Incrível
Incrível

Após uma grande tragédia, Meryl Streep falou sobre o marido: “Tenho que continuar vivendo, e Don me mostrou como fazer isso”

Perder o amor da sua vida quando você está apenas no começo de uma trajetória feliz é algo que deixa marcas para sempre. Costuma ser bem difícil recuperar-se de uma perda tão grande, mas a história de Meryl Streep nos dá esperança e prova que cada um de nós conta com a força necessária para vencer os obstáculos colocados pela vida, por mais complicados que sejam.

Incrível.club traz a você, leitor, a história de amor de Meryl Streep, que após perder um grande amor aos 30 anos, voltou a se apaixonar e já está há quatro décadas na companhia do marido.

Meryl Streep conheceu John Cazale em 1976, com 27 anos, quando ambos atuavam na adaptação de uma obra de Shakespeare. Ele era 14 anos mais velho que ela, um ator renomado e respeitado pelos colegas, famoso por seu papel em O Poderoso Chefão. Gamados um pelo outro, os dois logo engataram um relacionamento.

Quando começaram as gravações de O Franco Atirador, em 1977, John percebeu haver algo de errado. Após uma consulta e vários exames, o diagnóstico foi devastador: John teria apenas mais alguns meses de vida.

Meryl aceitou um papel na série Holocausto para poder pagar os gastos do tratamento e ajudar o namorado, contando com a ajuda de dois grandes amigos: Robert De Niro e Al Pacino. Esse último cuidava de John enquanto Meryl filmava na Europa. Sobre o amigo, o ator dizia: “Aprendi com ele mais do que com qualquer outro sobre a arte de atuar. Tudo o que eu queria era trabalhar com John por toda minha vida”.

Meryl acompanhou o amado no hospital até que, em março de 1978, o médico informou-a da morte de John. Em choque, ela debruçou-se sobre o peito do namorado, implorando que ele acordasse. Por um segundo, ele abriu os olhos e garantiu a Meryl que ficaria bem, fechando os olhos pela última vez logo em seguida...

Em meio ao luto, Meryl foi despejada do apartamento onde morava. Seu irmão, preocupado com o fato de a atriz passar por toda aquela dor em meio a uma mudança, se ofereceu para ajudar. Foi quando tudo mudou para ela, pois o irmão apareceu na companhia de um amigo chamado Don.

Don Gummer nasceu em 1946. Tanto ele quanto Meryl frequentaram a universidade de Yale, nos EUA, e Don se formou também na Escola de Belas Artes. Em meados dos anos 80, Don já era um escultor prestigiado, com obras expostas em vários cantos do mundo e dono de prêmios e honrarias.

Quando Don descobriu que Meryl estava sendo despejada, sugeriu que ela se mudasse para seu loft, já que ele faria uma viagem e o apartamento ficaria vazio. Os dois se mantiveram em contato por cartas, mas a atriz começou a suspeitar de que ele queria algo além da amizade.

Seis meses depois, Meryl e Don casaram em uma pequena cerimônia realizada no jardim da casa dos pais da atriz, no fim de 1978. Diante dos comentários feitos pela mãe, preocupada com aquele casamento tão precoce, Meryl respondeu: “Não superei a morte do John, mas preciso continuar vivendo, e Don me mostrou como fazer isso”.

No fim do ano seguinte, nascia o primeiro filho do casal, Henry. Depois, chegaram as duas filhas, chamadas Mamie e Grace. Já em 1991, eles tiveram a terceira e última filha, Louise. Apesar de muito famosa, Meryl nunca quis expor os filhos na mídia, ainda que a maioria deles tenha enveredado por carreiras artísticas: duas de suas filhas são atrizes, enquanto o filho é músico.

“Eles eram meu oásis. Foi muito prazeroso ver meus filhos crescendo, ser a confidente deles e curtir tudo que envolvia ajudá-los a virar jovens independentes”, afirmou Meryl. A atriz sempre falou bem do marido, sobre a forma que ele cuidava dos filhos quando ela viajava para gravar, sem nunca fazê-la sentir-se culpada por estar ausente.

Quando os filhos saíram de casa, Meryl e Don se mudaram para Nova York. Nem ele nem ela costumam aparecer nos veículos que cobrem a vida dos famosos, mas Don sempre acompanha a esposa nas premiações. Ele pode ser visto em praticamente todos os eventos desse tipo.

Em 2012, quando Meryl ganhou o Oscar de melhor atriz pelo trabalho no filme Julie & Julia, a atriz começou seu discurso citando o marido.

“Primeiro, quero agradecer ao Don, porque quando você deixa para agradecer ao marido no fim do discurso, eles colocam música para que você termine logo. E quero que você saiba que tudo de mais valoroso nas nossas vidas foi você quem me deu”, disse Meryl em sua fala, com a voz embargada.

Os dois estão casados há mais de 40 anos, e se por um lado Meryl nunca falou abertamente sobre ter tido problemas no casamento, por outro deixou implícito que os obstáculos foram superados. A atriz já opinou que, para manter a força do casamento, o segredo é conversar sobre qualquer problema que eventualmente surja, mesmo se for algo pequeno. “É preciso ouvir os problemas, as sugestões e os conselhos do parceiro e aceitar que nem sempre você está com a razão. Conversar é a chave para um casamento bem-sucedido”.

Já perguntaram a Don se ele tem a consciência do fato de ser casado com a atriz mais aclamada de sua geração, mas ele disse nunca pensar no assunto. No caso deles, o glamour de Hollywood desaparece, e eles simplesmente discutem sobre coisas como lavar a louça na mão ou colocar tudo na lavadora.

Em sua opinião, de que maneira é possível superar a morte da pessoa amada? E quanto aos filmes com Meryl Streep, em qual deles você acha que o talento da atriz fica mais evidente?

Incrível/Relacionamento/Após uma grande tragédia, Meryl Streep falou sobre o marido: “Tenho que continuar vivendo, e Don me mostrou como fazer isso”
Compartilhar este artigo