Por que os “fidget toys” estimulam o cérebro e proporcionam às crianças uma melhor coordenação motora

De tempos em tempos surge algum brinquedo que vira “febre” entre as crianças. Quem não se lembra dos Tamagotchis? A moda da vez são os fidget toys — brinquedos sensoriais e coloridos — que prometem ajudar no desenvolvimento dos pequenos e também aliviar a ansiedade e o estresse. Se de um lado há mamães e papais aprovando essa forma de se divertir de seus filhos, por outro, há aqueles que ainda têm suas dúvidas quanto aos benefícios desses brinquedos.

É por essa razão que o Incrível.club reuniu alguns fatos que podem te ajudar a entender como esses brinquedos, que há certo tempo “roubam a cena”, funcionam. Venha descobrir!

O que são os fidget toys?

Brinquedos que visam, através de movimentos repetitivos, aliviar a ansiedade tanto de crianças quanto dos adultos, é a proposta dos fidget toys. Aliás, “fidget” significa, “inquietação” ou “agitação” em inglês. Feito com um material flexível, texturizado e colorido, esses brinquedos ao serem manuseados, estimulam o toque, e seus sons (como o estourar de um plástico-bolha) trazem uma momentânea sensação de bem-estar.

Além de tudo, contribuem com o desenvolvimento motor

Diferente de antigamente, é possível afirmar que muitas crianças de hoje não tenham tanto acesso às brincadeiras nas ruas, como: pega-pega, bolinha de gude, queimada, entre outros modos de se divertir, por diversas razões. Cheias de energia e sem poder socializar, é comum que possam acabar ficando inquietas e estressadas.

Com seus movimentos repetitivos, textura e sons, os fidgets toys, segundo pesquisas, podem contribuir para o desenvolvimento motor e sensorial das crianças, além de ajudar na sua concentração, pois, o constante manuseio e a relação das cores imbuídas nos objetos conseguem amenizar o fluxo de pensamentos e, claro, ocasionar uma certa sensação de calmaria. Nesse processo, não só o sentido sensorial ou a mente são responsáveis, mas a visão também. Porém, devemos lembrar que apesar desses benefícios, não se trata de um “remédio terapêutico” que irá curar pessoas com déficit de atenção, por exemplo.

Ajudam a mudar o foco dos nossos comportamentos involuntários

Alguns comportamentos são tão involuntários que, na maioria das vezes, nem percebemos o que estamos fazendo, como roer as unhas ou estalar os dedos. Esses novos brinquedos têm a função de distrair e mudar o pensamento e o foco daquilo que de alguma forma está causando algum aborrecimento ou ansiedade. Quem não se lembra da sensação boa ao estourar plástico-bolha? Com os famosos Push Pop It, o sentimento é o mesmo.

Permite uma sensação prazerosa

Com o intuito de evitar com que as crianças sejam demasiadamente expostas a tecnologias como smartphones e tablets, esses brinquedos as mantêm tranquilas e entretidas. O fato de caberem na palma da mão, serem fáceis de apertar e podermos ver seu formato original voltando ao lugar, tudo isso proporciona uma sensação de prazer para quem os manipula, promovendo uma desaceleração mental.

Simplicidade é o ponto-chave

Simplicidade no manuseio é o segredo dos fidget toys: sejam em formatos de bolha, spinner, cubo mágico ou squishy. Afinal, seu objetivo é ser apertado repetidamente de um lado e depois do outro e, com isso, o cérebro começa a ser estimulado, trabalhando com a percepção, controlando a força e melhorando a coordenação motora.

Pode, inclusive, ajudar na expressão de sentimentos

polvo do humor, de forma lúdica e aparência fofinha, é um dos fidget toys cuja proposta parece ser bastante efetiva: ele demonstra tanto o lado feliz, quanto o zangado ou triste, além de mudar de cor, e com isso, pode revelar o estado emotivo da criança, por meio dessa interação. Para aqueles com menos facilidade em falar sobre seus sentimentos, com a ajuda do brinquedo de pelúcia, a forma de expressar o humor torna-se mais fácil e elucidativa.

Diversão sim, porém com equilíbrio

Apesar de todos os benefícios, especialistas apontam que os responsáveis precisam ficar atentos para que esses passatempos não impulsionem o desejo consumista da criança em adquirir o objeto e com isso agravar o sentimento de estresse e ansiedade, afinal, há várias opções e formatos disponíveis no mercado. Além disso, é importante que crianças menores de 2 anos, sejam monitoradas por algum adulto, ao manusear esses brinquedos.

Não obstante, com responsabilidade e atenção, os fidget toys parecem ser uma boa opção para presentear os pequenos, não é mesmo?! Além de conseguirem divertir, os seus benefícios vão além do que muitos imaginam.

Na sua opinião, qual a melhor maneira de deixar as crianças mais calmas? Seus filhos também gostam de brincar com os fidget toys ou você prefere outros meios de diversão? Conte para a gente a sua experiência nesse assunto!

Compartilhar este artigo