Incrível
Novo Popular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Por que tantos jovens se sentem infelizes hoje em dia

A cada ano que passa mais adultos e adolescentes se sentem infelizes e deprimidos. Segundo pesquisas realizadas nos últimos anos, essa é uma tendência que tem se mostrado cada vez mais alarmante. De acordo com os números observados, houve um aumento drástico nos transtornos de humor e no estresse psicológico em adolescentes e adultos jovens.

Incrível.club decidiu olhar com mais atenção para esses números para pensar em diferentes maneiras de ajudar as novas gerações. E o spoiler de hoje é positivo: isso é possível.

JM Twenge é uma psicóloga do Departamento de Psicologia da Universidade Estadual de San Diego (EUA) que trabalha com adolescentes e jovens adultos. Junto com alguns colegas, ela estudou cuidadosamente os dados da Pesquisa Nacional sobre o Uso de Drogas e Saúde dos EUA e descobriu fatos bastante preocupantes.

  • Houve um aumento de 52% nos casos de transtorno de humor, com destaque para pensamentos depressivos e comportamentos orientados ao suicídio entre os adolescentes (de 12 a 17 anos).
  • O aumento entre os jovens adultos, entre os 18 e os 25 anos, foi de 63%.

A boa notícia é que pessoas com mais de 26 anos raramente apresentam esse tipo de comportamento, segundo dados da mesma pesquisa.

Quem é o culpado?

JM Twenge e seus colegas defendem que há 2 fatores associados a essa situação.

  • O aumento da comunicação eletrônica.
  • Uma diminuição na duração do sono.

As mídias sociais, suas ferramentas de envio de mensagens e outros fatores do mundo digital afetam as pessoas de uma maneira mais forte do que podemos imaginar. Parece que a intensidade de comunicação real (cara a cara) que as crianças mantêm hoje em dia chegou em um nível mínimo — as crianças passam a maior parte do tempo ou mantendo conversas on-line ou assistindo a vídeos no YouTube. Os conteúdos vistos também podem ser uma causa dos transtornos de humor e dos sentimentos de infelicidade.

O tempo que passamos online parece voar e quando olhamos o relógio percebemos que já se passou da hora de dormir. Isso faz com que, no caso dos adolescentes, o ciclo do sono fique completamente desregulado, porque eles sempre acham que estão perdendo algum acontecimento importante. O problema é que dormir bem é fundamental para o corpo recarregar as energias. Uma noite bem dormida é sinal de energia física e mental e de bem-estar.

Como escapar dessa situação?

O enorme acesso à tecnologia obriga os pais a impor uma série de normas sobre o tempo de Internet e de redes sociais para um adolescente. Mas impedir que um jovem fique online é muito difícil, especialmente quando os filhos não estão em casa. Uma alternativa é o SmartWatch: você sempre pode ver se a criança está na Internet ou não.

Monitorar as atividades dos nossos filhos e o tempo que eles gastam na Internet pode ser uma maneira de encontrar um melhor equilíbrio na saúde mental da família. Felizmente, a maioria dos celulares de hoje tem opções que permitem limitar o acesso das crianças aos aplicativos e redes sociais, além de permitir o monitoramento dos conteúdos e o controle geral das atividades online. Existem muitos apps que ajudam os pais a fazer isso.

É também importante que os pais encontrem tempo para os filhos, mostrando apoio e empatia quando necessário. Mas será que os filhos não passam mais tempo online porque precisam preencher o vazio deixado pela falta de atenção que recebem dos pais? Talvez um bom caminho seja a diminuição no uso da tecnologia por parte dos próprios pais, abrindo o caminho para que os filhos façam o mesmo.

Você acha que a tecnologia moderna traz mais vantagens ou desvantagens às pessoas? Compartilhe a sua opinião nos comentários.

Imagem de capa Zendaya / Instagram