Incrível
Novo Popular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Iniciativa ajuda a reduzir o desperdício de frutas e verduras em Bangladesh

Segundo a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), aproximadamente um terço de todos os alimentos produzidos no mundo se perde. Isso pode acontecer de duas formas: (1) na etapa de produção/transporte (as chamadas “perdas”, por exemplo, no transporte inadequado até o mercado ou a feira) e (2) depois que o alimento chega ao consumidor (o desperdício).

Se olharmos para os pequenos produtores de países em desenvolvimento, notaremos que a situação é parecida em todos esses lugares. Seja no nordeste do Brasil ou em países da África, a maioria vive da agricultura de subsistência. Esse é o caso dos agricultores de Bangladesh, na Ásia. Só que boa parte do que eles produzem não é vendida, transformando-se em perdas, de alimento e de dinheiro.

Hoje, o Incrível.club traz para você a história do projeto que está lutando para reverter essa preocupante situação e que está ajudando tanto os produtores locais como o Meio Ambiente.

Eles podem economizar e reduzir a perda de alimentos

O United Commercial Bank Limited (UCB) e a rede de supermercados Shwapno se juntaram em um projeto para comprar frutas e verduras que estão sobrando. O UCB coloca estações para adquirir a mercadoria dos pequenos agricultores. Essa mercadoria é recolhida pela rede Shwapno para, então, ser vendida pela sua rede varejista.

Os interessados se registraram e passaram a levar os produtos que estavam sobrando

Para fazer parte do programa, os agricultores devem se registrar presencialmente nos centros do UCB e pesar a mercadoria que depois será comprada e vendida pela Shwapno. O valor (medido de acordo com a mercadoria) é depositado em contas que foram abertas gratuitamente para os agricultores.

Um projeto de sucesso que beneficia os produtores menos favorecidos

Durante a fase de teste, 200 pessoas se inscreveram em 24 horas. Maruf Hasan, da Gray Daka (companhia que lançou a campanha publicitária do projeto), comentou que graças ao programa os agricultores podem economizar de uma maneira mais formal (com conta bancária) e, dessa forma, crescer economicamente.

Ele também destacou que agora eles podem contribuir com a economia local e diminuir a desigualdade por meio da inclusão financeira. Isso acontece porque esses produtores passaram a economizar dinheiro (resultante da venda de produtos que antes representavam perdas). Além disso, existe uma importante contribuição ao Meio Ambiente, também decorrente do fim da perda de alimentos — com maior produtividade, a terra é menos explorada.

É importante ressaltar que em 4 semanas foram acumuladas mais de 58 toneladas de produtos que, de outra forma, iriam parar no lixo.

Que estratégias você adota para evitar a perda de alimentos? E o que faz para economizar dinheiro? Compartilhe as suas dicas e a sua opinião nos comentários.