Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

10 Ilhas misteriosas que deixam qualquer um morrendo de medo

Quando pequenos, sempre sonhamos em encontrar tesouros escondidos em ilhas desertas. Mas esses lugares escondidos e pouco explorados costumam esconder mistérios que podem transformar qualquer sonho em um autêntico pesadelo.

Fizemos uma lista com 10 misteriosas ilhas que carregam muitos segredos do passado.

10. Atol Palmyra

Atol Palmyra fica ao sul do Havaí e é dos Estados Unidos. Dizem que esse lugar é maldito. Durante séculos a ilha foi ganhando essa fama em função dos navios que naufragavam em sua costa. Um dos incidentes serviu como base para rumores de que no local fora enterrado um tesouro enfeitiçado pelas almas de marinheiros mortos.

Além dos naufrágios, o lugar também esconde muitas histórias de barcos desaparecidos. Em 1855, um barco avisou que havia batido em uma barreira de corais. Quando o resgate chegou, o barco não foi encontrado.

Durante a Segunda Guerra Mundial, a ilha foi usada para alojar tropas. Dizem que os soldados que trabalharam no local sofreram de um pânico que ninguém sabia explicar e muitos cometeram suicídio.

9. Ilha das cobras

A ilha, chamada de Ilha da Queimada Grande, fica no Brasil, perto de Itanhaém e tem uma quantidade enorme de cobras - na verdade, um tipo especifico de jararacas. Além disso, há espécies de pássaros que estão em perigo de extinção. As espécies que habitam a ilha são muito venenosas. Basta uma mordida para que os tecidos comecem a se decompor. Apenas expedições da Nat Geo são realizadas no local, para pesquisa e filmagem.

Claro que há histórias de vítimas. Um pescador que desconhecia as regras de segurança desembarcou no local. Quando o encontraram, ele estava cheio de picadas de cobras. Uma família decidiu se mudar para a ilha e, segundo rumores, teve de sair correndo de sua casa, que fora invadida por cobras. Infelizmente, elas foram encontradas mortas em diferentes lugares da ilha.

8. A ilha 'A terra da não volta'

Na língua dos kazajos, o povo local, a ilha, no Mar de Aral, se chama Barsa-Kelmes, o que pode ser traduzido como 'terra da não volta'. Seu nome vem de lendas sobre fugitivos que permaneceram na ilha durante mais ou menos um ano e voltaram décadas depois. Além disso, no local desapareceram grupos de pessoas. Os kazajos culpam um lagarto voador da pré-história.

A ilha foi primeiramente habitada no século XIX. No século XX, seu território era ocupado para caçar. Não obstante, foi declarada zona de reserva e se transformou em uma das mais protegidas da União Soviética.

Após o recuo do Mar de Aral, a ilha se uniiu à costa.

7. Ilha Miyake

Ficar nessa ilha só é possível usando uma máscara. Em Miyakejima, no Japão, há um vulcão ativo. O perigo, no entanto, não é uma possível erupção, mas o gás tóxico que sai da terra. Em 1962, após uma forte erupção, todos os habitantes tiveram que ser retirados da ilha. Em 2000, algumas pessoas voltaram e, hoje, vivem pouco mais de 2 mil pessoas no local.

6. Ilha de Poveglia

A história desta ilha de Veneza, Itália, pode assustar. Durante a epidemia de peste negra, ela foi um refúgio para 160 mil pacientes. Mais ou menos 50% de suas terras eram cinzas de cadáveres queimados.

Nos anos 20 do último século, o governo italiano abriu um hospital para pessoas com problemas psiquiátricos. Os pacientes reclamavam de dores de cabeça e afirmavam que a ilha estava cheia de espíritos de pessoas que haviam morrido torturadas. Dizem que os médicos faziam experimentos horríveis no local. Não se sabe por que, mas dizem que ele enlouqueceu e se matou. Após o incidente, o hospital foi fechado. Atualmente, a ilha está deserta. Nas redes sociais é possível ver imagens de quartos abandonados.

5. A ilha de bonecas

A Ilha das Bonecas, no México, é uma ilha muito conhecida entre os amantes de eventos paranormais. Nela, viveu um homem chamado Julian Santana Barrera. Segundo a lenda, um dia, próximo à costa, uma garota se afogou. Após o incidente, muitas bonecas velhas começaram a chegar na ilha. Ele pensou tratar-se de um sinal e começou a pendurar as bonecas nas árvores, para defender-se da maldição, e para tentar ser mais bondoso com o espírito da garota.

Ele juntou bonecas por mais de 50 anos e foi encontrado afogado no mesmo lugar onde a garota se afogara.

4. Ilha Bouvet

Esta ilha pertencente à Noruega talvez este seja o ponto mais isolado da Terra.

Existe uma história muito curiosa sobre o lugar. A ilha foi descoberta em 1739 e durante quase 60 anos ficou esquecida. Após um tempo, uma expedição fez um interessante descobrimento: havia um barco abandonado na ilha. Não foram encontradas marcas para poder identificar que barco era. Pensaram em um naufrágio, mas não foram encontrados restos humanos ou objetos.

Além disso, na ilha houve duas explosões nucleares em 1979, mas elas não foram reconhecidas por nenhum país.

3. Ilha Henderson

Embora essa ilha do Pacífico pertencente à Grã Bretanha, seja conhecida pela enorme quantidade de lixo, existe um grande mistério em relação a ela.

Um de seus enigmas é uma caverna onde há esqueletos humanos. Foram achados petróglifos nas rochas, fornos e ferramentas de pedra. Ninguém sabe de onde vieram, ou a que cultura pertencem. Segundo dados arqueológicos, as Henderson foram habitadas nos séculos XII e XV.

Não se sabe ao certo de que grupo se trata, ou como ele desapareceu. Outro mistério é que na ilha quase não há água doce e os esqueletos se encontram dispostos de maneira muito organizada.

3. North Brother Island

Ano 1904.

Ano 2006.

A história desta ilha, na costa de Nova York, tem relação com o caso das ilha de Veneza já contado aqui

No final do século XIX foi inaugurado um hospital para curar (e isolar) pacientes com varíola. Em 1904, um barco chamado General Slocum sofreu um acidente e milhares de pessoas faleceram.

Após mais de 40 anos, foi aberta uma clínica de reabilitação na ilha para viciados em drogas, mas ela ficou famosa pela crueldade com que tratavam as pessoas. Além disso, a porcentagem de pacientes que começou a consumir mais drogas após o tratamento aumentou e por isso ela foi fechada em 1963.

Segundo dados de 2017, a ilha está desabitada, a clínica foi destruída e seu território tem apenas árvores.

1. Ilha de Roanoke

Roanoke em 2016.

Essa ilha, nos E$stados Unidos, ficou famosa pelo desaparecimento de seus colonos. Em 1587 o governador John White deixou no local mais de 100 homens e mulheres, mas precisou voltar à Inglaterra. Ele voltou apenas 3 anos depois.

Antes de ir embora, ele ouvira dos colonos que eles deixariam um sinal em um lugar chamativo se decidissem abandonar a ilha. Quando voltou, John encontrou uma palavra marcada em uma árvore: 'Croatoan'. Em outro lugar, viu a palavra 'Croa', que estaria relacionada com a outra palavra. Croatoan é o nome da tribo indígena e de um deus. Pode ser traduzido como 'Ceifador de almas'. Talvez os colonos tenham sido vítimas de algum tipo de ritual.

Bônus: ilha de porcos nadadores, nas Bahamas

Essa ilha de porcos é muito curiosa, principalmente porque nela moram morcos selvagens. Locais e turistas sempre ficam admirados com esse curioso fato da natureza.

Se você quiser, pode reservar um quarto em um pequeno hotel da ilha, mas é provável que um porco venha nadando até você e peça algo de comer. E cuidado: se fizer um passeio de barco e ele ficar encalhado, é provável que um porco venha nadando, entre no barco e roube a sua comida.

Gostaria de visitar alguma delas? Se pensou na Queimada Grande, no litoral brasileiro, um aviso: os únicos visitantes costumam ser pesquisadores especializados do Instituto Butantan. A picada de uma das espécies jararacas existente no local é 20 vezes mais potente que o da jararaca comum.

Imagem de capa sunnyfoxsmiles