Incrível
Incrível

9 Costumes do Catar que podem deixar os brasileiros com uma pulga atrás da orelha

Os países do Oriente Médio costumam atrair atenção, seja pelas suas paisagens ou pela sua cultura única, muito diferente do modo de vida ocidental. Esses países possuem costumes fantásticos e algumas regras de etiqueta específicas. Um bom exemplo é o Catar, um país pequeno que faz fronteira com a Arábia Saudita. Que tal explorar os seus costumes e aprender sobre o seu povo, para o caso de um dia você viajar para lá ou até mesmo conhecer um catariano?

1. Os homens têm um jeito diferente de se cumprimentar

East News

Diferentemente do que estamos acostumados no Brasil, onde os homens se cumprimentam apenas com um aperto de mãos, os catarianos vão além. Por lá, como em outros países do Oriente Médio, é comum ver os homens tocando as pontas dos seus narizes uma na outra ao se cumprimentarem, em sinal de respeito mútuo. Isso mostra que ambos estão no mesmo nível e não um superior ao outro. Então, se você conhecer um catariano, na dúvida, espere a pessoa oferecer a mão primeiro. Ou o nariz.

2. “Como se sente hoje?”

Essa pode ser uma boa forma de iniciar uma conversa com um catariano. Enquanto nós, brasileiros, vamos diretos ao ponto, por lá, antes de iniciar qualquer tipo de conversa, seja uma entrevista de emprego ou reunião de negócios, o mais educado é perguntar sobre a saúde do interlocutor. Não precisa perguntar detalhes, mas é importante mostrar interesse. Quem perguntou, receberá de volta a mesma questão. Essa conversa inicial pode demorar um tempo maior que o esperado.

3. Cuidado na hora de tirar fotografias

IMAGO/Frank Hoermann/SVEN SIMON/Imago Sport and News/East News

No Brasil, já é comum ver pessoas fotografando e filmando tudo em público. No Catar, sempre que alguém quer fotografar algo, deve solicitar permissão primeiro. Estamos falando de locais religiosos, shoppings, áreas externas do aeroporto, instalações militares, canteiros de obras, áreas industriais e prédios governamentais. Tirar fotos de pessoas em um local público é considerado uma ofensa e, caso você não respeite essa lei, terá de arcar com as consequências. Já pensou algo assim no nosso país?

4. Evite mostrar a sola do sapato

Os mínimos detalhes fazem toda a diferença nos países árabes. Outra particularidade cultural deles é a desaprovação da exposição das solas dos sapatos a outra pessoa. Para eles, os sapatos são uma extensão dos pés, e essa é uma das partes mais sujas do corpo. Mostrá-la descuidadamente ao outro é um sinal de desrespeito para os catarianos. Por aqui, esse ato nos passaria despercebido, já que muita gente tem o costume de virar a sola do chinelo para cima!

5. Os casais dormem em quartos separados

Na maioria dos países, não há problema em dividir um quarto de hotel com seu parceiro, mas quem viaja para o Catar, como casal, precisa respeitar alguns costumes sociais. Até recentemente, casais não casados eram proibidos de compartilhar um quarto de hotel. Essa regra parece ter sido relaxada para estrangeiros nos últimos anos, mas continua valendo para os catarianos. Pelo menos, alguns casais não veriam problema nisso.

6. Eles seguem à risca o código de vestimenta

No Brasil, saímos à rua com as roupas que mais nos identificam. Pensamos em compor visuais, mas, geralmente, não precisamos nos preocupar com regras específicas de vestimenta. Os catarianos, por outro lado, não possuem essa mesma liberdade, pois seu país tem regulamentos sobre o que os residentes e os visitantes podem e não podem usar, até mesmo com as altas temperaturas que perduram ao longo do ano.

Usar um shortinho ou uma minissaia, por exemplo, é supernatural para nós. No Catar, o normal são roupas mais conservadoras. Os homens, além do traje tradicional, também podem usar calças compridas e uma camisa em público. O traje das mulheres quando saem à rua — ao contrário de hotéis ou clubes privados — deve cobrir os ombros, braços e joelhos.

7. Há regras na hora de comer

Por lá, os bons costumes dizem que uma forma de você se relacionar e compartilhar com o outro é comendo do mesmo prato. Outro gesto de boas-vindas é alguém colocar comida no seu prato com as mãos. Além disso, a comida também é geralmente comida com as mãos (mas isso pode variar de casa para casa). Mas atenção: apenas a mão direita deve ser usada para comer, pois a esquerda é considerada anti-higiênica. Curioso, não?

8. Um chá com especiarias é a bebida favorita dos catarianos

O Catar é uma nação que gosta de beber chá. Do mesmo jeito que nós, ao longo do dia, tomamos nosso cafezinho em casa, eles adoram desfrutar de uma (ou mais!) xícaras de chá em um café local ou casa de chá. Lá eles têm o Karak, introduzido no Catar por expatriados indianos e paquistaneses na década de 1950. Trata-se de uma bebida que, na versão tradicional catariana, mistura chá, leite, água, açúcar e cardamomo, mas também podem ser adicionados canela, cravo ou gengibre. Parece bom.

East News

O Karak é uma prova de como as culturas dos países podem sofrer mudanças ao longo do tempo. Mesmo a bebida não sendo tradicional do Catar, os seus moradores ficaram tão inspirados por ela quando os estrangeiros a trouxeram, que se tornou uma febre. Além de ser saborosa, aromática e muito fácil e barata de preparar, suas especiarias podem ser benéficas à saúde. É por isso que o Karak é encontrado em muitos estabelecimentos pelo país, e nas casas também.

9. Mas o café ainda tem o seu lugar tradicional

Sendo um grão proveniente da Arábia, o café está presente na cultura do Catar e envolto em tradições. Para começar, ele é um símbolo de hospitalidade, servido como sinal de boas-vindas aos hóspedes e também nas festas e reuniões mais tradicionais. O café costuma ser servido numa pequena xícara metálica sem asa, e eles consideram um insulto enchê-la até a boca. Por isso, servem no máximo três quartos da xícara. Ao visitante, é permitido pedir mais, mas não é comum beber mais de três xícaras.

Bônus: alguns filmes podem saciar a curiosidade sobre o Catar

Para quem teve a curiosidade despertada e gostaria de ver mais sobre o Catar, uma boa dica é assistir a filmes que se passam no país. O primeiro filme da franquia Transformers, por exemplo, tem um trecho que mostra uma base no país. Tem também o Esquema de Risco: Operação Fortune, um filme de espionagem e comédia estrelado por Jason Statham. Parte dele foi filmado na capital, Doha, e mostra, por exemplo, o Museu de Arte Islâmica.

Depois de descobrir tantas curiosidades sobre a cultura do Catar, é a sua vez de falar. Conte-nos qual país você não sabe nada sobre a cultura, mas gostaria de conhecer mesmo assim.

Incrível/Curiosidades/9 Costumes do Catar que podem deixar os brasileiros com uma pulga atrás da orelha
Compartilhar este artigo
Você pode gostar destes artigos