Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

8 Estudos explicam o segredo de um relacionamento longo

Todo mundo gosta de estar na companhia de quem escolheu como companheiro ou companheira. Mas, para que o relacionamento não caia na mesmice e corra o risco de uma separação, é bom levar em consideração as experiências de outras pessoas.

Incrível.club apresenta neste post algumas conclusões alcançadas por cientistas que observaram a vida de milhões de casais, apresentando alguns métodos cientificamente comprovados capazes de fortalecer os relacionamentos.

8. Tomar uma taça de vinho juntos

Aqueles consomem álcool juntos (em doses razoáveis e em certas ocasiões) têm mais facilidade na hora de enfrentar os problemas do relacionamento e mais frequentemente têm um casamento longo e duradouro.

Por quê? Não é por causa do próprio álcool, mas por causa da proximidade que estabelecem passando algum tempo juntos. A maioria das pessoas faz um happy hour no bar ou assiste a um evento esportivo com cerveja e batatas fritas apenas na companhia de amigos mais próximos.

7. Esqueça do orgulho, mas não de si mesmo

A empatia nos relacionamentos, quando uma pessoa é capaz de ouvir os sentimentos, pensamentos e as preocupações do outro, ou seja, quando se identifica com o outro, ajuda os casais a manter décadas de casamento.

Por quê? A capacidade de abstração de seus desejos e pontos de vista pessoais ajuda a perceber a tempo o que está preocupando a outra pessoa e a encontrar a "chave" certa para resolver o problema.

6. Segundo estatísticas, quanto melhor a situação financeira, maior a chance de o casamento vingar

Se o salário dos dois cônjuges for superior (mesmo que não muito) à média da população do país em que vivem, as chances de divórcio se reduz em 2 vezes. Em casais de renda média, o risco de divórcio é reduzido em apenas um terço.

Por quê? Ter dinheiro não resolve todos os problemas nem é a chave da felicidade. Mas os problemas econômicos são uma prova séria para todo mundo. As pessoas nem sempre estão dispostas a sacrificar algo seu pelos desejos dos outros, passando por suas necessidades. Portanto, muitas brigas surgem por causa de questões monetárias.

5. Trabalhar, estudar e conhecer o mundo

As pessoas com, pelo menos, um diploma de ensino superior, se divorciam quase 5 vezes menos do que aquelas que apenas completaram o ensino obrigatório. E, geralmente, as pessoas procuram um parceiro com interesses semelhantes (e não com interesses opostos, como se costuma pensar).

Por quê? O conhecimento nos torna auto-suficientes, elevando a nossa auto-estima e ajudando a avaliar de maneira mais profunda o parceiro. A escolha torna-se mais consciente. E, graças ao autodesenvolvimento, em um casal não há espaço para o tédio em relação ao outro.

4. É melhor esperar para se casar

Os casais que namoraram pelo menos três anos antes de se casar se divorciaram 39% menos do que aqueles que casaram nos dois primeiros anos de namoro.

Por quê? É improvável que esse fato surpreenda alguém, mas pode ser um aviso para aqueles que perdem a cabeça por um amor à primeira vista. É melhor não se casar sem conhecer melhor a outra pessoa.

3. O amor é algo mais do que dinheiro e beleza

Apaixonar-se pelo dinheiro ou pela beleza não é a melhor estratégia. Os homens que valorizam em primeiro lugar a aparência de sua companheira têm 1,5 vezes mais chance de divorciar. O mesmo vale para as mulheres que são atraídas por um homem apenas olhando para a sua conta bancária.

Por quê? Um relacionamento forte é construído com base na compatibilidade das pessoas, suas qualidades internas, caráter e hábitos. Graças a isso, você pode conquistar e apreciar a verdadeira beleza e riqueza: o interior do outro.

2. Para ser mais feliz, você tem de dividir o tempo, o amor e outras coisas agradáveis

Os casais em que as duas pessoas são generosas entre si, descrevem seu casamento como feliz 5 vezes mais do que os demais.

Por quê? A generosidade é percebida por muitos como uma forma de elogio. Um presente ou um convite inesperado para estar junto em algum evento especial indica para a outra pessoa um alto grau de confiança e intimidade no relacionamento.

1. E dizer as palavras mágicas sempre

Mais de 500 casamentos sólidos foram examinados para confirmar uma verdade muito simples: se você costuma dizer "obrigado", é mais provável que o relacionamento dure mais do que a média.

Por quê? O sentimento de apoio e de gratidão fortalece o relacionamento. Especialmente quando as responsabilidades são compartilhadas. Agradeça à sua cara metade até pelas coisas pequenas, porque ninguém realmente deve nada a ninguém.

Bônus: os meses de mais risco para um casamento

De acordo com um estudo recente realizado por sociólogos dos EUA, em março e agosto os casais se separam com maior frequência. Esta é a conclusão alcançada pelos cientistas depois de acompanhar o destino de milhões de casais de 2001 a 2015 desse país.

Por quê? Com a chegada da Primavera (no Brasil isso seria em 22 de setembro e não em 20 março, mês que seria o início dessa estação nos EUA, onde foi feita a pesquisa), ocorrem mudanças hormonais, o que gera mais desejo de colocar um ponto final às diferenças e avançar ativamente. Quanto às rupturas no mês de agosto, muitos atribuem isso ao fato de que os dias são mais curtos e há uma diminuição geral do humor, aumentando também a irritabilidade.