Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Como fortalecer o seu relacionamento

----
12k

Nosso subconsciente acumula uma série de estereótipos e mitos sobre como deveria ser uma relação 'correta' e harmoniosa. Hoje, trazemos alguns exemplos de 'maus' comportamentos que, na verdade, fortalecem o relacionamento.

1. Conflitos

Quando, em uma relação, não há lugar para conflitos, tampouco há lugar para a sinceridade. Se você sempre esconde os sentimentos, não há maneira de mudar as coisas ruins. As discussões ajudam a aliviar os maus sentimentos e são formas de mostrar para o outro o que não está bom. É assim que ambos conseguem entender os seus pontos fracos podendo, portanto, se entender melhor.

  • Em uma discussão, é importante seguir as 'regras da cultura psicológica dos conflitos'. Isso significa se respeitar, entender que o conflito é pontual e tem um fim, e que a relação é algo muito valioso. Além disso, é importante tentar sempre trocar o 'você' pelo 'eu', e dizer frases como 'eu fico louco', e não 'você me deixa louco'.

2. Flerte

Saber que somos desejados e atraentes, nossa autoestima aumenta e nosso ânimo também. Mas é importante que essa energia seja levada também ao relacionamento.

  • Como perceber se cruzamos a linha do bom senso? Os psicólogos aconselham o seguinte: se você acha que suas palavras ou suas ações fizeram mal ao outro, o limite foi ultrapassado. Se você estiver normal quando estiver com a outra pessoa, então tudo está bem.

3. Egoísmo saudável

Para cuidar do outro, é importante saber se colocar na relação, lutar pelos seus desejos (e, claro, respeitar os desejos do outro), saber colocar limites ("isso eu não vou suportar"), ter espaço para coisas pessoais, interesses e hobbies fora do relacionamento.

  • Caso contrário, a relação se torna insustentável. Começamos a sentir que não temos ar para respirar, o que faz com que nos sintamos cada vez mais esmagados.

4. Suportar dificuldades

Não existe casal que não passe por algum problema. As crises são descritas em livros de psicologia e devem ser entendidas e tratadas com o devido respeito e cuidado. Portanto, é importante aprender a suportar os problemas, as dificuldades, os conflitos, saber esperar o momento certo para explodir e então entender quando é o melhor momento para conversar.

5. Distância na relação

Se você quer estar o tempo todo com a outra pessoa, a relação provavelmente vai perder força, assim como o desejo sexual, fazendo surgir uma espécie de cansaço na relação.

  • Todos os psicólogos familiares e sexólogos recomendam que um casal saiba encontrar a justa medida do contato, dar espaço ao outro e aprenda a respeitar os momentos de solidão. Após o momento em que as pessoas estão separadas, acaba surgindo a alegria do reencontro.

6. Esconder e não dizer algumas coisas

Dizer sempre as coisas na lata não é uma boa ideia. Dessa forma, não teríamos amigos e seria impossível manter um relacionamento harmonioso. "Minha mãe acha que você cozinha mal", "Sempre sonho com o corpo do Brad Pitt", "Sim, seu corpo nunca mais foi o mesmo após a gravidez"... esses tipos de frases não ajudam em nada. Tente encontrar maneiras mais sutis de explicar algumas coisas, ou deixar o dito pelo não dito.

7. Não renuncie aos seus interesses

Muitas vezes abrimos mão de nossos interesses e hobbies para passar mais tempo com a outra pessoa. Como resultado, renunciamos à nossa individualidade e vamos acumulando rancores que cedo ou tarde explodem.

  • Qualquer sacrifício é uma forma de chantagem emocional que envenena pouco a pouco a relação. Um sacrifício costuma vir acompanhado do desejo de que o outro faça o mesmo.

8. Não sufoque a outra pessoa com amor

Adivinhar cada desejo da outra pessoa ou cuidar dela como se ela fosse uma filha é uma rua sem saída no relacionamento.

As consequências disso:

  • Em primeiro lugar, irritação. As mulheres não precisam de outor pai e os homens não precisam de outra mãe. O carinho em um relacionamento é outro.
  • Em segundo lugar, a chama de sensualidade some pouco a pouco. Se um casal começa a se tratar como se um fosse pai ou mãe do outro, cedo ou tarde o interesse sexual vai desaparecer.
Ilustradora Anna Syrovatkina exclusivo para Incrível.club
----
12k