13 Verdades sobre o nado sincronizado que provam que esse esporte é muito mais do que saltos e giros na água

Há quem diga que o nado sincronizado, também chamado de natação artística, é um dos esportes aquáticos que exige mais força, flexibilidade e resistência por parte das atletas. Como espectadores, vemos apenas alguns minutos do resultado de muito treinamento, por isso muitas vezes não prestamos atenção em como todos os detalhes foram perfeitamente estudados. Ou seja, para que o espetáculo pareça tão bonito fora d’água, embaixo dela as atletas acabam se comportando como verdadeiros peixes.

Hoje, o Incrível.club traz para você 13 curiosidades do treinamento desse esporte que exige muito do corpo e da mente das atletas.

1. As atletas de nado sincronizado usam gelatina para manter o cabelo no lugar dentro da água

Para que nem um fio de cabelo saia do lugar, as atletas usam gelatina sem sabor. Elas simplesmente misturam o produto com água, aplicam a quantidade indicada e prendem o cabelo. A única maneira de se livrar da gelatina depois da apresentação é com uma mistura de água com suco de abacaxi ou vinagre, e o cabelo deve ser enxaguado diversas vezes.

2. A melhor tecnologia de caixas de som subaquáticas

A música é fundamental nas apresentações de nado sincronizado, afinal de contas as coreografias são pensadas em sintonia com o ritmo da música. Nesse sentido, é imprescindível contar com uma alta tecnologia de caixas de som subaquáticas para que tudo saia perfeito.

3. Treinamento intenso para quatro minutos de apresentação

Apesar das apresentações durarem apenas quatro minutos para os duetos e cinco minutos para os conjuntos é importante lembrar que as atletas passam três minutos embaixo d’água. As equipes de nado sincronizado treinam em média dez horas por dia, seis dias por semana, já que precisam trabalhar a resistência, a capacidade pulmonar e a fluidez dos movimentos. É por isso que esse esporte é considerado um dos mais exigentes que existem.

4. Não podem usar óculos de natação

As atletas não podem usar óculos de natação, porque é importante que os juízes vejam a expressão no rosto delas. O uso de óculos esconderia parte do rosto e dificultaria o julgamento da parte artística da apresentação. Contudo, elas podem usar os chamados nose clips, aquelas pinças que fecham o nariz e impedem que entre água neles enquanto elas ficam de ponta-cabeça embaixo da superfície.

5. São as únicas que podem usar maquiagem entre os esportes aquáticos

As esportistas usam maquiagem profissional à prova d’água para destacar alguns traços do rosto. Dessa forma, elas conseguem cativar mais os juízes e melhorar as notas da parte artística da apresentação.

6. Treinam para aumentar a capacidade pulmonar

Como as atletas passam muitas horas treinando embaixo d’água para ganhar mais resistência, sua capacidade pulmonar acaba aumentando. Isso permite que o corpo faça um melhor uso do oxigênio, absorvendo-o de maneira mais eficiente e diminuindo a probabilidade de desenvolver doenças respiratórias, como asma.

7. Elas depilam o corpo

Nem todo mundo sabe por que os nadadores não têm pelos no corpo. O principal motivo é que o pelo aumenta a resistência à água na hora do movimento. Por outro lado, um corpo depilado fica mais sensível; ou seja, a atleta acaba “sentindo a água” mais intensamente, fazendo com que a técnica seja desenvolvida com mais soltura e harmonia.

8. Usam quase todos os músculos do corpo

Como dito anteriormente, o nado sincronizado é um dos esportes mais intensos que existem, e ele é muito exigente tanto em nível universitário como profissional. Durante os treinos, as atletas usam grande parte dos músculos do corpo, e é por isso que a atividade é considerada muito boa para a saúde, assim como a natação.

9. Usam leite para aliviar a irritação nos olhos causada pelo cloro

Uma atleta profissional recomendou banhos de leite para aliviar a irritação nos olhos causada pelo cloro. “Basta encher os óculos de natação com um pouco de leite, colocá-los e deixar os olhos abertos por alguns segundos. Repita o processo algumas vezes até notar o alívio. Se você usar lentes de contato, é recomendável tirá-las antes de provar essa técnica”.

10. Desenvolvem flexibilidade nos dedos dos pés e nas pernas

Para um ótimo rendimento nas apresentações, é necessária uma excelente flexibilidade nos pés, nos tornozelos e nas pernas. Para isso, as atletas se sentam no chão com as pernas esticadas em frente ao corpo e apontam os dedos dos pés na direção do chão. Isso é apenas parte de um enorme conjunto de exercícios de alongamento que elas precisam fazer.

11. A temperatura e a transparência da piscina são regulamentadas

A água da piscina deve estar entre 25 e 27 graus. Além disso, ela deve medir 10 metros de comprimento, 1,80 metro de profundidade e 3 de largura, no mínimo. Já nos Jogos Olímpicos, a profundidade pode ficar entre 2,50 e 3 metros, segundo o regulamento. Além disso, a transparência também é um fator importante, já que as nadadoras devem ser capazes de ver as linhas no fundo da piscina na hora de competir.

12. O trabalho em equipe é fundamental

Existem competições de duplas e de conjunto no nado sincronizado. Para isso, é fundamental que as atletas estejam em sintonia umas com as outras. Como elas realizam em média mil movimentos nos conjuntos de oito atletas, é fundamental que tudo saia perfeito, em primeiro lugar porque todos os movimentos são avaliados pelos juízes, e em segundo lugar porque se a coreografia não sair como o planejado as atletas podem se machucar.

13. Não podem tocar o fundo da piscina enquanto competem

As esportistas fazem muitos movimentos em uma rotina, mas o que pouca gente sabe é que, seja durante os giros seja durante os levantamentos (conhecidos como alçadas), elas não podem tocar o chão da piscina. Isso significa que elas realizam a rotina inteira com a força do próprio corpo, independentemente da profundidade da piscina.

Você já viu algum campeonato de nado sincronizado? E já tentou fazer algum movimento como os que as atletas realizam?

Compartilhar este artigo