8 Comportamentos de crianças que são, na verdade, pedidos de ajuda

Assim como os adultos, as crianças também vivem seus altos e baixos. Elas podem ficar muito sensíveis e mostrar sinais claros de ansiedade por causa de problemas de aprendizado ou do ambiente familiar. Além disso, a falta de atenção pode provocar comportamentos agressivos e até causar hiperatividade. Nesse sentido, é importante ficar atento para tentar reconhecer esses comportamentos logo no começo.

Nós, do Incrível.club, pesquisamos mais detalhes sobre o comportamento infantil e queremos compartilhar com vocês importantes informações que ajudam a entender as reações das crianças.

1. Seu bebê se comporta de maneira agressiva e morde você

A agressividade em bebês pode ser explicada pelo desenvolvimento do cérebro: durante o processo de construção do cérebro, são desenvolvidas as habilidades de raciocínio e de pensamento lógico.

Comportamentos agressivos, como morder, não significam que existe algo de errado na maneira como os pais estão criando seus filhos, pelo menos não nessa fase. A questão é que os bebês ainda não têm capacidade cerebral suficiente para o autocontrole.

A melhor maneira de agir:

Indique para o seu filho a maneira correta de se comportar e peça que ele repita.

2. Alterações de humor e histeria

Pode parecer uma cena dramática, com lágrimas e gritos, mas na verdade não há nada fora do controle. Muitas vezes, isso acontece apenas porque o bebê recebeu uma xícara vermelha em vez de uma azul.

As emoções dos bebês vão se tornando cada vez mais complexas e muitas vezes eles não sabem lidar com elas. É por isso que cada momento de decepção se transforma em um grande fim de mundo.

A melhor maneira de agir:

Fique calmo e deixe o seu filho expressar as suas frustrações, mas mostre o que não está certo (não finja). Mostre algumas maneiras positivas de expressar os sentimentos e explique que jogar o tênis ou a comida não é a maneira correta de reagir.

3. A criança se recusa a se sentar na cadeirinha, calçar os sapatos ou arrumar a mochila

Se o seu filho joga o tênis, nega-se a se vestir ou não quer fazer a mochila da escola de jeito nenhum, talvez ele esteja cansado e precise de um tempo para relaxar.

A melhor maneira de agir:

Não é preciso arrastar o seu filho para todo lugar ou inscrevê-lo em muitos cursos, isso pode deixá-lo sobrecarregado. Reserve um tempo livre para brincadeiras e lembre-se de que a melhor maneira de resolver os problemas é por meio da conversa.

4. Seu filho corre dentro de casa, briga e se pendura nas coisas

Quando seu filho não consegue se acalmar, tenta brigar ou começa a correr ele pode estar com energia sobrando. Nem sempre as crianças conseguem explicar que querem brincar na rua com os amigos.

A melhor maneira de agir:

Talvez o ideal seja repensar a rotina do seu filho e tentar organizar outras atividades para que ele gaste mais energia.

5. O seu filho vive quebrando os brinquedos

Uma criança pode quebrar os brinquedos, brincar de forma agressiva ou até mesmo ignorar os brinquedos novos porque ela está entediada. Talvez ela queira dar uma volta com você, ou apenas esteja pedindo um abraço.

A melhor maneira de agir:

Tente sugerir diferentes brincadeiras antes de brigar. O que você também pode fazer é começar a desenhar e, se o seu filho realmente quiser, ele pode se sentar ao seu lado e entrar na brincadeira.

6. O seu filho diz “não” para tudo

Quando uma criança recusa comida, nega-se a escovar os dentes ou diz que não vai trocar de roupa ela está indicando que quer começar a controlar as situações.

A melhor maneira de agir:

Para evitar essa disputa pelo poder, é importante sempre dar duas alternativas para o seu filho. Por exemplo, você pode sugerir que ele arrume o quarto naquele momento ou depois de dar um passeio.

7. Você pega o seu filho mentindo e trapaceando

Crianças podem mentir ou exagerar, mas se isso acontece com frequência, é melhor não ignorar. Isso pode acontecer porque elas estão com medo de alguma coisa, por exemplo, da sua reação.

A melhor maneira de agir:

Em primeiro lugar, não leve isso para o lado pessoal. Em segundo, tente achar a raiz do problema e converse.

8. Você vê o seu filho bater em outras crianças

Muitas vezes as crianças aprendem a lidar com as emoções apenas quando estão estressadas. O problema é que as habilidades de comunicação não se desenvolvem até os 5 anos. Crianças mais velhas podem se comportar assim por medo ou ansiedade. Nesse sentido, a maneira como os pais se comportam pode influenciar as reações dos filhos.

A melhor maneira de agir:

Preste atenção se não há ninguém perto do seu filho que esteja servindo de exemplo para esse tipo de comportamento.

Já precisou enfrentar esse tipo de comportamento com o seu filho ou com a sua filha? O que você fez? Compartilhe nos comentários.

Illustrated by Polina Chernevina exclusivo para Incrível.club
Compartilhar este artigo