Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração
Incrível

10 Novelas mexicanas que conquistaram o mundo inteiro

O melodrama que acompanha as histórias de amor marcadas por terríveis vilões em novelas tem sido, desde o princípio, motivo para as famílias se reunirem em frente à televisão. O México é um dos principais exportadores de novelas, e as tramas são tão intrigantes que podem fazer as pessoas sonharem em qualquer lugar do mundo.

É por isso que o Incrível.club criou uma lista com algumas novelas mexicanas que tiveram um sucesso impressionante fora de seu país. Além disso, há um bônus especial com menções honrosas no final do post. Não perca!

Histórias que ultrapassam fronteiras

O sucesso das novelas mexicanas atravessou oceanos e chegou a lugares inesperados do mundo. Embora inicialmente tenham sido patrocinadas por empresas que vendiam sabão e detergentes, por acreditarem que seria uma boa maneira de promover seus produtos entre as donas de casa, as novelas se tornaram um fenômeno cultural que impacta o cotidiano das pessoas.

Embora o México não seja o único produtor de novelas, o país definiu a tendência que outras nações seguiram e obteve sucesso comercial que se traduz em grandes lucros e no reconhecimento internacional das histórias e de seus protagonistas. De fato, a UNESCO também apoiou a chegada de novelas em países de baixa renda, a fim de promover o planejamento familiar, a saúde reprodutiva e a equidade de gênero.

Rosa Selvagem (1987)

Seu roteiro é uma fusão das radionovelas A IndomávelA Gata, e conta a história de Rosa (Verónica Castro), uma menina ingênua, de classe humilde e sem muita educação que conhece Ricardo (Guillermo Capetillo), um jovem rico que se casa com ela apenas para se rebelar contra sua família. Com o tempo, ele cai em sua própria armadilha e se apaixona por Rosa.

A novela permitiu que a Televisa chegasse à Alemanha pela primeira vez, um dos mais de cem países onde foi transmitida. Apesar de já terem se passado mais de 30 anos desde o seu lançamento, a produção continua a ter grande popularidade em países como Ucrânia, Cazaquistão e Moldávia.

Simplesmente Maria (1989)

A história de uma jovem pobre que engravida e precisa lidar sozinha com os desafios que isso implica comoveu milhões de pessoas em todo o mundo. A personagem principal, interpretada pela atriz Victoria Ruffo, inspirou muitas mulheres, pois se transformou de uma garota pobre a uma respeitada estilista com sua própria grife.

É considerada uma das novelas mexicanas de maior sucesso internacional, e não é para menos, até em Moscou os fãs se juntaram para receber Victoria Ruffo. Recentemente, foi divulgada a história de uma mulher angolana que se declarou  da atriz e até aprendeu espanhol graças a essa e a outras novelas mexicanas.

Trilogia das Marias

A atriz e cantora Thalía ganhou fama internacional, em grande parte, graças à trilogia conhecida popularmente como As Três Marias; três novelas diferentes que tinham uma história muito semelhante: uma menina pobre que conhece um homem rico e se apaixonam, mas devem superar vários obstáculos antes que possam ficar juntos.

Maria Mercedes (1992)

Foi a personagem que deu a Thalía fama e fortuna, além de torná-la vencedora de vários prêmios e inesperado reconhecimento mundial em países onde nem sequer se fala o espanhol. A novela também marcou o início de uma era na qual muitas recém-nascidas foram batizadas de “Maria Mercedes”, “Marimar” ou até mesmo “Thalía”, especialmente no México.

Marimar (1994)

Alguns consideram a mais bem-sucedida das três, pois quebrou recordes de audiência em mais de 40 países, entre eles Ucrânia, Rússia e Indonésia. Mesmo nas nações árabes, ela detém o recorde de maior audiência, já que o capítulo final foi sintonizado em 97 de cada 100 lares que assistiam à televisão no momento.

De fato, na Costa do Marfim, o furor foi tanto que as mesquitas anteciparam o horário das orações para que os fiéis pudessem assistir à novela. Além disso, as pessoas se reuniam em bares para assisti-la e os jornais, que incluíam resumos dos capítulos, aumentaram sua tiragem.

Maria do Bairro (1995)

A novela nos presenteou com momentos que se tornaram virais graças à Internet e imortalizou a vilã Soraya Montenegro na cultura pop. Na realidade, trata-se de uma adaptação da novela mexicana Os Ricos Também Choram (1979), outra produção de muito sucesso.

A Usurpadora (1998)

Vem a ser uma versão da novela homônima venezuelana, transmitida em 1972, e conta como as gêmeas que foram separadas no nascimento se conhecem já adultas e trocam de identidade. A produção deu à sua protagonista, Gabriela Spanic, fama internacional, além de se tornar uma das novelas com mais transmissões no mundo, e ter sido dublada em mais de 25 idiomas.

Um dado curioso é que há anos circulam rumores de que, inicialmente, Thalía fora cogitada para ser a protagonista da história, mas ela recusou por estar em turnê com seu show, o que deu à Gabriela a oportunidade de estrelar a ficção com seus personagens mais icônicos, a doce Paulina Martínez e a malvada Paola Bracho. Você pode imaginar Thalía sendo “a usurpadora”? Conte para a gente nos comentários!

Amor Real (2003)

Ambientada no México pós-independência, por ser uma novela de época, requereu uma grande produção, altamente elogiada por seus figurinos e recriações. De fato, foram necessários mais de mil atores, figurantes, técnicos e artesãos para levá-la a cabo. Teve tanta popularidade no México que foi reprisada apenas quatro meses após a transmissão original.

Também foi um sucesso internacional e, nos Estados Unidos, superou as principais redes de televisão americanas, apesar de não ter legendas em inglês. Dois anos após sua estreia, saiu sua versão em DVD e tornou-se a primeira novela a ser lançada com legendas em inglês, o que lhe permitiu chegar a mais países.

Rebelde (2004)

Se falamos de novelas juvenis, Rebelde é menção obrigatória. Trata-se de uma adaptação da argentina Rebelde Way, mas ambientada na “Elite Way School”, uma escola particular onde esses jovens vivem histórias de amor, amizade, música e muita rebeldia. A novela se tornou um fenômeno, e nas ruas mexicanas era comum encontrar à venda a gravata característica dessa escola fictícia. Parecia que todos queriam se sentir pelo menos um pouco “rebeldes”.

Como resultado da produção, lançaram o grupo musical RBD, composto pelos mesmos protagonistas, que conseguiram vender milhões em artigos de merchandising e ganharam vários discos de platina e ouro, além de se apresentarem em palcos de grande importância na América Latina e na Europa, para cantar alguns de seus hits como “Solo Quédate en Silencio” e “Sálvame”.

Rubi (2004)

A história é baseada em um desenho animado romântico de 1963, escrito por Yolanda Vargas Dulché, e rompeu padrões por ter uma protagonista bastante atípica. Rubi (Bárbara Mori), tão bela quanto perigosa, é uma mulher ambiciosa que não se importa em fazer o que deve ser feito para alcançar a fortuna que deseja, mesmo que isso envolva sacrificar o verdadeiro amor.

Em meio a histórias em que a protagonista era sempre boa e ingênua, um papel como o de Rubi foi um sopro de ar fresco que continua vigente graças às suas retransmissões. De acordo com as tendências de pesquisa na Internet, é a favorita em países como República do Congo e Camarões.

A Madrasta (2005)

Davam 21h00 no México e as pessoas já estavam sentadas em frente à televisão, esperando que o capítulo respondesse à pergunta “quem é o verdadeiro assassino de Patricia?” Devido a esse crime, a protagonista, Maria (Victoria Ruffo), é injustamente presa por vinte anos, mas volta para buscar justiça e recuperar sua família.

A novela também passou nos Estados Unidos, em países da América Latina, na Europa e na Rússia. Quando foi ao ar no México em 2007, a produção decidiu dar aos espectadores uma nova experiência e gravar novas cenas para criar um final alternativo com um assassino diferente do original, por isso conseguiu manter o público novamente preso à poltrona.

Bônus: menções honrosas

Em 1958, Senda Prohibida (Caminho Proibido, em tradução livre) foi produzida no México; a primeira novela com a estrutura como conhecemos hoje. Desde então, várias histórias foram criadas que muitos se lembrarão, algumas das quais são:

Você gosta de novelas? Qual é a sua favorita? Quais dessa lista você viu e quais gostou mais? Conte para a gente nos comentários.

Imagem de capa Marimar / Televisa
Compartilhar este artigo