13 Coisas que talvez você não saiba sobre a novela “Rebelde” e o fenômeno que ela se tornou

Em meados da década de 2000, surgia no México um fenômeno que entraria para o Livro dos Recordes como a banda com maior número de prêmios em apenas quatro anos: foram nada menos do que 180 honrarias. O número dá apenas uma dimensão da comoção causada pelo grupo RBD, derivado da novela Rebelde, que funcionou como trampolim para as carreiras dos atores integrantes do elenco.

Por conta disso, o Incrível.club decidiu compartilhar com você algumas curiosidades sobre a novela responsável pela criação da banda RBD, cuja trajetória foi de 2004 a 2008.

1. O sucesso do grupo RBD ultrapassou o da própria novela

Antes mesmo de a novela estrear, já existia a ideia de criar um grupo musical que servisse para promover os personagens da própria produção televisiva. E assim surgiu o RBD, formado por Anahí, Dulce María, Maite Perroni, Alfonso Herrera, Christopher Uckermann e Christian Chávez.

sucesso obtido pelo conjunto foi tão grande que, na terceira temporada de Rebelde, os capítulos ganharam um tempo extra, chegando a durar uma hora e meia cada um. Os componentes ainda fizeram turnês nacionais e internacionais após o fim da novela.

2. É uma adaptação de uma novela argentina

A série argentina Rebelde Way serviu de inspiração para que a novela Rebelde fosse criada. A história original estreou na Argentina em 2002, e, dois anos depois, a adaptação chegava às TVs mexicanas. Rebelde Way também levou à formação de uma banda, chamada Erreway que fez sucesso em diversos países. Diferentemente do mexicano RBD, o grupo possuía apenas quatro integrantes.

3. A despedida de Alma

Alma Rey, mãe da personagem Roberta, se despede da filha em algumas ocasiões dizendo “Ciao, Marizza”. Trata-se de uma brincadeira em referência ao nome original da personagem em Rebelde Way, que era Marizza.

4. A personagem Lupita foi quem sugeriu o nome RBD

Durante a trama, quando os jovens tentam participar do programa Otro rollo, ele se veem obrigados a escolher rapidamente um nome para o grupo, então passam a trocar ideias. A personagem Roberta sugere “Expulsados do Infierno” e Miguel cita “Erreway” (em referência à versão original), mas é Lupita quem finalmente sugere “RBD” como uma forma de sintetizar a palavra “rebelde”.

5. O grupo lançou vários produtos, de jogo de mesa a bonecas Barbie

O fenômeno ganhou proporções tão grandes que o grupo lançou seu próprio jogo de tabuleiro, no qual vencia quem desse as melhores desculpas em situações extraordinárias.

Em maio de 2007, a Mattel lançou uma edição especial da Barbie com as personagens Mía, Roberta e Lupita, fazendo das atrizes que as interpretaram as primeiras mexicanas a ganharem versões da mais famosa boneca do mundo.

Além disso, em parceria com o Walmart, o RBD lançou uma linha de produtos que incluía roupa, acessórios, relógios e itens de cuidado pessoal, entre outros.

6. Rebelde ganhou até história em quadrinho

Os personagens também passaram das telinhas para o papel quando a produtora de quadrinhos ¡Ka-Boom! Estudio lançou um gibi baseado na novela, trazendo um estilo gráfico similar ao dos mangás japoneses. Contudo, por conta de algumas complicações, apenas dois números foram lançados.

7. Vem aí um documentário sobre o fenômeno RBD

Pedro Damián, produtor da novela, revelou seus planos de lançar um documentário sobre o grupo, mas o trabalho vem sofrendo com sucessivos atrasos por questões ligadas a direitos autorais. O filme promete mostrar cenas de bastidores dos shows nunca antes vistas. No perfil @DocuRBD do Twitter são postadas atualizações envolvendo o documentário, e os responsáveis vêm pedindo aos fãs um pouco mais de paciência.

8. A Elite Way School é, na realidade, um clube residencial

O cenário onde os jovens rebeldes viveram grande parte de suas histórias, o colégio Elite Way School, fica situado nas proximidades da Cidade do México, em Huixquilucan, estado do México. Na realidade, o espaço é um clube residencial chamado Bosque Real Country Club. Na novela, é possível ver várias instalações do local, como quadras esportivas, piscina, restaurante, etc.

9. Na vida real, os casais eram o inverso

Apesar de os casais na novela serem formados por Mía (Anahí) e Miguel (Poncho Herrera), e Roberta (Dulce María) e Diego (Christopher Uckermann), fora das telas os casais eram o inverso. Dulce María e Poncho Herrera tinham começado a se relacionar quando trabalharam juntos na novela Clase 406 e chegaram a engatar um namoro durante as gravações de Rebelde, mas a história de amor chegou ao fim quando a produção ainda estava sendo exibida.

Por outro lado, Anahí e Christopher Uckermann também namoraram durante uma etapa de Rebelde. Porém, eles ficaram juntos por apenas oito meses.

10. Eles pisaram em palcos importantes no mundo todo

O RBD é considerado o maior fenômeno pop da história do México, mas o sucesso do grupo não se restringiu ao seu país natal. A banda tornou-se uma das mais bem-sucedidas no mercado de música hispânica, vendendo mais de 50 milhões de discos em todo o mundo.

Eles se apresentaram em palcos grandiosos, como o estádio do Maracanã, no Brasil, no Coliseu de Los Angeles, no Madison Square Garden de Nova York e no Vicente Calderón de Madrid. Ao todo, o grupo visitou 116 cidades em mais de 23 países, incluindo Romênia, Colômbia, Venezuela, Argentina, Brasil e Eslovênia.

11. Eles criaram a Fundação Sálvame

O Brasil foi um país muito importante para o RBD diante do grande número de fãs conquistados no País. Em fevereiro de 2006, ocorreu um incidente quando uma cerca de segurança cedeu durante um evento realizado com o grupo em São Paulo, causando consequências trágicas. Após o fato, foi divulgada a criação da chamada Fundação Sálvame, voltada a ajudar crianças em situação de rua. Uma das iniciativas da entidade foi promover um show gratuito no Brasil.

12. Existe um Dia Mundial do RBD

Toda a emoção associada às músicas do RBD bem que merecia uma data no calendário. Em 2007, o 4 de outubro foi oficializado como o Dia Mundial do RBD. O dia foi escolhido por representar o início de Rebelde: o primeiro capítulo da trama foi transmitido em 4 de outubro de 2004.

13. A Netflix prepara uma nova versão da história

Cris Morena, a criadora da história original, confirmou a venda dos direitos para a Netflix, empresa que ficará encarregada de produzir uma nova adaptação da trama. Ao que parece, inicialmente a produção contará com 20 episódios, mas é bem possível que o público não volte a ver os personagens da versão mexicana Rebelde, já que a nova série deve ser mais fiel à versão argentina, Rebelde Way.

Apesar de o elenco ainda não ter sido confirmado, alguns nomes já foram ventilados como sendo de possíveis protagonistas. Entre eles estão os de Sergio Mayer Mori (filho da atriz Bárbara Mori) e Andrea Chaparro (filha do também ator Omar Chaparro).

Você também era um “rebelde”? Qual o seu personagem ou momento preferido da novela? Deixe um comentário contando as emoções que Rebelde provocou em você!

Compartilhar este artigo