Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

10+ Tradições de casamento que os mais jovens não querem mais seguir hoje em dia

A maioria das tradições de casamento tem raízes profundas no passado e na história de um povo. E no mundo moderno, onde tudo muda tão rápido que às vezes sequer percebemos, alguns ainda permanecem fiéis a esses rituais, preservando-os do completo esquecimento. No entanto, muitas vezes é difícil para as pessoas compreenderem e até lembrarem o que essas tradições simbolizam, já que os seus significados e sua importância acabaram se perdendo em algum lugar na história.

Nós, do Incrível.club, reunimos 19 relatos de como as pessoas lidam com as tradições da cerimônia de casamento na sociedade moderna ao redor do mundo. Confira!

  • Aparentemente, na cidade natal da minha noiva as pessoas fazem algo chamado “dança do porco”. Se o irmão mais novo se casar antes do irmão mais velho, então este deve dançar no cocho dos porcos, que fica na entrada da casa, enquanto os convidados colocam dinheiro nele. Isso parece tão bizarro e embaraçoso para mim, definitivamente não vou fazer meu irmão mais velho dançar assim! © ChampionOfTheSunn / Reddit
  • Costume dinamarquês: quando os convidados brindam com os copos, os noivos devem subir nas cadeiras e se beijar, se os convidados baterem os pés, os noivos devem entrar embaixo da mesa e se beijar. No começo isso me aborreceu e me irritou, mas com o tempo fui me acostumando. © Halefa / Reddit
  • Dizem que usar pérolas traz má sorte para a noiva. Não me lembro qual é a explicação por traz desse raciocínio, mas não presto atenção nessas coisas. Eu as adoro, e a maioria dos meus acessórios e joias serão de pérolas! © meganthemuggle / Reddit
  • A tradição que todos os convidados têm de se levantar quando a noiva entra no salão. Pessoalmente, nunca gostei. E decidi pedir aos meus convidados que não fizessem isso e que continuassem sentados. No dia anterior, no ensaio da cerimônia, muitos foram categoricamente contra minha decisão e alguns até hostis. Ninguém aceitou minha ideia e disseram que eu não podia ir contra essa tradição, os convidados ficariam envergonhados e se levantariam de qualquer jeito. Então respondi: “Bem, deixe estar!” Isso não vai arruinar meu dia! No grande dia, ninguém levantou no momento que eu estava entrando e o fotógrafo conseguiu tirar uma bela foto minha e do meu pai caminhando até o altar. © Kelly Bailey / Quora
  • No meu casamento, ninguém jogou bolo na cara de ninguém. Simbolicamente, a maneira como o casal dá o bolo um para o outro é uma representação cuidarão um do outro na doença e nos piores momentos. Todas as coisas ruins e difíceis que fazem parte da vida de casado estão incluídas nos votos. A festa de recepção é para celebrar a saúde, felicidade e o melhor da vida, então é compreensível que as pessoas queiram brincar, mas comer o bolo é, na verdade, uma parte muito séria e solene da recepção e do selamento dos votos que os noivos acabaram de fazer um ao outro. Meu marido não é um destruidor de bolos, mas eu disse a ele antes do casamento que se um pouco de glacê caísse de propósito no meu nariz, eu estaria preenchendo os papéis do divórcio no dia seguinte. Eu acredito que esses símbolos se desenvolvem por uma razão e se vale a pena mantê-los, vale a pena segui-los. Cortamos o bolo com todo o amor e respeito que tínhamos um pelo outro. Acredito que para nós isso reafirmou o compromisso com nossos votos. Sim, eu estava 100% falando sério sobre pedir o divórcio no dia seguinte, mas tinha 99% de certeza de que não precisaria. © Tamara Castleman / Quora

  • Amo dançar e sempre gostei de casamentos que têm música, mas também já estive em celebrações onde um pequeno grupo de pessoas dançavam enquanto o resto dos convidados ficavam sentados esperando a hora de ir para casa. Isso porque esses convidados não conseguem conversar uns com os outros por causa do DJ barulhento, e se eles não estão com vontade de dançar, então apenas ficam sentados. Não sou contra a dança, mas no meu casamento quis fazer algo diferente. Queríamos que fosse uma noite de verão discreta, onde as pessoas pudessem se misturar e conversar. Em vez de dançar, nossos convidados conversavam, passeavam pelo salão e até brincavam no gramado. Foi tão divertido! Mas no fundo ainda colocamos um músico com um violão. Nós também evitamos todas as danças tradicionais de casamento da mãe com o filho e do pai com a filha, os discursos, a parte de jogar o buquê e de cortar o bolo. Talvez seja um pouco chata, mas não gosto desses momentos no casamento dos outros, então não quis no meu também. © Kelly Bailey / Quora
  • Na Moldávia, costuma-se servir rolinhos de repolho recheados nos casamentos. Eu fiz um casamento no estilo hollywoodiano — e o que fiz com os rolinhos de repolho? Substitui por salmão. No meio da festa, um amigo veio até mim e disse: “Meu deus, que legal! Um casamento sem rolinho de repolho! Estou com inveja!” No entanto, meus parentes falaram por muito tempo que o casamento foi bom, mas que a única coisa que faltou foram os rolinhos de repolho.
  • Vestido de noiva branco. Eu odeio branco por dois motivos principais: primeiro, parece sem graça, segundo, fica horrível em mim. Não combina comigo em nada. Além disso, a maioria dos vestidos de noiva é exatamente isso: um vestido de noiva. Você gasta uma quantia ridiculamente alta de dinheiro em um vestido que provavelmente só usará uma vez na vida. Prefiro usar algo azul-marinho ou roxo muito escuro. Parece muito mais interessante na minha opinião, e você também pode usá-lo no futuro. © Lea Sing / Quora
  • Roupa formal. Para ser honesta, eu não me importo nem um pouco com isso. No meu casamento, as pessoas poderão vir como quiserem, desde que usem algo, por mim tudo bem. © Lea Sing / Quora
  • O véu. Simplesmente não entendo o porquê disso. Fica horrível e ainda esconde o penteado da noiva. © Lea Sing / Quora
  • Meu marido é indiano, então aprendi tudo sobre as tradições dele quando planejávamos nosso casamento. Há um costume em que as irmãs da noiva roubam os sapatos do noivo e se recusam a devolvê-los a menos que ele pague uma quantia em dinheiro. E pode acabar sendo bem alta! Minhas primas estavam planejando esconder os sapatos do meu marido, mas ele disse que iria apenas subir ao altar descalço em vez de pagar. © b-muff / Reddit
  • Realmente não gosto da tradição em que o noivo tira a cinta-liga da noiva e a joga para os amigos, e quem a pega tem de colocá-la na perna da mulher que pegar o buquê. A cinta-liga é uma peça íntima, e deve ser retirada somente na privacidade dos noivos e após a festa. Dado os instintos competitivos de alguns rapazes, especialmente quando se mistura isso ao álcool, pode ocorre lesões. Qualquer “tradição” que incentive um homem a deslizar uma peça de roupa íntima na perna de uma mulher em público — possivelmente uma mulher que ele nem conhece — enquanto seus amigos gritam “Sobe mais! Mais alto!” deve ser desencorajada. Isso é apenas um modismo infeliz que acabou sendo introduzido em uma ideia equivocada de que se precisava de um equivalente masculino ao lançamento do buquê. E mesmo que fosse uma tradição, nem todas as tradições merecem ser preservadas. © Jennifer Georgia / Quora
  • A necessidade da noiva subir ao altar com o pai. Eu odeio essa tradição por causa de seu significado original. Isso vem de uma época em que a mulher era literalmente considerada propriedade de alguém por toda a vida. A tradição basicamente significa que o pai transferiu a “posse” da filha para o marido. Isso é simplesmente horrível! Não, obrigado. © Lea Sing / Quora
  • Minha esposa desistiu da tradição do “pode beijar a noiva” por ser uma pessoa muito reservada nesse aspecto. E também não tivemos a primeira dança. Na verdade, não houve dança nenhuma, os convidados preferiram apenas bater um papo. © Harry Kriewaldt / Quora
  • A única tradição que não foi seguida no meu casamento foi na hora dos votos. Eu me certifiquei de que a frase “amar, honrar e obedecer” não incluísse a palavra “obedecer”. Eu me conheço — sou um tanto tradicionalista — mas apenas quando esse papel é escolhido por mim, e não atribuído por causa do meu gênero. Não achei necessário prometer fazer algo que nunca faria apenas por princípios! Estamos juntos há quase 20 anos, e meu marido às vezes me provoca dizendo: “Você disse que iria me amar, honrar e obedecer? Ah é mesmo, você não disse”, quando estamos discutindo. Eu insisto no meu ponto de vista e ele acha que está sendo engraçado. © Shelia Gulledge / Quora
  • Na Turquia, antes da noiva subir ao altar, os parentes amarram uma fita vermelha em sua cintura simbolizando sua castidade. Visto que o noivo é o único que consegue desatar esse nó, isso também simboliza a promessa da noiva de que ele será o primeiro a ter o corpo dela. Felizmente, isso raramente é realizado pelos casais modernos, mas acho que no interior ainda é comum. Não vou seguir essa tradição de usar um “cinto de castidade” para parecer um presente embrulhado para o meu marido abrir. Conotações culturais à parte, acho que uma fita vermelha fica horrível em um vestido branco. O vestido de noiva é a coisa mais elegante que uma mulher usará. Algo tão brega como uma fita vermelha estraga instantaneamente a elegância de um vestido tão especial que você usará apenas uma vez na vida. © Zeynep Cemre / Quora
  • Meu marido e eu decidimos não fazer uma festa tradicional de casamento com um monte de convidados. A realidade é que não foi fácil: tanto nossa família quanto os nossos amigos nos pressionaram. Mas nós apenas assinamos os papéis, colocamos as alianças e fomos parabenizar a avó do meu marido, que estava fazendo aniversário naquele dia. Depois de dois dias partimos para uma cidade vizinha e nos hospedamos em um hotel spa 5 estrelas. Fizemos uma massagem para dois. À noite tivemos um jantar em um restaurante chique. Apenas desfrutamos um do outro e de toda essa atmosfera. Não nos arrependemos de não termos feito uma farra para um monte de convidados. Respeito a escolha de todos, não os culpo, mas essa decisão deve ficar sempre com o casal, e não com os parentes e amigos. © aprelSKA25 / Pikabu
  • No nosso casamento não houve a brincadeira da “compra da noiva”, que consiste em dar algumas tarefas para o noivo realizar antes de poder de fato se casar, que é tão tradicional nas cerimônias de casamento russas. Dei sorte de que nem eu, como também os meus parentes e os do meu esposo não estavam dispostos a seguir essa tradição. Acredito que ela não seja muito respeitosa para a noiva e, no mínimo, não é nada bonita. Meu esposo ficou bastante aliviado quando soube que não teríamos de fazer isso.
  • Em vez de um casamento, minha esposa e eu fomos para Riga por 10 dias. Os parentes de ambos os lados não entenderam nossa decisão, diziam que estava tudo errado e que não daríamos certo. Estamos juntos há 37 anos. © Puvel / Pikabu

O que você acha das tradições de casamento? Quais gostaria de excluir e quais acredita serem obrigatórias em toda cerimônia? Conte para a gente na seção de comentários.