida durante o café da manhã em Guerra dos Sexos de 1983 foi interpretada novamente para a sua reprise de 2012. A diferença estava nos alimentos escolhidos — a segunda versão tinha frios, frutas, creme de mamão e abacate (para fazer mais meleca). Mas as duas versões tiveram muita diversão!

2. Gabriela (Sônia Braga/Juliana Paes) pegando a pipa presa em cima do telhado em Gabriela, de 1975, que foi regravada em 2012

Quando Gabriela, interpretada por Sônia Braga, sobe no telhado de uma casa para buscar uma pipa, toda a cidade fica em volta para olhar. Com as pernas de fora, a personagem fica, despreocupadamente, lá em cima balançando a pipa. No remake de 2012, todos estavam curiosos para ver como Juliana Paes faria a famosa cena na segunda versão — que ficou bem parecida com a original.

3. O assassinato de Odete Roitman (Beatriz Segall) em Vale Tudo (1988)

cena do assassinato de Odete Roitman (Beatriz Segall) em Vale Tudo parou o Brasil. A vilã foi morta com três tiros à queima-roupa no capítulo exibido na véspera de Natal de 1988. O impressionante é que o crime não estava previsto inicialmente no roteiro e teve que ser incluído porque a trama precisou ser aumentada devido ao enorme sucesso. O mistério de quem foi o assassino rendeu história para mais algumas semanas.

4. O tapa que Ruth dá em Raquel, ambas interpretadas por Glória Pires, em Mulheres de Areia (1993)

As duas irmãs gêmeas que não se davam bem eram o plot em Mulheres de Areia (1993). Quando a vilã Raquel confessou que queria que a irmã ficasse na cadeia por um crime que não cometeu, a mocinha (Rute) não aguentou e deu um tapa em sua cara como vingança. A cena ficou na memória!

5. Encontro do quarteto Abigail (Betty Lago), Tatiana (Cristiana Oliveira), Babalu (Letícia Spiller) e Auxiliadora (Elizabeth Savalla) na prisão em Quatro por Quatro (1994)

É na prisão que acontece o primeiro encontro entre a madame Abigail (Betty Lago), a dona de casa Auxiliadora (Elizabeth Savalla), a secretária Tatiana (Cristiana Oliveira) e a manicure Babalu (Letícia Spiller). As quatro personagens dirigiam no trânsito do Rio de Janeiro quando bateram o carro e acabaram presas. Na prisão, descobriram que todas haviam perdido o homem amado e fizeram um mirabolante plano de vingança.

6. As mortes com o Opala preto e a revelação de que Adalberto é o assassino em A Próxima Vítima (1995)

O Opala preto seguindo as vítimas é o único indício de que o assassino está por perto — cuja identidade ninguém conseguia descobrir. O criminoso é desmascarado no último capítulo: Adalberto (Cecil Thiré), que matou as vítimas como queimas de arquivo por causa do assassinato de Gigio di Angelis (Carlos Eduardo Dolabella).

7. O reaparecimento de Bruno Berdinazzi Mezenga em O Rei do Gado (1996)

Bruno Mezenga (Antônio Fagundes) estava desaparecido depois de sofrer um acidente de avião durante uma chuva forte. A cena em que ele é encontrado é bem emocionante: seu filho Marcos (Fabio Assunção), sua amada Luana (Patricia Pillar) e Zé (Stênio Garcia) estavam em um barco em sua busca, quando o encontram deitado na beira do mar inconsciente — mas com o coração batendo.

8. A revelação de quem era o Cadeirudo, em A Indomada (1997)

O mistério de quem era o Cadeirudo em A Indomada movimentou os lares brasileiros — todos queriam saber quem era o personagem que não revelava seu rosto e atacava as mulheres de Greenville em noites de lua cheia. O mistério foi desvendado no último capítulo: era a beata Lurdes Maria (Sônia de Paula), que fazia isso para assustar as mulheres.

9. A explosão do shopping Tropical Towers em Torre de Babel (1998)

A parte mais marcante de Torre de Babel (1998) foi a explosão do shopping Tropical Towers, em que alguns personagens rejeitados pelo público morreram, como o casal formado por Rafaela (Christiane Torloni) e Leila (Silvia Pfeifer). Na sinopse original, estava previsto que a Rafaela morreria e Leila se envolveria com Marta (Glória Menezes), mas grupos de discussões com telespectadores revelaram uma reação negativa à possibilidade de Glória interpretar uma personagem homossexual. Também morreram os personagens Agenor (Juca de Oliveira), Eglantine (Wanda Lacerda) e Guilherme (Marcelo Antony).

10. Camila (Carolina Dieckmann) raspando a cabeça por causa da leucemia em Laços de Família (2000)

A cena em que Camila (Carolina Dieckmann) tem sua cabeça raspada na novela Laços de Família (2000) provavelmente é conhecida até por quem não acompanhava a trama. A personagem havia descoberto uma leucemia e decidiu eliminar o cabelo logo que começou o tratamento com quimioterapia. O que deixou tudo mais intenso foi saber que a atriz tinha aceitado ficar careca de verdade para se entregar verdadeiramente ao papel. Ao fundo tocava a música “Love by Grace”, de Lara Fabian. Impossível não se emocionar.

11. A morte de Fernanda em um tiroteio em Mulheres Apaixonadas (2003)

Os personagens Téo (Tony Ramos) e Fernanda (Vanessa Gerbelli) ficaram presos em um engarrafamento no momento em que dois ladrões assaltavam um mercado. Em uma troca de tiros com os policiais, Fernanda é atingida e acaba morrendo. A cena foi gravada em três dias com cerca de 400 pessoas envolvidas, incluindo produção, figurantes, figurantes com veículos e pedestres. Além disso, havia seguranças, policiais e membros da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) do Rio de Janeiro, que monitoraram o bloqueio das duas quadras da rua Dias Ferreira, no bairro do Leblon.

12. A surra de Maria Clara (Malu Mader) em Laura (Claudia Abreu) em Celebridade (2003)

Exibida em 2003, Celebridade retratou bem a inveja que Laura (Cláudia Abreu) sentia da modelo e empresária Maria Clara (Malu Mader) e como fez de tudo para tomar o seu lugar. Mas a modelo não deixou barato e a cena da revanche é, até hoje, uma das mais lembradas da novela. Durante uma festa, Maria Clara tranca a porta do banheiro com ela e Laura lá dentro para dar uma série de tapas na cara da vilã — que ficou cheia de hematomas.

13. O fim de Nazaré (Renata Sorrah) em Senhora do Destino (2004)

Nazaré (Renata Sorrah), de Senhora do Destino (2004) foi com certeza uma das vilãs mais marcantes da televisão. No último capítulo, ela rouba o filho de Isabel (Carolina Dieckmann), a quem tinha criado como filha após sequestrá-la da protagonista Maria do Carmo (Susana Vieira). Nazaré ameaçava atirar a criança de uma ponte, mas a entrega nos braços de Isabel. E então se joga da ponte.

14. A cena em que Luciana descobre que está tetraplégica em Viver a Vida (2009)

Depois de uma grande briga com a madrasta Helena (Taís Araujo), a modelo Luciana (Alinne Moraes) pega um ônibus precário e sofre um terrível acidente que a deixa tetraplégica. Quando descobre que não poderá mais andar, se desespera e fica aos gritos dizendo que não pode ser verdade. A cena foi memorável!

15. Carminha (Adriana Esteves) enterrando Nina/Rita (Débora Falabella) viva em Avenida Brasil (2012)

Carminha (Adriana Esteves) dopa Nina (Débora Falabella) e a coloca no porta-malas de um carro para poder levá-la a um cemitério. Com a ajuda de Lúcio (Emiliano D’Avila), a vilã a enterra viva, apenas deixando uma parte para fora. Na cena, Nina acorda assustada e pede perdão para Carminha — em vão, já que a personagem de Esteves a abandona no local. Nina consegue escapar da cova e fica ainda mais empenhada em seu plano de vingança.

16. O beijo entre Félix (Mateus Solano) e Niko (Thiago Fragoso) em Amor à Vida (2013)

O primeiro beijo entre homens em uma novela da Globo aconteceu no último capítulo de Amor à Vida (2013). Félix (Mateus Solano), que começou a trama jogando uma criança na caçamba, terminou nas graças do público e se apaixonou por Niko (Thiago Fragoso). O beijo aconteceu em uma casa na praia, quando eles estavam se despedindo para Niko ir trabalhar e Félix diz que o amado mudou sua vida.

Bônus: quando Seu Barriga convida Chaves para ir com ele para Acapulco, em Chaves

Chaves não é uma novela, mas acreditamos que o seriado tem uma cena muito marcante que merece menção nessa lista. Depois de todos os moradores da Vila terem ido para uma viagem para Acapulco, cidade paradisíaca no México, Chaves (Roberto Bolaños) fica sozinho. Quando Seu Barriga passa no local para cobrar o aluguel, descobre que os moradores foram viajar e decide fazer o mesmo. Ao ver como Chaves está triste e solitário, Seu Barriga o convida para ser seu acompanhante. É um lindo momento.

Tem alguma cena que te marcou e não está na lista? Conta para a gente nos comentários! Quem sabe ainda fazemos uma nova seleção?!

Compartilhar este artigo