Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Projeto mostra como casais encontraram sua cara metade

2---
30k

O projeto The Way We Met (como nos conhecemos), no Instagram, publica histórias reais, fotos e vídeos de casais felizes, revelando como eles se conheceram e se apaixonaram.

O Incrível.club não poderia ficar indiferente a depoimentos tão comoventes, e acredita que todo mundo deveria ler cada um deles. Assim, até as pessoas de coração mais duro podem se convencer de que é possível encontrar sua cara-metade.

Se apaixonou pela segunda vez

Depois de sofrer uma série de ataques epiléticos, Jessica Sharman perdeu a memória. Ela não lembrava do próprio nome, muito menos dos entes queridos. Para ela, seu namorado, Richard Bishop, virou um completo estranho. Quando estava ao lado dele, a moça se sentia muito incômoda. Mas Richard não desistiu e começou a ganhar novamente a confiança de Jessica. O amor e a paciência do rapaz acabaram fazendo com que reconquistasse a amada.

"Eu não lembrava nem um pouco dele, mas ele agia como se fôssemos apaixonados. Eu tentei terminar tudo, mas ele parecia muito vulnerável. Richard prometeu que me ajudaria a lembrar bem de tudo o que passamos juntos. A força dos seus sentimentos e seus cuidados finalmente me convenceram de que dar uma nova chance ao relacionamento era uma boa ideia. Não lembro da primeira vez em que me apaixonei por Richard, mas sem dúvidas lembro bem da segunda".

Um encontro no trem

"Lembro da primeira vez que vi Mark no trem, a caminho do trabalho. Foi amor à primeira vista. Depois, eu passei a vê-lo todos os dias, mas ele estava sempre mergulhado em algum livro. Me atrevi a fazer algo desesperado: entreguei a ele uma carta, convidando-o para sair. Fiquei muito nervosa durante todo aquele dia, até que às 17h30 ele respondeu, dizendo que não poderia aceitar meu convite porque tinha namorada

Oito meses se passaram. Mark e eu continuávamos sendo meros companheiros de viagem que não se falavam. Mas um dia, ele me mandou um e-mail perguntando se eu toparia sair com ele. Ele tinha terminado o namoro alguns meses antes. Nosso primeiro encontro foi perfeito, três meses depois já estávamos morando juntos. Três anos depois, ele me pediu em casamento. Dentro de um trem, é claro".

Interesses em comum

"Hoje em dia, me parece uma loucura que eu tenha encontrado o amor num site de relacionamentos. Quando nos conhecemos, eu tinha 33 anos e Chris, 35. Nós dois estávamos preocupados, achando que nunca encontraríamos um amor. Mas por sorte, não foi o que aconteceu. Chris e eu somos grandes fã de futebol. Quando vi a foto dele, notei que ele usava a camiseta do seu time.

Como fazia frio, me neguei a colocar um vestido (mesmo para o primeiro encontro) e sugeri a Chris que passássemos a tarde num ambiente informal. Ele não se importou. Fui à casa dele, pedimos comida e simplesmente ficamos vendo TV. Nos sentíamos como se nos conhecêssemos há uma eternidade. De lá para cá, dois anos se passaram, estamos casados e nossa filha nasceu há poucos meses.

No lugar certo, na hora certa

"Conheci minha esposa por estar no lugar certo, na hora exata. Meus amigos tinham me convidado para uma balada. Eu não queria ir, mas um deles me convenceu dizendo que queria me apresentar a uma mulher linda. Ela realmente era linda, mas enquanto eu conversava com a moça, notei outra mulher passando por ali. E não consegui tirar os olhos dela. Se chamava Claire.

Depois, a chamei para dançar e acabei pedindo um beijo. Ela ficou muito vermelha, mas disse que sim. Aquele beijo pareceu magia pura. Voltamos para a mesa e conversamos durante horas. Continuamos nos encontrando, e cinco meses depois fiz o pedido tão esperado. Hoje, estamos juntos há sete anos, temos dois filhos e vivemos muitos momentos felizes juntos".

Uma equipe unida

"Conheci meu marido Pete na universidade. Eu dividia o quarto com Nancy, irmã dele, e foi ela quem me mostrou uma foto dele. Eu disse que tinha achado Pete lindo, e ela insistiu para que nos encontrássemos. Isso aconteceu há 34 anos. Desde então, somos inseparáveis. Sou designer de interiores, Pete é engenheiro, e nossas habilidade em conjunto fizeram com que formássemos uma verdadeira equipe.

Criamos nossos três filhos maravilhosos, que já formaram suas próprias famílias. Valorizamos todos os instantes que passamos com nossos filhos e netos (o terceiro jpa está a caminho!). Há muitos anos, temos uma tradição: várias vezes por semana, saímos para passear com nosso labrador. É só uma das muitas formas que encontramos para manter a força do casamento.

Amor encontrado numa lavanderia

"Conheci Josh numa lavanderia. Eu estava morando temporariamente na casa de uma amiga que não tinha máquina de lavar. Não foi fácil encontrar um lugar para lavar minhas roupas, mas quando vi aquele jovem caminhando com um cesto cheio de roupa suja, perguntei onde ele lavava as peças. Ele me mostrou o lugar, que não passava de um cômodo com duas lavadoras.

Eu conversava alegramente com ele, mas no começo não lhe dei muita atenção. Ele parecia tímido, apesar de muito bonito. Nos separamos para fazer nossas coisas, e quando eu voltei para buscar a roupa limpa, encontrei um bilhete: Josh me convidava para tomarmos um café. Depois do primeiro encontro, nos vimos todos os dias. E agora estamos noivos. Mal posso esperar para lavar a roupa dele até o fim da minha vida (isso é uma piada, é claro)".

É o destino

"Nossa história de amor lembra aquelas que aparecem no cinema. Eu estava voltando de uma viagem de negócios pela Ásia. Durante o check-in no aeroporto de Bangkok, na Tailândia, vi à minha direita a mulher dos meus sonhos. Mas quando recebi meu cartão de embarque e fui me apresentar, ela não estava mais lá. Passei as duas horas seguintes me perguntando: "o que teria acontecido se...?"

Chegou o momento de entrar no avião. Adivinhem com quem eu cruzei. Conversamos durante todo o voo, e eu percebi que aquela era a mulher ideal para mim. O avião aterrissou em Doha, na Qatar, eu parti para os EUA e ela, para Barcelona. Como não podia tirá-la da cabeça, algumas semanas depois eu voei para a Espanha. Três dias depois, decidi que iria morar ali para sempre. Me arrisquei, e não errei".

O casal mais tonto

"Conheci Thomas num site de encontros. Ele morava no Canadá e eu, em Nova York. Uma semana depois, estávamos apaixonados. Nós trocávamos SMS, conversávamos por telefone e por Skype todos os dias. Três semanas depois, ele largou tudo, menos seu cachorro, e veio para Nova York. Assim que nos encontramos, nos mudamos juntos,com dois cães, para um estúdio de 27 metros quadrados.

Todos achavam que estávamos loucos, mas aquela foi a melhor decisão das nossas vidas. Ele me pediu em casamento com uma bala de cereja em forma de anel, e nos casamos apenas no civil, num cartório: só nós e nossos cachorros. Foi o casamento dos nossos sonhos. Somos o casal mais tonto do mundo, eu sei, mas eu não mudaria nada em nossa história".

Impossível de inventar

"Há três anos, eu estava fazendo compras no supermercado. Quando saí e me aproximei do meu 4x4, vi um homem perto dele. Ele estava guardando as compras no porta-malas do meu carro. Eu disse que o carro era meu. Mas ele começou a rir e respondeu que aquele era seu 4x4. Quando eu voltei a travar as portas, ele se deu conta do erro: o carro dele estava estacionado ao lado.

Ele ficou pálido e se desculpou. Eu, para dramatizer o momento, fiz uma piada: "Pode deixar suas compras, eu não vou reclamar se ficar com elas". E ele respondeu: "Só se você preparar um jantar para dois usando o que comprei". Duas semanas depois, eu realmente preparei para ele um jantar em minha casa, e foi como tudo começou. Quando contamos nossa história, tem muita gente que não acredita, mas algo assim é impossível de ser inventado. É o destino".

Nunca é tarde para dizer "sim"

Nunca é tarde para encontrar o amor! É essa a mensagem transmitida por Murphy Wilson, de 70 anos, e Lucinda Myers, de 67. No começo, os dois se admiravam a distância. Lucinda achava que o homem é quem devia dar o primeiro passo, mas quando viu que Murphy deixou de frequentar as missas de sábado, abriu uma exceção. Ela se encheu de coragem e disse a ele: "Não tenho mais visto seu sorriso maravilhoso".

Os dois começaram a sair juntos e, um mês depois, Murphy pediu Lucinda em casamento. Quando ele viu sua noiva caminhando até o altar, ficou tão nervoso que não conseguia se mexer. O pastor precisou até dar um pequeno empurrão no noivo, o que arrancou risadas dos convidados. Nenhum dos dois estava se casando pela primeira vez: a primeira esposa de Murphy tinha morrido em 2013, e Lucinda era divorciada do primeiro marido. Ela demorou 30 anos para reencontrar o amor.

2---
30k