Incrível
Incrível

10 Curiosidades infantis que nem todo adulto consegue responder

Crianças são, por sua natureza, curiosas. E não é todo adulto que consegue responder a questionamentos infantis. Por exemplo, por que espirramos quando submetidos à luz intensa do sol? Por que trememos quando estamos com medo? Por que não devemos olhar fixamente quando alguém está fazendo uma solda?

O Incrível.club selecionou 10 perguntas simples, mas muito interessantes, feitas pelas crianças e para as quais poucos adultos seriam capazes de dar a resposta certa.

Por que as pessoas espirram quando expostas à luz intensa do sol?

Você sabia que entre 18 e 35% das pessoas que saem à rua num dia de muito sol espirram muito por conta de um traço genético pouco estudado? O fenômeno do espirro repentino (reflexo de espirro por luz brilhante) é provocado quando a luz incomoda o nervo ótico, repercutindo nos receptores responsáveis pelo espirro.

Os receptores visuais se encontram ao lado dos receptores do espirro, e todos eles se conectam ao cérebro pelo mesmo caminho. Assim, o cérebro responde a uma reação visual da mesma maneira que reagiria a uma olfativa, por acreditar que o organismo encontrou algum corpo estranho. O cérebro dá a ordem de eliminar esse corpo estranho, estimulando o processo de espirrar.

Por que faz mal olhar quando alguém está fazendo uma solda?

Desde a infância, todo mundo sabe que olhar para alguém fazendo uma solda faz mal aos olhos. Mas por quê? É algo que pouca gente sabe. A questão é que a luz emitida pela solda contém uma grande quantidade de raios ultravioleta que afetam a córnea, a retina e o cristalino do olho. Em outras palavras, os raios UV provocam uma queimadura na córnea, que surge após algumas horas e se manifesta na forma de dor, sensação de cisco no olho, avermelhamento e produção de lágrimas.

A total recuperação pode levar várias semanas; por isso recomendamos que você realmente evite olhar diretamente para uma solda a menos que esteja utilizando uma máscara especial.

Quem é mais inteligente: cães ou gatos?

Pesquisadores da Universidade de Vanderbilt, nos EUA, concluíram que o córtex cerebral dos cães conta com cerca de 530 milhões de neurônios, contra 250 milhões dos gatos. E é o córtex o encarregado pelos pensamentos, pelo planejamento e comportamento complexo, segundo os especialistas. A quantidade de neurônios afeta a capacidade animal de tomar decisões com base na própria experiência. Assim, é possível afirmar que os cães são duas vezes mais espertos que os gatos. Aliás, para efeitos de comparação: o córtex cerebral humano tem 16 bilhões de neurônios.

Qual o mais frio: o Polo Sul ou o Polo Norte?

Há muitos anos, os dados meteorológicos indicam que o Polo Sul é consideravelmente mais frio que o Norte. A temperatura média no Polo Norte é de — 34 ºC, enquanto que no Polo Sul, é de cerca de — 48,9 ºC. Isso ocorre porque o Polo Norte fica entre dois oceanos e a poucos metros acima do nível do mar, atuando como uma espécie de depósito térmico. Já o Polo Sul fica no meio da Antártida e a 2.800 metros sobre o nível do mar.

Por isso, uma grande quantidade de raios solares que chegam à superfície é refletida pela neve, que é muito branca. Assim, o Polo Sul possui os climas mais frios da Terra.

Existem flocos de neve iguais?

A resposta para a pergunta depende de encontrar flocos de neve similares. Como afirma o professor de física da Universidade da Califórnia Kenneth G. Libbrecht, se examinarmos a forma dos flocos de neve através de um microscópio simples, então teoricamente é possível encontrar dois flocos similares. Mas quando eles são comparados a um nível molecular, então nunca encontraremos dois flocos de neve iguais.

Um cristal de neve comum pode conter cerca de 10 elevado a 18 moléculas de água (ou seja, 1 com 18 zeros). Tais moléculas de água se dissipam pelo cristal de uma forma aleatória, formando uma figura hexagonal. Por isso, a probabilidade de que dois cristais de gelo tenham a mesma composição molecular é praticamente igual a zero.

Por que algumas árvores têm manchas escuras no tronco?

O químico Tobias Lowitz explicou, no século XVIII, o motivo que faz com que as bétulas (uma árvore parente do carvalho) sejam brancas. Ele conseguiu separar uma substância orgânica cristalina do tronco da árvore, que foi batizada de betulina. Trata-se de uma substância firme e alcatroada que faz com que o tronco tenha uma estrutura densa que impede a passagem de água, do ar e protege contra nevascas. Mas como o ar é necessário para as células do tronco, as manchas escuras vêm para ajudar, e elas são chamadas de lenticelas. Elas têm uma estrutura mais porosa, com uma distância maior entre as células, permitindo que a árvore respire.

Aliás, gostaríamos de ressaltar que existem mais de uma centena de espécies de bétulas, e nem todas as árvores são brancas com manchas escuras. Algumas delas têm manchas mais claras ou num tom avermelhado que lembra vinho tinto.

Por que gatos têm medo de pepinos?

Há alguns anos, viralizaram na web alguns vídeos que mostravam gatos sendo assustados pelos donos com a ajuda de pepinos. Em um deles, o coitado do bichano está comendo e, ao ver um pepino no chão, dá um salto e entra em pânico. Mas a questão não se trata do pepino em si. Quando estão comendo, os gatos relaxam ao máximo, já que associam o local de refeição com algo seguro. Quando os gatos percebem a presença de um objeto suspeito, seu instinto de sobrevivência é ativado. Por isso, eles reagiriam da mesma forma diante de uma banana, uma berinjela ou mesmo um abacaxi.

Por que os pássaros voam formando um “V”?

Tudo é muito simples: esse método de voo é muito eficaz, já que a formação em “V” garante uma corrente de ar ideal para que as aves gastem menos energia na atividade. Além disso, assim fica claro quem é o líder que as demais aves devem seguir. É interessante saber também que as aves chegam a sincronizar o movimento das asas. Porém, destacamos que apenas aves grandes voam dessa forma (cisnes e gansos, por exemplo), enquanto as menores, por conta do leve peso, contam com outros processos aerodinâmicos durante o voo. Por esse motivo, o voo em “V” seria perigoso para elas, que preferem se movimentar isoladamente.

Aliás, os pilotos de aviões de combate também usam essa formação.

Por que os vagalumes brilham?

Como explica Marc Branham, professor de entomologia e pnematologia na Universidade da Flórida, os vagalumes produzem uma reação química no corpo que é a responsável pelo brilho. Esse tipo de fenômeno é chamado de bioluminescência. A luciferina se combina com o oxigênio e forma uma molécula inativa chamada oxiluciferina. A luciferase regula a velocidade, acelerando a reação que ocorre em dois momentos e que dá origem à luz. Os vagalumes têm a capacidade de controlar o início e o fim da reação e, assim o tempo da luminescência. Os pesquisadores avaliam que esses insetos brilham para atrair o sexo oposto.

Por que trememos quando sentimos medo?

De acordo com Kim Hellemans, neurocientista do Departamento de Neurociência da Universidade de Carleton, em Ottawa, Canadá, diante do medo o cérebro envia um sinal às glândulas suprarrenais, que liberam no sangue adrenalina e cortisol, o hormônio do estresse. A tarefa desses hormônios é preparar rapidamente o organismo para um possível esforço físico (ataque, proteção ou fuga). Graças a essas substâncias, o coração acelera, as pupilas dilatam, surge uma “visão de túnel” e os músculos ficam tão tensos que, diante da falta da atividade física (fuga, agressão), começam a diminuir drasticamente sua atividade. Exteriormente, isso se manifesta como um tremor.

Ilustradora Alice Perkmini exclusivo para Incrível.club
Incrível/Curiosidades/10 Curiosidades infantis que nem todo adulto consegue responder
Compartilhar este artigo
Você pode gostar destes artigos