Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Estes são os anos mais felizes e mais difíceis do casamento

----
18k

Nem todos os casais percebem que uma família exige esforços dos dois. De acordo com os dados, recentes, na Europa, a cada 2 milhões de casamentos, ocorrem 950 mil divórcios. Os especialistas da empresa Slater & Gordon, especializada no assunto, detectaram quais os anos mais tranquilos e os mais felizes dos casamentos.

No Incrível.club apresentamos os detalhes dessa pesquisa e compartilhamos os fatores que podem levar a um casal a se divorciar.

3 anos

Acredita-se que o amor dure 3 anos e, em seguida, o casal se separa ou a relação deixa de ser tão ideal. Mas, na realidade, após 3 anos de relacionamento, as pessoas geralmente se acostumam com os defeitos de seus parceiros e se sentem mais à vontade.

Muitas vezes no terceiro ano de casamento, o casal decide ter filhos e seu relacionamento se torna mais forte. O terceiro ano do casamento é considerado o mais feliz.

5 anos

Os primeiros problemas sérios começam no quinto ano de casamento. Durante esse período, as crianças ainda são pequenas e causam bastante problemas, que se somam aos transtornos no trabalho, às tarefas domésticas e ao estresse em geral.

Logo após os 5 anos de vida juntos, alguns casais começam a pensar em divórcio e a buscar aconselhamento jurídico. Este é o ano de relacionamento mais difícil.

7 anos

Após 5 anos de casamento, surge outro obstáculo para o casal. De acordo com os especialistas, o sétimo ano de vida em comum é como se fosse um muro, que todo casal tem de atravessar. A essa altura, a vida familiar se transforma numa rotina. Isso aumenta as preocupações econômicas, a obrigação de cuidar da crianças e os mal-entendidos sobre as responsabilidades de cada um.

É um estágio difícil, mas se o casal superar essa etapa, um casamento estável e feliz os aguarda.

Fatores a evitar se quiser manter seu casamento

  • Expectativas injustificadas. Descobriu-se que os casais solicitam o divórcio no início da primavera e do outono. Antes disso, sempre dão uma segunda chance ao casamento. Se as expectativas não forem cumpridas, o divórcio é iminente.
  • Não falar sobre seus problemas. Os especialistas conduziram um experimento entre jovens casais que revelou que falar sobre filmes reduz o risco de divórcio em duas vezes. Imagine o efeito de conversar sinceramente sobre os problemas familiares.
  • Não saber ou não querer trabalhar o relacionamento. Ter muitos irmãos reduz o risco de divórcio. Os cientistas ligam isso à grande experiência comunicativa que a pessoa recebe ao crescer em uma grande família. No futuro, é um tipo de experiência que ajuda a manter o relacionamento.
  • Não querer ouvir. O número de divórcios entre casais em que apenas uma pessoa é construtiva e está disposta a ouvir aumenta.
  • 'Vida' intensa nas redes sociais. As pessoas que são muito ativas no Twitter ou em outras redes sociais podem ter problemas e isso leva ao divórcio.
  • Discussões econômicas. Os casais que muitas vezes costumam discutir por dinheiro aumentam a probabilidade de divórcio no futuro, por causa da insatisfação com seu relacionamento. Mesmo que o nível de renda das duas pessoas seja alto.
  • Falta de educação. De acordo com os pesquisadores, pessoas com um alto nível de educação, divorciam-se menos, independentemente do seu sexo ou do país em que vivem.

Não cometa esses erros e a probabilidade de sua vida familiar ser feliz e longa aumentará várias vezes.

----
18k