Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

9 Descobertas e fatos científicos (alguns podem ajudar o Ambiente e outros nos permitir sair do Planeta)

7-34
148

O mundo está cheio de fatos curiosos e acontecimentos que, no futuro, talvez sejam os responsáveis por mudar os rumos de nossa civilização. Certos animais, como algumas lagartas e crustáceos, conseguem destruir o plástico e podem servir de exemplo para compreender melhor o processo de degradação, promovendo avanços nesse campo. Por outro lado, todo dia a humanidade se aproxima mais do espaço sideral, a ponto de, em um futuro próximo, as viagens fora do Planeta virem a ser uma realidade não apenas para os astronautas, como também integrarem os voos comerciais.

Para inspirar e informar os leitores, o Incrível.club compilou e pesquisou algumas descobertas e acontecimentos que estão cercados de originalidade e ciência.

1. Eis o nome que deram a uma nova espécie: mosca Deadpool

Conhecido nas redes sociais como Bry the Fly Guy, o Dr. Bryan Lessard descobriu recentemente, com o auxílio de uma equipe de especialistas, a chamada mosca Deadpool, “um assassino com marcas nas costas”, como o peculiar super-herói. Seu nome científico, Humorolethalis sergius, “parece um humor fatal”, brincou o entomólogo. Mas depois, o pesquisador esclareceu que o termo deriva das palavras latinas humorosus, cujo significado é “molhado” ou “úmido”, e lethalis, que significa “morto”.

Constantemente novas espécies são descobertas e, nas palavras do mencionado cientista, participar de tais conquistas e ter a honra de dar nome a uma nova espécie é “um superpoder importante que nos permite resolver muitos dos desafios do mundo”.

2. Encontrado um dos 25 animais “mais procurados” da vida silvestre

“Surpresa, estou aqui!”, poderia dizer o pequeno da foto acima aos cientistas e exploradores. Conhecido como sengi ou musaranho-elefante, é uma das 25 espécies perdidas mais procuradas pelos encarregados da preservação da vida silvestre. Vive em um pequeno território, compartilhando sua vida com seu parceiro e é um parente próximo dos porcos-formigueiros, dos elefantes e dos peixes-bois, embora meça apenas alguns centímetros. Sua redescoberta se deu em Djbouti, um país localizado no Chifre da África, o que sugere que possa ser encontrado também em outros lugares da região.

3. Cientistas estudam a degradação de plásticos feita por animais

Lagartas que comem plástico e crustáceos que trituram microplásticos estão sendo avaliados como alternativas à reciclagem industrial. No primeiro caso, nos referimos às lagartas do besouro Zophobas atratus, que inclusive, podem ser compradas em petshops como alimento para peixes, répteis ou anfíbios. Segundo uma experiência realizada, essas larvas conseguiram consumir, depois de 21 dias, cerca de 70% do plástico que lhes foi “servido” (e essa não é a única espécie capaz de fazê-lo).

No caso dos crustáceos, trata-se de um pequeno animal de água doce (Gammarus duebeni) parecido com um camarão, capaz de destruir os microplásticos, transformando-os em partículas 5 mil vezes menores que as originais (nanoplásticos), de forma biológica e sem ajuda externa. Esse processo já foi demonstrado em um estudo recente.

4. Pesquisadores descobriram uma tecnologia que purifica a água utilizando a luz solar

Na Austrália, uma equipe internacional de pesquisa coordenada pela Universidade de Monash, anunciou uma descoberta capaz de proporcionar água potável a milhões de pessoas em todo mundo ao transformar a água do mar em água potável em menos de 30 minutos. A técnica utiliza um processo de dessalinização eficiente do ponto de vista energético, na medida em que se vale da energia solar, atualmente uma fonte energética de baixo custo e sustentável.

5. Cientistas estão projetando uma estação submarina, a Proteus

Com um formato que parece saído de uma história de ficção científica, a Proteus poderá ser o primeiro laboratório subaquático desse tipo, com uma estrutura fixada no fundo do mar para a realização de pesquisas submarinas.

A inspiração do seu design vem do fato de que a maioria dos oceanos ainda não foi explorada. O projeto permitirá pesquisar temas relacionados à produção sustentável de alimentos, à mudança climática e à produção de medicamentos. A estação ficará a 18 metros de profundidade, próxima da costa de Curaçao, e poderá alojar até 12 pessoas durante semanas ou até meses.

6. Estudiosos detectaram um novo exoplaneta utilizando ondas de rádio

Astrônomos mexicanos descobriram um exoplaneta (planeta localizado fora do Sistema Solar), pela primeira vez utilizando ondas de rádio. Com o nome de TVLM513b, foi descrito como um gigantesco gasoso similar a Saturno, que orbita uma estrela anã ultrafria. A descoberta foi realizada por Salvador Curiel Ramírez, pesquisador do Instituto de Astronomia (IA) da UNAM, com um grupo de especialistas. Além desse, os cientistas suspeitam da existência de um segundo planeta relativamente próximo.

7. Um veículo de exploração espacial está a caminho de Marte

Perseverance, um veículo de exploração de superfícies planetárias já está a caminho de Marte. O “robô-explorador” deverá pousar no Planeta Vermelho no dia 18 de fevereiro de 2021. Sua missão tem vários objetivos: explorar uma região da Marte na qual os cientistas acreditam ter havido água, participar de análises geológicas e monitorar o clima, buscando descobrir como manter vivos os astronautas que irão explorá-lo. Para isso, a Perserverance leva mostras do tecido do traje espacial, além de tentar pela primeira vez liberar um mini drone, o primeiro a voar em outro planeta.

8. A nave comercial SpaceX completou sua primeira missão

O histórico lançamento da nave Crew Dragon em 30 de maio de 2020 abre uma nova etapa para os voos espaciais tripulados. A SpaceX lançou a missão do Centro Espacial Kennedy da NASA, na Flórida, como último teste importante para o sistema de voos espaciais tripulados da SpaceX ser certificado pela NASA. Graças ao seu design, a nave retornou à estação de forma automática, o que permite considerar a missão um sucesso. A Dragon é a primeira nave espacial privada, capaz de orbitar a Terra levando até sete passageiros.

9. Voos avançados em avião para alcançar o espaço suborbital

Algumas pessoas já estão esperando e pagaram para iniciar a grande aventura dos voos avançados. Isso lhes permitirá chegar ao espaço por meio dos serviços de viagens espaciais e aeroespaciais da empresa Virgin Galactic, programa do bilionário Richard Branson que está em pleno andamento para iniciar seu serviço comercial. Como parte dos avanços, os representantes da empresa mostraram imagens da cabine dos passageiros para seis pessoas em um evento virtual, no qual se pôde observar um design que, além de tudo, também promete conforto.

Algumas descobertas e acontecimentos mudam a História, contribuindo para transformar a humanidade no que é hoje. Da descoberta de uma nova espécie até a criação de novas tecnologias, a ciência tem sido um elemento comum para nossa evolução.

Você gostaria de ver o planeta Terra do espaço? Conhece outro feito ou descoberta científica que gostaria de compartilhar? Queremos ler nos comentários.

7-34
148